NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA

No dia 08 de dezembro, nossa Santa Igreja comemora o dia da Imaculada Conceição e, no dia 08 de setembro (nove meses depois), a Igreja celebra o dia da natividade de Nossa Senhora que, uma vez destinada a ser a mãe do Salvador, foi escolhida pelo próprio Deus para ser também nossa mãe e medianeira de todas as graças! Assim, Deus a enriqueceu com todos os dons do Espírito Santo, de forma que, desde a sua Imaculada Conceição, a sua santidade excedia a de todos os anjos e santos. Por isso assim nos diz Santo Afonso de Ligório a respeito da natividade da virgem maria:

“Com o nascimento de Nossa Senhora, nasceu o nosso remédio, a nossa consolação e a nossa salvação. Pois, por meio de Maria Santíssima veio ao mundo Jesus Cristo, o salvador da humanidade.”

(Santo Afonso de Ligório)

Há três celebrações em nossa Santa Igreja Católica que nós comemoramos a natividade, ou seja, o dia do nascimento:

  • Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo (25/12)
  • Nascimento de São João Batista (24/06)
  • Nascimento de Maria Santíssima (08/09)

A Igreja celebra com muito amor a natividade de Nossa Senhora, proclamando que ela é a aurora que anuncia o sol de justiça, nosso salvador Jesus Cristo, que vem ao mundo para dissipar as trevas do pecado. São João Paulo II em um de seus escritos a respeito da natividade, nos convida a “contemplarmos uma menina como todas as outras, e que ao mesmo tempo é única, pois, ela é a “bendita entre todas as mulheres” (Lc 1, 42), a imaculada “filha de Sião”, destinada a tornar-se a mãe do Messias”.

O nascimento da Virgem Maria deve ser celebrado com festas e louvores no mundo inteiro, pois através da Santíssima Virgem, a luz divina pode tocar o mundo. Logo em seu nascimento, mesmo na pequenez de uma criança, ela já era grande em merecimentos e virtudes. Para entendermos um pouco sobre o grau de santidade com que nasceu a Virgem Maria, precisamos considerar primeiro a grandeza da graça com que Deus a enriqueceu; e  em segundo lugar, quanto foi grande a fidelidade de Maria Santíssima em corresponder a essa graça para a qual deus a tinha escolhido.

“O verdadeiro significado e o fim deste evento é a encarnação do Verbo. De fato, Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a mãe do Rei dos séculos, mãe de Deus”

Santo André de Creta

O nascimento de Nossa Senhora é o primeiro sinal, aos homens, da execução do plano amoroso de Deus para salvar a humanidade, é início da prova viva que o Senhor nosso Deus cumpre Suas promessas, não nos desampara e nos concede, por misericórdia, mais do que pedimos.

Nascia a obra prima do Criador, aquela que seria a mãe do Salvador Jesus, que nos libertaria do pecado e abriria mais uma vez a porta do céu! Nascia uma alma pura, santa e cheia da graça de Deus! Nascia aquela a quem um Deus, todo poderoso, daria o nome de MÃE, a quem o Espírito Santo adornaria de maneira única e os anjos e santos teriam como Rainha e Senhora.

“Inegavelmente, foi a alma de Maria, a mais bela que Deus criou. Depois da encarnação do Verbo, foi esta a obra mais formosa e mais digna de si, feita pelo Onipotente neste mundo. Uma maravilha que só é excedida pelo próprio Criador”

(Santo Afonso de Ligório)

O sublime nascimento de Maria Santíssima trouxe luz para as trevas em que os homens viviam. E continua a trazer essa mesma luz para nossas vidas. Hoje, temos Maria Santíssima como a Mãe de Deus, Mãe de Jesus e nossa querida mãe, nossa fiel intercessora, nosso precioso bem!

Peçamos à Santíssima Virgem que, assim como ela nasceu para o mundo, como caminho de salvação para toda humanidade, ela também nasça, espiritualmente em nosso coração, trazendo luz para nossas almas, e nos colocando no caminho da salvação eterna.

Rezemos juntos esta oração de Santo Afonso de Ligório, suplicando a Santíssima Virgem que nos dê a graça de, com todo o nosso coração, honrá-la como ela merece ser honrada, e que totalmente entregues em suas mãos, ela nos apresente a Deus:

“Ó menina santa, ó cheia de graça, eu, miserável pecador, vos saúdo e venero. Sois a predileta, as delícias de deus; tende piedade de mim, que pelos meus pecados me tornei objeto de ódio e abominação aos olhos de deus. Ó virgem puríssima, desde a vossa infância soubestes de tal forma cativar o coração de Deus, que Ele nada vos recusa, e faz tudo o que vós Lhe pedis. Em vós ponho todas as minhas esperanças. † Ó Maria, que sem mancha entrastes no mundo, obtende-me de deus que eu possa sair dele sem pecado. (…)

Rogo-vos, ó meu Deus, que concedais a mim, vosso servo, o dom da graça celeste, para que, assim como o parto da Santíssima Virgem foi para mim o princípio da salvação, também a festiva solenidade do seu nascimento me dê aumento de paz. Amém!”

(Santo Afonso Maria de Ligório)

INSCREVA-SE E ATIVE AS NOTIFICAÇÕES

Assim você será avisado sempre que postarmos um novo vídeo no nosso canal!

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Siga-nos no Instagram, Facebook e Twitter e tenha acesso aos nossos conteúdos!

AJUDE NOSSA OBRA DE EVANGELIZAÇÃO

Se você está sentindo em seu coração o desejo de ajudar, você pode fazer através desse link:

ADQUIRA AS MÚSICAS

Belíssimas músicas que lhe levarão a mergulhar ainda mais no coração de Deus!


Escreva seu comentário