(Diário de Santa Faustina)

“Ofereço aos homens um vaso, com o qual devem vir buscar graças na fonte da misericórdia. O vaso é a Imagem com a inscrição: ‘Jesus, eu confio em Vós.’” (327)

“Por meio dessa Imagem concederei muitas graças às almas; que toda alma tenha, por isso, acesso a ela” (570; cf. 742).

Quando conversei o assunto com a Madre Superiora (Madre Rosa), sobre o que DEUS estava exigindo de mim, ela me respondeu que JESUS deveria através de algum sinal deixar conhecer mais claramente o que ELE pretendia. Quando pedi a NOSSO SENHOR algum sinal como prova “de que verdadeiramente foi ELE, meu DEUS e SENHOR Quem fez o pedido”, ouvi interiormente esta voz: “Darei a conhecer aos Superiores (o sinal), por meio das graças que concederei através dessa Imagem”. (51)

“Hoje vi a glória de Deus que desce da Imagem” (D. 1789).

 “Já há muitas almas atraídas ao Meu amor através da Imagem” (1379).

“Prometo que a alma que venerar esta Imagem não perecerá. Prometo também, já aqui na Terra, a vitória sobre os inimigos e, especialmente, na hora da morte” (48).

“Estes raios defendem as almas da ira do Meu Pai. Feliz aquele que viver à sua sombra, porque não será atingido pelo braço da justiça de Deus” (299).

“O valor da Imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na Minha graça” (Diário, 313).

Escreva seu comentário