É URGENTE! SALVE SUA VIDA!
Mas, cuidado!!! Não se precipite! Toda atenção é pouca. Não tente se salvar da forma errada.

Tenha muita atenção, pois nós, humanos, cometemos erros.

“Errar é humano” (alguém disse isso), mas não é certo não evitar os erros.

Não é bom, para quem erra, justificar seus erros. Não é bom permanecer no erro. Não é bom deixar que nossos erros nos destruam. Não é positivo ser amigo do que é errado, dos nossos erros e dos erros dos outros.

HÁ QUEM PERSEVERE NO BEM, E HÁ QUEM PERSEVERE NO MAL.

O arrependido São Pedro (EL GRECO)

Pergunte-se:

O que tenho aprendido com meus acertos e erros?

O que tenho aprendido com os acertos e erros dos outros?

Em que estou perseverando? No bem ou no mal?

Há quem tenha dúvida se está fazendo o certo ou o errado em determinada situação.

Há quem tenha medo de, fazendo o certo, vir a errar.

Há quem queira ter certeza de que não vai errar em suas escolhas e decisões.

Há quem não quer errar, porém erra; e com os erros aprende a acertar, sem se deixar abater pela insegurança, caso venha a cometer outros erros. Este aprendeu a tirar todo o bem possível de seus erros involuntários.

MEUS ERROS PODEM FAZER COM QUE EU ATRASE, ESTRAGUE OU PERCA A MINHA VIDA

São os meus erros que podem me fazer perder a minha salvação, e não os erros dos outros. Somos julgados por nossos atos, e não pelos atos dos outros. Os erros dos outros só podem me levar à perdição eterna se eu errar com seus erros. Eu, você, todo ser humano é livre para escolher a salvação ou a condenação; a vida ou a morte; o bem ou o mal. Nosso Deus diz:

“A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem; o que ele escolher, isso lhe será dado.”

(Eclo 15, 18)

Há quem queira ser santo como São Francisco, Santo Antônio de Pádua, São Pio, Santa Teresinha; mas não se esforça para trabalhar em sua santidade, como eles trabalharam. Foi carregando a cruz, foi perseverando na vontade de Deus, apesar das muitas tentações e dificuldades, que eles se santificaram.

Há preguiçosos espirituais, que não querem trabalhar sua santificação, mas querem o fruto do trabalho dos outros. Esperam e querem que os outros lhes deem sua santidade, que lhes deem o que eles trabalharam para ter. Porém, a santidade não pode ser dada por pessoas. As pessoas podem ser bons exemplos, ajudar com orações, jejuns, penitências, mostrar o caminho da santidade; mas não podem dar o ESTADO E A QUALIDADE que sua alma alcançou.

Há quem queira ser santo, mas tem pena de si mesmo; cobra e espera a ajuda dos outros. 

Por isso, não espere que outras pessoas lhe deem a santificação delas. Elas não podem fazer isso. Não pense que terá em você a santidade delas. Elas são elas, e você é você. Você terá a sua santidade, não a delas. Você precisa fazer a sua parte, como elas fizeram a parte delas.

Não espere que as pessoas lhe santifiquem e lhe salvem. As pessoas não podem santificar nem salvar ninguém. Só quem pode santificar e salvar é Jesus Cristo. Então, devemos fazer o que elas fizeram. Elas foram a Jesus, renunciaram a si mesmas, pegaram sua cruz e a carregaram até o fim da vida, seguindo Jesus. Desse modo, conseguiram fazer a vontade de Deus. Não ficaram na vida chorando com pena de si mesmos. Pelo contrário, foram com suas cruzes, foram com Jesus, foram no Espírito Santo pelo caminho da salvação, tentando se salvar e tentando ajudar os outros a se salvarem também.

OS SANTOS ESCOLHERAM O CAMINHO

O Caminho da salvação é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Para entrar no Caminho, que é Jesus, é preciso conhecer a Palavra.

O QUE É A PALAVRA?

Não é “o que é” a Palavra, mas “quem é” a Palavra!

  • A Palavra é Jesus.
  • Jesus é a Palavra.
  • Jesus é o Verbo que se fez carne.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus […] “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade”

(Jo 1,1.14)

QUEM QUER SALVAR SUA VIDA TEM DE ENTRAR E PERMANECER NO CAMINHO CERTO

Nesta vida na Terra há muitos caminhos, muitas veredas, muitas estradas, mas há apenas um Caminho verdadeiro para quem quer se salvar. Esse Caminho é Jesus. Jesus é o Caminho para o Pai.

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”.

(Jo 14, 6)

QUEM ENTROU NO CAMINHO ERRADO TEM DE SAIR DELE

Quem está procurando seu caminho, peça a Deus, em oração, que lhe faça entrar no Caminho. Deus sabe melhor do que todas as pessoas que querem se salvar que o Caminho é Jesus. Jesus, e somente Jesus e mais ninguém, é o Caminho certo. Ele diz: “Se alguém entrar por mim será salvo” (Jo 10, 9).


Abra seus olhos!
Cuidado!

Vigie e ore, pois, sem nenhum exagero, falando com veracidade: a verdade é que todos os outros caminhos não levam ao Pai. Todos os outros caminhos levam ao Inferno. Não esqueçamos das Palavras de Jesus: “NINGUÉM VEM AO PAI SENÃO POR MIM” (Jo 14, 6) Se Jesus é o único Caminho para o Pai, então todos os outros caminhos não levam ao Pai.

– Como entrar e permanecer no caminho que é Jesus?
– Pela fé.

– Onde encontro a fé? Como a pego para mim? O que faço para ter a fé que me põe no Caminho que é Jesus?
– Resposta: pelo Documento.

– Que documento? 
– Procure pelo documento que exibe a Verdade que é Jesus.

– Onde encontro esse documento?
– Você o encontrará pela fé, que provém da pregação.

– Onde escuto essa pregação que me dará a fé que quero?
– Tenha cuidado em procurar a pregação.

– Por quê?
– Porque muitas são as pregações que falam no nome de Jesus Cristo, porém uma só pregação é confiável, por ser a única verdadeira.

– Como vou saber qual é a pregação verdadeira, se muitas falam de Jesus Cristo? 
– Muitas pregações falam de Jesus Cristo, mas a pregação verdadeira é exercida em “razão da Palavra de Cristo” (Rm 10,17). A VERDADE ESTÁ NO EXERCÍCIO, NA RAZÃO E NA PALAVRA. Entendeu porque a pregação verdadeira é exercida em razão da Palavra de Cristo?

– Não! O que quer dizer ‘exercida em razão’? 
– DIGA COMIGO:
“Exercida igual a desempenhada.
Razão igual a justiça, direito e dever.”

Basílica de São Pedro - Roma
Basílica de São Pedro – Roma

Exercida em razão quer dizer que a pregação verdadeira é desempenhada, desenvolvida na verdade, na justiça, no direito e dever da Igreja que Jesus fundou em Pedro, quando Ele disse aos apóstolos: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo”. (Mt 28, 19-20)

As pregações feitas sob as ordens de Jesus, por meio de Sua Igreja, são as pregações confiáveis.

Os pregadores que se submetem às autoridades; que se submetem à Sagrada Escritura na Doutrina da Igreja são pregadores confiáveis, pois não buscam a si mesmos, e sim, somente a glória de Deus e a salvação das almas.

– Em quais pregadores NÃO posso confiar?
– Os pregadores que buscam seus interesses, os que pregam a si mesmos. Não confie neles! Eles deturpam a verdade inventando histórias. Mentem, pregam suas próprias doutrinas, muitas vezes com muita eloquência. Entre estes, há aqueles que recebem de lúcifer inteligência e eloquência tão grandes, que se não houver a intervenção divina, quem os ouve fica hipnotizado por suas roupas, olhares e palavras, como ficaram os habitantes de Tiro e Sidônia, quando Herodes, vestido de trajes reais, sentou no tribunal e começou a lhes falar.

Herodes falava com tal desenvoltura, que o povo dizia: “é a voz de um deus, e não de um homem” (At 12, 22). Herodes, cheio do orgulho que o levava a se alimentar da vaidade, tinha fome do que o povo lhe dava. O povo lhe dava adulação, louvores, elogios, aplausos. Naquele dia, porém, Herodes tinha completado diante da justiça divina, sua cota de pecados contra Deus. A medida transbordou, e o Anjo do Senhor o feriu, morrendo ele roído por vermes (At 12, 23).

JESUS TEM SEUS PREGADORES, LÚCIFER TEM OS PREGADORES DELE:

– Ao ouvir pregações, como você protegerá sua vida da mentira satânica contra a pessoa de Jesus e contra a Igreja que Ele fundou em Pedro?
– Vou conferir se o que ele diz está na Bíblia.

-Sua resposta está incompleta.
-Por quê?

-A resposta certa é: vou conferir se o que ele diz está na Bíblia e na Doutrina da Igreja Católica.
-Eu não sei se vou conseguir ler toda a Doutrina da Igreja.
-Então, diante de dúvidas sobre certos assuntos, procure por esclarecimento desses assuntos na Doutrina da Igreja.

-Como católico, posso ouvir as pregações, pela TV e Internet, de outras religiões cristãs e cantar as músicas deles? Afinal, a Bíblia é a mesma.
– Vou lhe responder lhe fazendo pensar!

As outras religiões que usam a Bíblia (lembrando que, entre elas, algumas tiraram alguns Livros Sagrados da Bíblia), fazendo pregações em nome de Jesus Cristo, exercem a pregação em razão da Palavra de Cristo? Ainda há pouco você me perguntou o que era o exercício em razão da Palavra de Cristo. Já esqueceu o que lhe falei? Esqueceu que lhe falei ainda há pouco que a Verdade está no exercício, na razão e na Palavra?

Mesmo que as religiões usem a Bíblia, elas a usam dentro do seu sistema de doutrina própria, de seu próprio modo de rezar, apesar de o Evangelho ser o mesmo entre nós e eles. Eles têm seu próprio modo de interpretação a respeito da Pessoa de Jesus, o que os faz ter uma fé em Jesus bem diferente da nossa fé católica. 

Por exemplo:
Jesus, falando sobre a Eucaristia, diz: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que dura até a vida eterna, que o Filho do Homem vos dará. Pois nele, Deus Pai imprimiu o seu sinal” (Jo 6,27). As outras religiões não acreditam na Eucaristia que Jesus institui.

Jesus diz que a carne Dele “é verdadeiramente uma comida, e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida” (Jo 6,55).

Muitas religiões cristãs dizem que essas Palavras de Jesus são simbólicas. Para nós, católicos, são Palavras de Verdade, Vida e Espírito.


Jesus deu aos seus sucessores, até o fim dos tempos, o poder de perdoar os pecados dos homens, dizendo:

“Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos”.

(Jo 20,23)

Muitas religiões cristãs dizem que estas Palavras de Jesus também são simbólicas, porque o homem não tem poder de perdoar pecados. Para nós, católicos, não são Palavras simbólicas, são Palavras verdadeiras por serem Palavras de Jesus.

Quanto ao homem não ter poder de perdoar pecados, é verdade, o homem não pode realizar curas ou milagre algum. Quem os realiza é Deus no homem que Ele escolhe, chama e envia.

Entre a Igreja que Jesus fundou em Pedro e as outras igrejas que os homens fundaram existem ainda outros muitos assuntos cruciais da Palavra de Deus, a respeito dos quais há divergências doutrinárias. Estas mesmas religiões possuem cisão entre si, a respeito do que ensinam usando a Bíblia.  

Podemos conviver na sociedade; aceitar, amar e orar pelas pessoas das outras religiões; mas não podemos, em nome da paz, renunciar a nossa fé nos ensinamentos que Jesus deu autoridade à Sua Igreja para ir e difundir entre as nações. Não podemos renunciar a verdade. É-nos impossível esquecer que Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. (Jo 14, 6)

– Mas a doutrina deles não interfere na minha fé católica!
– Quando você fica, vez ou outra, ouvindo as pregações deles, e eles vão falando verdades; entre as verdades ditas, eles colocam seus equívocos doutrinários. É aí, nesse ponto, que o diabo está atento, perto de você, para lhe fazer aceitar o erro como acerto. Sem você perceber, você está dando abertura a um ser preternatural para influenciar seus pensamentos. Chamamos isso de contaminação espiritual. (Lv 19, 31)

CONTAMINAÇÃO ESPIRITUAL

O Senhor Deus diz: “Não introduzirás em tua casa coisa alguma abominável, porque serias, como ela, votado ao interdito. Tê-la-ás em extremo horror e grande abominação, porque é votada ao interdito”. (Dt 7,26) Se quem leva para dentro de casa qualquer objeto abominável fica sob interdito até se arrepender, destruir tal objeto e se confessar, quanto mais quem leva para dentro da alma, da mente, do coração, pensamentos contrários à verdade.

Estar sob interdito é estar impossibilitado, proibido de participar de certos Sacramentos da Igreja. 

– Reflita nesta Palavra de Deus que diz que, se alguém leva para dentro de casa alguma coisa abominável, fica como ela. O que essa coisa é? Ela é abominável.

– Estou um pouco confuso. Não estou entendendo bem o que você diz.
– Ore e peça a Deus que lhe liberte de estar “um pouco confuso”. Ele lhe atenderá. Peça a Ele que também lhe liberte de tudo o que tenta impedir você de entender o linguajar espiritual nos assuntos de Deus.

– Você acha que estou contaminado pelo Diabo?
– Não sei. Deus não me disse. Se Ele tivesse me dito, eu lhe diria. Mas eu sei de uma coisa…

– O que você sabe?
– Sei que o Diabo sabe como confundir mentes, raciocínios usando seus pregadores; sabe como cegar as pessoas para que elas vejam apenas um lado ou um pedaço da verdade. O Diabo sabe como mentir para tirar a clareza dos pensamentos em relação a Jesus e sua Igreja. O Diabo tem muitos interesses.

– E quais são esses interesses?
É do interesse do Diabo criar confusão nas almas, confundido suas mentes. Ele quer que as pessoas de fora e de dentro da Igreja valorizem a Igreja acima de Jesus. Do outro lado, ele quer que as pessoas desprezem a Igreja, com a alegação de que Jesus não precisa de Igreja, de que Jesus não fundou Igreja.

Para atingir esse objetivo, o Demônio usa os sábios e inteligentes deste mundo em todo o sistema educacional dos países. Usa livros e revistas, impressos e online. Usa a mídia nacional e internacional. Usa as redes sociais, os esportes, a música e os entretenimentos. Usa os governantes desonestos, as religiões e, sobretudo, usa várias autoridades e leigos dentro da verdadeira Igreja, pois estes podem fazer grande mal às almas, afastando as pessoas de Jesus e dos Sacramentos, que só podem vir a nós pela Igreja.

Muitos falsos profetas estão fundando igrejas. Em suas igrejas, fazem pregações tentando mexer com as emoções de seus ouvintes, dando ênfase a algumas palavras e frases, falando de um Jesus Senhor de todos, que ama a todos. De um lado, falam de um Jesus moderno sem Igreja, afirmando que “não precisamos de Igreja, porque quem salva é Jesus”. De outro lado, falam de Jesus Senhor de Sua igreja, mas a igreja a qual se referem é a fundada pelo homem.

Em suas pregações, falam que religião não salva ninguém; contradizendo a Palavra de Deus, que diz: “Eis meu servo que eu amparo, meu eleito ao qual dou toda a minha afeição, faço repousar sobre ele meu espírito, para que leve às nações a verdadeira religião”. (Is 42,1) 

Estes falsos profetas dizem que Deus não fundou religiões, que o importante é se entregar a Jesus e seguir Jesus.

As pessoas hipnotizadas por estes espertos manipuladores de mentes, creem e aceitam tudo o que eles dizem. Entregam-se a eles, entregam-se à igreja e à religião de homens, pensando que estão se entregando a Jesus Cristo na Igreja verdadeira.

Sem parar para tentar conhecer a história da Igreja; sem se perguntar em oração, diante de Deus, se está certo, se é verdadeiro o que estão ouvindo destes homens; estas pobres almas simplesmente deixam que suas mentes sejam lobotomizadas.

Sob a contaminação das falsas pregações, as pessoas ficam cegas. Não conseguem mais enxergar a verdade, porque seu sistema emocional está sendo trabalhado para que não consigam raciocinar com lógica. Estas pobres pessoas chegam a ficar em estado de não serem mais capazes de ouvir o que lhes contradiz.

No nazismo, Hitler fez esse trabalho nas mentes. Em seus discursos, ele sempre dava ênfase às palavras para mexer com a emoção do povo, que se empolgava quando ele dizia: “Um povo, uma nação, um líder”, “A Alemanha vai renascer”, “Viva o povo alemão”. Ele hipnotizava a massa popular.

– Como Hitler conseguiu hipnotizar multidões?
– Como ele conseguia fazer multidões ficarem paradas, ouvirem e concordarem até com as coisas absurdas que ele dizia?

Vou lhe dizer!

Não era somente porque oferecia soluções simplistas para os problemas do povo alemão, nem porque ele tivesse um grande “poder de sugestão”. Hitler era possuído pelo Demônio. Seu grau de possessão chegava aos 100%. Sua possessão era perfeita.

Entre os sintomas das possessões comuns estão os de perder a consciência; vomitar; cuspir; gritar reagindo ao Nome de Jesus, à água benta, ao crucifixo; desmaiar; voltar a si e não lembrar de nada. Em Hitler sob a possessão plena, como em Stalin, Mao Tse Tung, Fidel Castro, não há os visíveis sinais da possessão comum.

Pessoas possuídas a este grau de possessão perfeita comportam-se como pessoas normais. Andam, conversam naturalmente. Nem mesmo reagem com palavrões e gritos de dor ao Nome de Jesus, nem à água benta e a outros sacramentais. O poder de persuasão de Hitler não era de Hitler, era do Diabo. Hitler não vivia, Satanás vivia nele.

Em todos os discursos de Hitler, o povo era enganado por falsas promessas. Além das falsas promessas que fazia, Hitler dizia aos alemães que judeus e gays tinham que morrer, mas sempre estava a usar frases emocionais, dizendo o que o povo queria ouvir.

O povo ouvia e aplaudia.

Será que o povo achava que as promessas de matar judeus e gays não eram verdadeiras?  Apesar de Hitler ter ameaçado de morte os judeus e os gays, o povo o aplaudia. Só existe humanidade nessa situação? Devemos excluir toda possibilidade da ação das forças demoníacas, que atuam na Terra e nos ares? Devemos excluir toda possibilidade de que o inimigo aqui não é o homem, mas os principados e potestades que possuem esse homem?

“Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares”.

(Ef 6, 12)

Que poder é capaz de levar um povo a aplaudir um homem que, no meio de seu discurso simplista e mentiroso para qualquer mente sã, está dizendo que os judeus e os gays tinham de ser assassinados? Como os alemães não conseguiam perceber que Hitler estava dizendo que iria exterminar da face da Terra os judeus e os gays? Que poder é capaz de seduzir e controlar um povo, levando-o a aplaudir um genocida?

Que poder possuía as pessoas coletivamente e individualmente? Se uma pessoa, ainda capaz de raciocinar, discordava do que Hitler dizia, o público de Hitler imediatamente era tomado de ódio contra essa pessoa. Os alemães, coletivamente e individualmente, ficaram em estado emocional tão adoentado, tão possuído, que se fosse dita uma verdade que contrariasse a mentira que Hitler dizia, eles ficavam fora de si, tomados pelo ódio.

SUA MENTE FOI LOBOTOMIZADA PELA MENTIRA SATÂNICA?

Se foi, e se você fosse alemão, você não aceitaria raciocinar com lógica e em paz, buscando a verdade.

Por quê? Porque disseram para você que Hitler era a solução da Alemanha?

Não, mas porque é o pai da mentira que pessoalmente está lhe dizendo isso. Uma coisa é lutar contra uma mentira humana, ou contra uma mentira enviada do Inferno por Satanás, por seus demônios; outra coisa é ouvir a mentira do próprio Satanás.

Repito a pergunta:
Sua mente foi lobotomizada pela mentira de Satanás?

Se foi, e se você não for católico, você não aceitará raciocinar com lógica e em paz, buscando a verdade, a não ser que receba de Deus o dom da humildade.

Por que você não quer raciocinar com lógica e humildade, em oração, sozinho diante de Deus, perguntando a Deus se a Igreja Católica foi fundada por Ele ou não? Por que tem medo da resposta?

Você está na prisão da mentira. Disseram a você que Jesus não fundou Igreja. Você acreditou e ainda acredita nessa mentira e não quer estudar a história da Igreja em oração, em busca da verdade. O pai da mentira lhe prende no medo da verdade.

Você não é uma pessoa livre. Você tem medo de ser infiel à mentira que os falsos profetas colocaram dentro do seu sistema emocional. Se eu lhe chamar para conversarmos sobre a Igreja que Jesus fundou em Pedro, e se, na conversa, eu discordar de você, você simplesmente e muito rápido ficará com raiva de mim.

Ficará tão impaciente que nem quererá mais conversar, vai querer brigar. Por que isso acontece com você? Porque seu sistema emocional está lesionado pela mentira. Só a verdade de Jesus produz liberdade e paz no coração. Você está prisioneiro dos pregadores da mentira. Eles lhes prepararam para ouvir e aceitar sem pensar a pregação da mentira.

A verdadeira pregação não é aquela que anuncia Jesus sem a Igreja que Jesus fundou em Pedro.

Porém, esse entendimento não está ao seu alcance.

A verdadeira pregação é aquela que anuncia Jesus como fundador e Senhor da sua Igreja, e não a Igreja como senhora de Jesus.

A verdadeira pregação anuncia Jesus como Deus da Igreja e não a Igreja como deus de Jesus.

A verdadeira pregação leva todos a Jesus por meio da Igreja, e em Jesus, na Igreja, esclarece e defende a verdade que é Jesus, o Senhor de Sua Igreja.

O Espírito Santo a uns faz encontrar Jesus na Igreja, a outros faz encontrar a Igreja em Jesus.

Jesus nos diz: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. (Jo 8, 32)

Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos e nos abençoe mais.
J.V.

6 comentários

  1. Bendito seja Deus pela Santa Igreja de Cristo. A Única Igreja Católica Apostólica Romana. Aqui está o acerto, sem riscos. Cristo é nossa garantia. Só na Igreja Católica encontramos a Salvação. Louvado seja Deus pela intrepidez desta formação.

  2. Muitos pregadores católicos têm medo de falar da verdadeira religião em nome de uma falsa paz. Bendito seja Deus por ainda haver quem pregue com destemor e zelo pela Palavra de Deus e pela Igreja!

  3. Grande santificação para uma pessoa ouvir a diferença entre a verdade da fé e verdade imposta pelo o demônio. Rezemos por nós e por aqueles que precisam e necessitam conhecer a verdadeira verdade do nosso Deus e que a fé nós possamos alcançar o céu pedindo a nossa santa mãe que interceda por todos nós.

  4. É do interesse do Diabo criar confusão nas almas, confundido suas mentes.
    Fiquemos cada dia mais próximos ao Senhor nosso Deus para sermos sensíveis a sua voz e não sermos enganados pelo diabo.
    Grande é o amor de Deus por nós que nos presenteou com tão profunda formação.
    Nos capacita Senhor a te amar cada dia mais!

    1. Peço perdão a Deus por ter ouvido e lido pregações de protestantes .perdão meu Deus, quero permanecer na fé católica e servir somente a Deus.

Escreva seu comentário