“Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem”.

Mt 24,37

Se você vivesse no tempo de Noé, você teria acreditado na pregação dele quando ele convidava todos ao arrependimento, porque Deus iria destruir a Terra com um dilúvio?

Fiz essa pergunta a uma pessoa. Depois da resposta dela, a pergunta que lhe fiz ficou ecoando dentro de mim com tanta veemência que estava dificultando que eu respondesse a mim mesmo. Senti que era mais meu coração que minha razão, querendo saber de minha resposta. Eu me sentia mexido mais na emoção do que na racionalidade. Fiquei tentando entender o que acontecia dentro de mim.

Eu já me tinha feito essa pergunta outras vezes e me tinha dado a resposta. Porque, então, eu estava ansioso em voltar a me perguntar? Entendi que meus apreensivos sentimentos a respeito deste assunto poderiam ajudar a minha razão a dar-me uma resposta menos superficial do que aquela que eu tinha dado a mim mesmo no passado.

No passado, eu simplesmente disse a mim mesmo que eu teria acreditado em Noé. Teria pedido a ele para, com minha família, ajudar a construir a arca, seu grande navio, para que, quando as chuvas que provocariam o dilúvio começassem, eu e minha família pudéssemos estar com ele na arca.

Esta pergunta que fiz a mim mesmo e fiz a outros, que está ressoando dentro de mim,  atingindo-me emocionalmente, começa a me fazer pensar na gravidade da profecia de Jesus quando nosso Salvador diz: “Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem”. (Mt 24, 37)

Talvez haja quem não saiba o que Jesus falou sobre como foi no tempo de Noé, situação que se repetirá em Sua vinda. É claro que muito sabem, mas faz bem destruir o orgulho meditando sobre o que já se sabe, pois a humildade sempre enxerga além e mais além, para quem entra em batalha interior contra o orgulho evidente e o que está escondido nas profundezas de nossa natureza pecadora.

COMO FOI NO TEMPO DE NOÉ?

O próprio Jesus responde: “Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.” (Mt 24, 38-39)

“É grave pecado viver na criação de Deus com distância e indiferença à sua Pessoa divina.”

O QUE A HUMANIDADE FAZIA NOS DIAS QUE ANTECEDERAM AO DILÚVIO?
Eles comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento.

O QUE TEM DE ERRADO EM COMER, BEBER, CASAR?
O erro não está no comer, beber, casar. O erro, o pecado, está em fazer essas coisas com indiferença para com Deus, o Criador e Senhor de todas as coisas.

É grave pecado viver na criação de Deus com distância e indiferença à sua Pessoa divina. Quem assim vive demonstra que desconsidera a pessoa de Deus de modo consciente ou inconsciente.

A iniquidade consciente ou inconsciente, que considera que o nosso Deus está afastado e descuidado de Sua criação, é pecado grave.

COMO A HUMANIDADE ESTARÁ NA VOLTA DE JESUS CRISTO?

A humanidade estará unida no pecado, porém dividida em:

  • POUCAS PESSOAS conscientes de seus pecados.
  • MUITAS PESSOAS que estarão inconscientes de que estão se suicidando espiritualmente por não se arrependerem de seus pecados e pedirem perdão a Deus, que as quer perdoar e salvar.

A indiferença da humanidade para com Deus na época de Noé se repetirá na segunda vinda de Jesus. A indiferença da humanidade para com Deus está levando as pessoas a viverem como querem, em desobediência aos Mandamentos de Deus. A desobediência a Deus as faz viver uma falsa alegria, uma falsa paz, com falsa esperança de um bom futuro.

Na época de Noé, a humanidade perdeu a consciência. Erravam, pecavam e ficavam friamente indiferentes aos seus erros e pecados. A inconsciência os possuiu de tal modo que, para eles, tanto fazia fazer uma coisa boa como uma coisa ruim. A Escritura Sagrada diz que:

“O Senhor viu que a maldade dos homens era grande na Terra, e que todos os pensamentos de seu coração estavam continuamente voltados para o mal.  O Senhor arrependeu-se de ter criado o homem na Terra, e teve o coração ferido de íntima dor. E disse: “Exterminarei da superfície da Terra o homem que criei, e com ele os animais, os répteis e as aves dos céus, porque eu me arrependo de os haver criado.” Noé, entretanto, encontrou graça aos olhos do Senhor.

A Terra corrompia-se diante de Deus e enchia-se de violência. Deus olhou para a Terra e viu que ela estava corrompida: toda a criatura seguia na Terra o caminho da corrupção. Então, Deus disse a Noé: “Eis chegado o fim de toda a criatura diante de mim, pois eles encheram a Terra de violência. Vou exterminá-los juntamente com a Terra. Faze para ti uma arca de madeira resinosa: dividi-la-ás em compartimentos e ajuntarás de betume por dentro e por fora.

Eis que vou fazer cair o dilúvio sobre a Terra, uma inundação que exterminará todo ser que tenha sopro de vida debaixo do céu. Tudo que está sobre a Terra morrerá. Mas farei aliança contigo: entrarás na arca com teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos. De tudo o que vive, de cada espécie de animais, farás entrar na arca dois, macho e fêmea, para que vivam contigo. De cada espécie de aves, e de cada espécie de quadrúpedes, e de cada espécie de animais que se arrastam sobre a Terra, entrará um casal contigo, para que lhes possas conservar a vida. Tomarás também contigo de todas as coisas para comer, e armazená-las-ás para que te sirvam de alimento, a ti e aos animais.”  Noé obedeceu, e fez tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado.’’

(Gn 6, 5-8. 11-14. 17-22)

COMO NOÉ SALVOU SUA VIDA?
Tendo fé em Deus.

O QUE SALVOU A VIDA DE NOÉ? A ARCA?
Duas coisas salvaram a vida de Noé.

  • Primeiro: a verdadeira condição espiritual de sua vida íntegra de obediência a Deus.
  • Segundo: a arca e os alimentos dentro dela. 

Por mais que Noé falasse que Deus iria castigar o mundo com o dilúvio, devido a não poder mais tolerar os muitos e grandes pecados da humanidade, as pessoas não acreditavam, achavam que isso nunca iria acontecer, que Noé era louco por construir um grande navio longe de mares e rios.

As pessoas, mergulhadas em seus pecados, vivendo sem querer dar satisfação a Deus, tinham ficado incapacitadas para perceberem que estavam totalmente indiferentes a Deus e que essa indiferença os cegava para verem a sua real condição espiritual diante de Deus.

As pessoas nem queriam sondar suas consciências, não queriam se ver interiormente, não queriam saber como Deus as via. O que lhes importava era viver a vida, aproveitar a vida, divertir-se. Enganavam-se, pensando que eram livres fazendo o que queriam, sem submeter suas consciências à avaliação de Deus.

PERGUNTA!

Após viverem a falsa liberdade na Terra, depararam-se com as eternas prisões do Inferno após suas mortes afogados no dilúvio?

OUTRA PERGUNTA!

Qual é a melhor prisão? Aquela que damos a nós mesmos por meio da disciplina, quer dizer, disciplinando-nos, não fazendo o que desagrada a Deus, ou a prisão da falsa liberdade que leva à prisão eterna no Inferno?

QUAL FOI SUA RESPOSTA?
Você escolheu a autodisciplina na Terra, que lhe dará a salvação eterna, ou escolheu a falsa liberdade da desobediência a Deus, que levará à prisão no Inferno?

Se você escolheu se autodisciplinar para conhecer sua verdadeira condição espiritual diante de Deus, lembre-se de que para perseverar nesse santo propósito, você precisará levar vida de oração diária, jejum duas vezes na semana, penitências segundo seu conselheiro espiritual, leitura diária da Sagrada Escritura e vivência dos Sacramentos. Procure um bom e santo movimento católico para se engajar nele.

O TEMPO ESTÁ ACABANDO

Chegou a hora de todos nós nos vigiarmos e orarmos mais que antes, pois as trevas já cobriram o mundo para cegar as pessoas. Já estamos vendo que as pessoas estão se comportando como na época de Noé. A cada dia, as pessoas estão mais interessadas em cuidar de suas vidas.

O QUE HÁ DE ERRADO EM CUIDAR DA VIDA?
O erro não é cuidar da vida; cuidar da vida é sinal de responsabilidade. O erro está em cuidar da vida com indiferença a Deus, o Criador de todas as coisas. Foi o que a humanidade fez na época de Noé e está fazendo mais uma vez. 

É exagero dizer que a humanidade, hoje, está vivendo de modo parecido com a humanidade da época de Noé?

Leia as duas profecias abaixo e tire suas conclusões.

PROFECIA DE SÃO PEDRO:

“Sabei, antes de tudo, o seguinte: nos últimos tempos, virão escarnecedores cheios de zombaria, que viverão segundo as suas próprias concupiscências”. (2Pd 3,3)


PROFECIA DE SÃO PAULO:

Nota bem o seguinte: nos últimos dias, haverá um período difícil.
Os homens se tornarão egoístas,
avarentos,
fanfarrões,
soberbos,
rebeldes aos pais,
ingratos,
malvados,
desalmados,
desleais,
caluniadores,
devassos,
cruéis,
inimigos dos bons,
traidores,
insolentes,
cegos de orgulho,
amigos dos prazeres e não de Deus,
ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade.
Dessa gente, afasta-te! Deles fazem parte os que se insinuam jeitosamente pelas casas e enfeitiçam mulherezinhas carregadas de pecados, atormentadas por toda espécie de paixões, sempre a aprender sem nunca chegar ao conhecimento da verdade. Como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes homens de coração pervertido, reprovados na fé, tentam resistir à verdade.” (2 Tm 3, 1-8)

Estamos vendo que esta lista dada por São Paulo está acontecendo. Mantenhamo-nos firmes na fé, pois a perseverança na fé nos guarda no poder de Deus.

MEDITE EM SUAS ORAÇÕES E MOMENTOS DIFÍCEIS DA VIDA DIZENDO A SI MESMO:
A fé me guarda no poder de Deus.

Quem fala sobre esse mistério da fé nos guardar no poder de Deus, é São Pedro, o primeiro Papa, o homem sobre quem Jesus, Nosso Senhor e Salvador, fundou Sua Igreja.

Ele diz:

“…para vós que sois GUARDADOS PELO PODER DE DEUS, POR CAUSA DA VOSSA FÉ, para a salvação que está pronta para se manifestar nos últimos tempos”. (I Pd 1, 5)

VOLTANDO AO INÍCIO

A humanidade da época de Noé ficou prisioneira do dilúvio da mentira. A prisão na mentira os levou ao confronto com a verdade. Satanás é o pai da mentira. Deus é a verdade.

Amando a mentira, a humanidade odiou a verdade. Odiar a verdade é odiar e desprezar a Deus. A indiferença a Deus manteve a humanidade presa na mentira até o dilúvio chegar e matar a todos.

Se você estivesse vivo na época de Noé, você creria na pregação dele?

  • O comportamento das pessoas no mundo seria uma confirmação de que Noé estava certo?
  • De que ele realmente era um enviado de Deus?
  • O que você faria de sua vida para não ser destruído com o mundo no dilúvio?

PARA VOCÊ PENSAR:

  • A seu ver, no seu discernimento, chegamos ao fim do tempo?
  • Chegamos ao fim do tempo ou ao fim do mundo?
  • O fim do tempo será antes do fim do mundo.
  • Fim do tempo significa o fim deste tempo de império de Satanás para entrarmos no início do tempo do reinado dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.

SE QUISER, RESPONDA ÀS DUAS PERGUNTAS ABAIXO NOS COMENTÁRIOS. SUA RESPOSTA PODE FAZER BEM ÀS ALMAS.

Pergunta – 1 – Chegamos ao início do fim dos tempos?
Pergunta – 2 – Se chegamos, o que devemos fazer nestes tempos finais para nos salvarmos?

Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos e nos abençoe mais.
J.V.

21 comentários

  1. Pergunta – 1 – Chegamos ao início do fim dos tempos?
    Os fatos que têm acontecido apontam que SIM, então:
    Pergunta – 2 – Se chegamos, o que devemos fazer nestes tempos finais para nos salvarmos?
    Buscar uma verdadeira e definitiva conversão se derramando constantemente aos pés da Virgem Maria, pela devoção diária ao Santo Rosário, Eucaristia e vida de penitência e busca de Deus. Quem se apegar a Ela jamais se perderá…É tempo de lutar como nunca para ser Santo!!!!

  2. 1 – Creio que chegou ao inicio do Fim dos tempos

    2 – Busca de uma sincera conversão… Amando a Deus de todo o coração, com palavras e atos. Diante de um mundo tão cheio de impurezas, busquemos a pureza, diante de tanto ódio, busquemos o amor, diante de tanta frieza busquemos o fogo abrasador de Deus… Diante dos pecados e tentações, busquemos a santidade, ela é para todos!

  3. Chegamos no início do fim dos tempos e devemos renunciar a tudo o q nos afasta de Deus para vivermos uma vida agradável ao Senhor, com oração e reparação por nossos pecados e pelos do mundo inteiro. Que Nossa Senhora nos ajude a fazer a vontade de Deus e nós dê a graça da constância, fidelidade e amor ao Seu e Nosso Divino Jesus.

  4. Acredito SIM, os tempos estão findando, Corramos a vida consagrada ao Sacratissimo coração de Jesus e Imaculado coração de Maria. A FÉ e perseverança nos alcançarão a misericórdia, só assim conseguiremos. FÉ firme no que Jesus prometeu. FÉ na verdade do evangelho.

  5. Bendito seja Deus por essa meditação.
    Acredito que chegamos no início do final dos tempos e o Senhor com sua infinita misericórdia continua a nós alertar para uma conversão sincera e verdadeira.

  6. Pergunta – 1 – Chegamos ao início do fim dos tempos?

    Se meditarmos as profecias encontraremos muitas evidências de que chegou o tempo. Eu acredito que estamos estamos vivendo os tempos finais.
    Muitas profecias estão se cumprindo nas realidades espirituais e temporais. Nos faz bem pensar no assunto e nos preparar para estarmos ainda mais perto de Deus.

    Pergunta – 2 – Se chegamos, o que devemos fazer nestes tempos finais para nos salvarmos?
    Temos primeiro que ficarmos muito próximos do nosso Deus, das realidade espirituais, isto nos fará sensíveis aos sinais. O Senhor tem promessas de amor para com os seus. É tempo de pedirmos a sua proteção e um crescimento da nossa fé para estarmos firmes na adversidade e nas permissões do Senhor. Procurarmos crescer no amor a Ele, uma alma que ama ao Senhor com grande intensidade estará preparada pra ir com Ele até as ultimas consequências. Capacita-no Senhor. Que a cada dia te ame mais.

  7. Chegamos ao inicio do fim dos tempos.
    Precisamos aproveitar esse restante do tempo que temos para nos converter verdadeiramente e levar uma vida de mais oração.

  8. Os sinais são muito claros, as profecias estão se cumprindo, porém, a humanidade vive hoje como vivia no tempo de Noé, inclusive em relação a falta de fé em Deus e no cumprimento de suas profecias. Quando se fala no fim dos tempos, dizem que essa história é antiga e que nunca chegará pq Deus é misericordioso, esquecendo -se de que Ele também é justiça.
    Cabe a nós, crendo na palavra do nosso Deus, nos redimirmos dos nossos pecados e nos esforçamos para sermos fiéis ao Senhor cotidianamente, vivendo a cada dia buscando a santidade que Deus espera de nós.

  9. Sim, creio q já estamos vivendo essas profecias, possamos cada vez mais nos esconder no coração de Jesus e Maria, fazendo mais intensamente orações, jejuns, penitência, e vigiar pq satanás estar a todo tempo querendo nos enganar. Que nosso anjo da guarda sempre nos proteja.

  10. Penso sim que chegamos no início do final dos tempos e o que devemos fazer é nos esforçar para manter nossa fé, alimentando a nossa alma com a vida de oração, leitura da palavra de Deus,vida sacramental,e uma grande devoção à Nossa Senhora

  11. Louvado seja Deus por essa formação tão esclarecedora!! Tão rica e profunda!!! A pergunta: de o que eu faria no tempo de Noé ficou em meu coração… Fiquei imaginando e me perguntando quem eu seria: aquela que continuaria vivendo minha vida sem acreditar ou aquela que se prepararia…

    Essa leitura abriu d+ meus olhos e coração diante da realidade de hoje e me fez desejar amar mais a Deus em todas as oportunidades permitidas por Ele para que eu tenha o que ofertar. Também me mostrou que o final dos tempos chegou! E que precisa haver de mim uma MUDANÇA de vida! Uma vivência mais profunda nas devoções, orações, sacrifícios e sacramentos.

    Bendito seja Deus! Pelas santas inspirações na vocação de Jesus que nos aproxima de Deus! E nos alerta a vivermos Sua vontade!

  12. Eu acredito que chegamos sim nos fins dos tempos.. acredito que essas profecias de São Pedro e de São Paulo já estão se cumprindo . Estamos em tempos bem avançados já dos fins dos tempos…

    Quanto ao que devemos fazer pra nós protegermos é através da nossa fé em Deus, pelo cumprimento dos sacramento e vida de intimidade com nosso bom Deus, através da oração e vigilância perseverando firmes nós caminhos do Senhor, sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda, mas proseguir decididamente com o olhar fixo no autou e consumador de nossa fé, Jesus Cristo e pedindo sempre o auxílio de nossa santa e boa mãe que nos conduza cada vez mais ao seu filho… Amém!!

  13. Os sinais são muito claros apontando um cumprimento iminente das profecias. Seja como for, o fim chegará em algum momento e quero viver agora como naquele momento irei pensar que gostaria de ter vivido.

  14. Que o amor de Deus extravase em nosso corações!
    Respondendo a 1a. Pergunta, estamos sim no início do fim dos tempos. Respondendo a 2a. Devemos lutar com mais determinação, com muita força de vontade interior (a da alma q é sedenta e sabe o q é preciso fazer para se unir a Deus, o q é simples discernir, a da alma contraria à da carne, q ainda insubmissa se contorce p não fazer o q deve ser feito.) Com o uso da razão, da fé, da graça de Deus podemos lutar contra a carne, a tentação oferecida por satanás, a onda mundana que já cede as vontades diabólicas, pois seu frutos são notórios, como nos tempos de Noé. É preciso intensificar as orações, a Leitura da Palavra de Deus, a busca pelos Sacramentos, sobretudo a Eucaristia, os sacramentais, as penitências, os jejuns q mortificam a carne insubmissa, as orações comunitárias, o exercícios dos dons de Deus, a prática no desprendimento, as renúncias, as esmolas, vigiar os pensamentos por uma consciência cristã, tudo por amor a Deus!

  15. Essa é a melhor prisão:
    Aquela que damos a nós mesmos por meio da disciplina, quer dizer, disciplinando-nos, não fazendo o que desagrada a Deus,

  16. É visível os sinais que estão acontecendo e que não podemos adiar nossa conversão por mais que caiamos, temos que vigiar e duplicar a Misericórdia do Senhor Nosso Deus por nós e por toda a humanidade!!

  17. Pergunta – 1 – Chegamos ao início do fim dos tempos?

    Como lemos agora nas profecias de São Pedro e São Paulo e trazendo também para a realidade em que vivemos hoje, ficam bem claros os sinais de Deus e a Sua misericórdia em nos alertar com tudo que vemos acontecer no mundo físico e espiritual, realmente não podemos achar que não vivemos os tempos finais. Que O Senhor nos ajude a sermos firmes na fé até o nosso Céu!

    Pergunta – 2 – Se chegamos, o que devemos fazer nestes tempos finais para nos salvarmos?

    Obedecer a nossa Mãezinha! orar, orar e orar! Fazer penitências e pedir a Deus sua misericórdia sobre os nossos pecados e os do mundo inteiro.
    Que Deus em Seu infinito amor e bondade nos converta todos os dias.

    1. Os tempos são maus e o comportamento da humanidade confirmam muitas profecias que dizem respeito aos sinais do final dos tempos. Oremos e lutemos, para permanecemos firmes na fé, só assim seremos guardados dos castigos que virão.

  18. Sim penso que chegou o fim dos tempos os sinais estão aí portanto precisamos nos voltar pra Deus busca uma conversão verdadeira e crescente por meio de sincera confissões, comunhões santas missas, cumprindo mandamentos fugir do pecado. Deus tenha misericórdia de nós, das almas do mundo inteiro mas infelizmente o que vemos é um total desprezo de Deus 🙌

Escreva seu comentário