Meditação para o Dia 13 de Agosto

Segundo a Imitação de Cristo, Cap. XII v. 4 – L. II

Deus quer que aprendas a sofrer a tribulação sem alívio, sujeitando-te de todo a Ele e fazendo-te mais humilde com a tribulação. Ninguém sente mais vivamente a Paixão de Cristo que aquele que padece pelos semelhantes. Assim, sempre a cruz está preparada e em qualquer lugar te espera.

Para qualquer parte que vás, não lhe podes fugir, porque, para onde quer que fores, levas a ti contigo e sempre acharás a ti mesmo. Ou te eleves ou te abaixes; ou te dês às coisas exteriores ou às interiores, em tudo acharás cruz. E é necessário que sempre tenhas paciência, se queres paz interior e merecer a coroa eterna.

Se de boa vontade levares a cruz, ela te levará e te guiará ao termo tão desejado, onde cessarás de sofrer, mas não será neste mundo. Se de má vontade a levares, aumentar-lhe-ás o peso e mais carregado irás. Pois, em todo caso, é forçoso que a leves. Se te eximires de uma cruz, acharás certamente outra e, talvez, mais pesada.

Pensas tu poder escapar ao que nenhum mortal pôde evitar? Que santo houve jamais neste mundo sem cruz e sem tribulação? Nem ainda Jesus Cristo, Nosso Senhor, esteve, enquanto viveu, uma hora sem padecer. Convinha – disse Ele mesmo – que Cristo sofresse, que ressuscitasse dos mortos e assim entrasse em sua glória.

Como, pois, buscas tu outro caminho para entrar no Céu que não seja o caminho real da santa cruz? Toda a vida de Cristo foi cruz e martírio; e tu queres que a tua seja descanso e alegria?


QUER VER MEDITAÇÕES PARA OUTROS DIAS?
ACESSE A PÁGINA DO BREVIÁRIO DA CONFIANÇA


(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 244)


POSTS RECENTES


Escreva seu comentário