VOCAÇÃO DE JESUS!
Deus seja amado com todas as forças de nosso coração e de nossa alma.

CASO NÃO TENHA LIDO AINDA A PRIMEIRA PARTE, ACESSE ATRAVÉS DESSE LINK: https://vocacaodejesus.com/a-batalha-pela-fe-e-pela-salvacao-primeira-parte/


QUEM QUER ENXERGAR A SAÍDA DOS PROBLEMAS

Duas das muitas profecias bíblicas sobre o fim dos tempos dizem que “nos últimos dias haverá um período difícil” (II Tm 3, 1). O período difícil a que a profecia de São Paulo se refere é sobre a maioria dos homens que descerão ao nível mais baixo da rebelião contra Deus que um ser humano pode descer, depois rebelar-se-ão contra o próximo. Homens e mulheres de variadas idades se tornarão pessoas dominadas pelos espíritos dos demônios, fazendo tudo o que eles sugerem em suas mentes.

Destruição de Sodoma e Gomorra

Esse tipo de comportamento humano individual atrai a ira de Deus sobre o indivíduo, mas se dezenas, centenas, milhares de pessoas no mundo têm o mesmo comportamento de rebelião contra Deus, Ele, que é amor e justiça, que chama ao arrependimento antes de castigar, não sendo atendido em Seu apelo para poder salvar os pecadores, se vê obrigado a castigar; então castiga a humanidade, como na época em que destruiu as cidades de “Sodoma e Gomorra, de Adama e de Seboim” (Dt 29,23), além das cidades vizinhas, irmãs de Gomorra. “O crime da tua irmã Sodoma era este: opulência, glutoneria, indolência, ociosidade; eis como vivia ela” (Ez 16,49).

Porém, se a rebelião contra Deus sai da casa dos milhares nas cidades e se espalha na casa dos milhões, bilhões de pessoas pelo mundo, vivendo com insensibilidade, indiferença, desprezo e rebelião contra Deus, sem se preocuparem em amá-lo, servi-lo, na busca de sua própria salvação, Deus então castiga o mundo como castigou na época do dilúvio, e vai castigar no fim dos tempos.

A outra profecia fala que “haverá grandes terremotos por várias partes, fome e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu”. (Lc 21,11) 

T + P = F? Terremotos + Pandemia = Fome?

Ao ver notícias de terremotos acontecendo aqui e ali durante o ano, percebemos que poderá acontecer, em breve, uma grande fome a nível de mundo, devido a soma de desastres “naturais” e a peste da pandemia 2020/2021, que está, pela administração dela, quebrando a economia mundial. Estes fatos podem indicar que estamos entrando no fim dos tempos. Não posso afirmar, mas penso que entramos no início do fim dos tempos. Posso estar certo ou errado. O tempo dirá.

Se dizemos que a pandemia, a destruição da economia, é resultado do pecado, dirão que somos fanáticos religiosos, que o problema é político. Mas nós que cremos em Deus, conhecemos seus mandamentos, conhecemos a metodologia de Deus em libertar o homem do pecado por meio do sofrimento. Podemos afirmar que a pandemia e o modo de como ela está sendo manipulada, não é vontade de Deus, porém está tendo a permissão de Deus. Por quê? Para castigar a humanidade e, pelo castigo, salvar o maior número possível de almas.

Encenação de Jesus Cristo sendo derrotado por satanás durante desfile de carnaval

A humanidade está em gravíssimo pecado de não amar a Deus, não procurar conhecê-lo, adorá-lo, servi-lo. Muitas pessoas culpam os governantes. Eles têm sua culpa? Claro que têm! Eles prestarão contas a Deus, MAS MAIS CULPADO DO QUE ELES é a insensibilidade, o desprezo, a rebelião contra o Criador de todas as coisas que está nos corações. Não em todos, mas nos da maioria dos seres humanos.

Estão enganadas as pessoas que consideram que o problema atual da pandemia e economia quebrando no mundo é somente de ordem política. Não é somente de ordem política, é principalmente de ordem religiosa. É porque o povo de Deus se afastou de seu Criador.


ODIAR OS GOVERNANTES NÃO É A SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS DO MUNDO

Deus não nos mandou odiar quem nos governa. Mandou que orássemos por eles. 

“Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão constituídos em autoridade, para que possamos viver uma vida calma e tranquila, com toda a piedade e honestidade. Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade.”

(I Tm 2, 1-4)

Devemos odiar o pecado (ódio no sentido de rejeição do pecado, não de um sentimento destrutivo contra nós mesmos, descontrolando-nos por dentro). Estamos vendo muitas pessoas boas denunciando a corrupção, exigindo justiça; tanto ao redor do mundo, como aqui no Brasil. Mas o que vemos?

Vemos a injustiça crescer.

Por quê?

Porque as pessoas querem consertar os outros, mas não querem se consertar diante de Deus.

Querem que os governantes sejam honestos diante do povo, mas elas não querem ser honestas diante de Deus.

Exigem que ninguém erre, mas elas não se esforçam para sair de seus erros diante de Deus que tudo vê.

Querem que as pessoas, o povo, a justiça faça algo para deter a corrupção que está destruindo a religião, a moralidade e a economia do Brasil, mas elas não querem com toda a força destruir, dentro delas, o pecado que destrói a cada dia a moralidade, a fé e o amor a Deus em seus corações.


VAMOS SAIR DOS PROBLEMAS MUNDIAIS DE 2020/2021?

PERÍODO EM QUE A HUMANIDADE ESTÁ VIVENDO O QUE NUNCA VIVEU ANTES.

No mundo, sempre houve problemas. O que está sendo diferente para nós em 2020 e 2021 é que antes os problemas eram localizados em alguns países, algumas cidades; mas nestes últimos dois anos, o problema se tornou mundial, epidemicamente global.

Todos os países e cidades do mundo estão sob quarentena, outras sob lockdown, outras sob toque de recolher. Todas as pessoas são obrigadas a usar máscara.

Vários obstáculos estão sendo impostos para a Igreja Católica (que Jesus fundou em Pedro) ministrar os sacramentos.

Está muito difícil os pais batizarem seus filhos, crianças fazerem a Primeira Eucaristia, jovens serem crismados, noivos casarem.

Igrejas estão sendo pichadas com símbolos satânicos por dentro e por fora; outras foram incendiadas; outras demolidas.

Igreja de São José em Lille – França sendo demolida

Desta vez, foi a Igreja de São José, em Lille, na França. Outras igrejas estão sendo transformadas em bares, restaurantes, casas noturnas. 

A economia está entrando em colapso no mundo, os alimentos começaram a subir de preço e sumir nos comércios europeus. 

E assim, muitos se perguntam: qual será o futuro da humanidade?


FUTURO DA HUMANIDADE

ESSAS SITUAÇÕES SOFREDORAS E OUTRAS NÃO CITADAS AQUI SERÃO SINAIS DO FIM DO TEMPO?

Muitas pessoas estão fazendo previsões quanto ao futuro a partir deste ano de 2021. Algumas previsões são pessimistas, negativas, aterradoras; outras são cheias de otimismo, cheias de dicas de autoajuda; outras dizem que tudo isso passa já, e o mundo volta ao normal. Se você ouve essas pessoas, tenha cuidado, peça a Deus luz, sabedoria e discernimento para não se deixar enganar pelos auto enganados.

As pessoas que estão profetizando o futuro sob o olhar e dedução meramente humanos, ou sob a influência das religiões e igrejas fundadas por homens, estão totalmente enganadas. Não confie nessas pessoas, nem no que dizem. Não as procure para saber sobre o futuro. Se você não procura, e elas querem lhe dizer, não queira ouvir.

Quem se concentra em querer saber do futuro, encher-se-á de preocupante ansiedade no coração; guardará pensamentos equivocados na memória, que farão o raciocínio ficar com dificuldades de avaliar, julgar, conhecer, entender. Uma memória que guarda para a mente informações erradas, fará o raciocínio raciocinar na contra mão, e assim sempre vai chegar a conclusões inconsequentes por estar impedido de ver causas e efeitos.

Aparição de Nossa Senhora em La Salette

EM QUEM PODEMOS CONFIAR SOBRE O ASSUNTO DO FIM DO TEMPO?

Podemos confiar:
– na Palavra de Deus;
– na Doutrina da Igreja Católica;
– nas profecias dos santos;
– e nas aparições de Nossa Senhora reconhecidas pela Igreja.

“Pois o Senhor conhece tudo o que se pode saber. Ele vê os sinais dos tempos futuros, anuncia o passado e o porvir, descobre os vestígios das coisas ocultas”.

(Eclo 42, 19)

DECRETOS DO TEMPO

Não fiquemos preocupados sobre o futuro. Concentremo-nos em amar a Deus, ter fé e confiança em Jesus, pois Ele foi “escolhido pelos decretos dos tempos para amenizar a cólera do Senhor, reconciliar os corações dos pais com os filhos, e restabelecer as tribos de Jacó”. (Eclo 48, 10)


AS SEMENTES RUINS

A SONDAGEM DO COMPORTAMENTO HUMANO PODE DAR UMA PERSPECTIVA DO FUTURO DA HUMANIDADE?
Sim, pois sondar o comportamento humano é:
– examinar as evidências das situações;
– investigar se o desempenho é bom ou mal;
– procurar conhecer com cautela as consequências do que a humanidade está fazendo;
– averiguar as intenções de quem controla o povo;
– ver se o povo tem ou perdeu a consciência religiosa e moral.

Sondar comportamento e consciência humanos nos dá percepção do que a humanidade está plantando. Se a humanidade está plantando boas sementes com inteligência, colherá bons frutos das boas árvores que planta; mas se a humanidade, sem usar a inteligência, escolhe más sementes e as planta, ela fará crescer más árvores e colherá maus frutos. Isso quer dizer que todas as pessoas do mundo sofrerão, não somente quem planta as más árvores.

A humanidade da época de Noé morreu sob o dilúvio por causa das más sementes, que cresceram como más árvores que produziram maus frutos.

COMO IMPEDIR A PLANTAÇÃO DAS MÁS ÁRVORES QUE PODEM DESTRUIR O MUNDO COM SEUS MAUS FRUTOS?
Por meio da eliminação das ações dos doadores das sementes ruins que produzirão más árvores. 

ATENÇÃO!!! As sementes devem ser destruídas antes de serem doadas, pois se forem aceitas e plantadas pelos homens, o trabalho ficará mais difícil.

QUEM SÃO OS DOADORES DAS SEMENTES RUINS?
São os demônios.

O QUE SÃO AS SEMENTES RUINS?

São as:
– mentiras,
– maldades,
– libertinagens,
– insensibilidades para com Deus,
– falta de amor, fé e temor de Deus,
– superstições,
– rancores,
– confusões,
– brigas,
– ciúmes,
– invejas,
– desarmonias,
– impaciências,
– ódio,
– ambição,
– bebedeira,
– orgias,
– exibicionismo do corpo ou partes do corpo, narcisismo,  
– maus pensamentos, maus desejos,
– sonhos, ideias, projetos e sugestões de Satanás por meio das tentações no exterior e interior da vida do homem.

Satanás e seus demônios tentam o homem que ama a Deus, mas também tentam o homem que não ama a Deus por não conhecê-Lo ou por não querer amá-Lo. Essa tentação acontece através das sementes ruins exteriores e interiores, que são os pecados que o homem aceitou ou ainda não aceitou no coração. Não existe pecado se o homem não aceitou as sementes ruins.

Se o homem aceitar as sementes que os demônios oferecem, ele então manchará sua alma com o pecado. O pecado será grave, pois estará saindo de dentro do homem por ele ter aceito que a semente ruim fosse plantada em seu interior.

Enquanto a semente ruim estava fora do homem, ela não tinha força, nem vida, mas se o homem der permissão para os demônios transformarem sua alma em uma plantação de sementes ruins, o homem ficará manchado, sujo, contaminado, doente. Fraco espiritualmente, esse homem manchará tudo ao seu redor, manchará tudo e todos com os quais tem proximidade, influência ou autoridade.

Jesus aconselha que todos nós vigiemos e oremos para não sucumbirmos diante das tentações, pois as tentações, fora de nós, são infrutíferas para os demônios e de grande lucro para nós e o mundo; mas se elas se apoderarem de nosso interior, poderemos perder a salvação, se não recorrermos logo a Jesus pedindo perdão e libertação.

“Nada há fora do homem que, entrando nele, o possa manchar; mas o que sai do homem, isso é que mancha o homem”.

(Mc 7,15)

COMO ELIMINAREMOS AS MÁS SEMENTES?
Eliminando o trabalho dos plantadores das más sementes.

COMO ELIMINAREMOS O TRABALHO DOS PLANTADORES DE MÁS SEMENTES?

SENDO pessoas boas.

SENDO pessoas que amam a Deus, cumprem seus Mandamentos, recebem os Sacramentos, oram todos os dias, jejuam quartas e sextas-feiras, rezam o Rosário completo todos os dias.

SENDO pessoas ativas em construir, organizar, defender, unificar em Deus o bem, sendo o maior bem levar Jesus Cristo às pessoas que puder levar.

SENDO pessoas que não somente enxergam o pecado e vão viver as suas vidas, deixando que os outros lutem contra o pecado, mas também lutam contra ele. 

Pessoas católicas, honestas e boas, que enxergam o pecado destruindo a humanidade, levando as almas para o inferno, se nada fizerem contra o mal, em orações, jejuns, reza diária do Rosário, pecam diante de Deus e de suas consciências por omissão.

A Palavra de Deus diz a todos: aos bons para que sejam melhores,  aos maus para que se convertam:

“Aprende onde se acha a prudência, a força e a inteligência, a fim de que saibas, ao mesmo tempo, onde se encontram a vida longa e a felicidade, o fulgor dos olhos e a paz”

(Br 3, 14)

Bons e honestos católicos que enxergam a iniquidade e sabem discernir:

  • o bem do mal;
  • o certo do errado;
  • a virtude do pecado;
  • Deus de Satanás;
  • o Céu do inferno;
  • salvação de condenação;

Devem enxergar também a necessidade da responsabilidade de se opor ao mal por intenção e ação oracional, pois “Aquele que souber fazer o bem, e não o faz, peca”. (Tg 4,17) 

“Se alguém ama a justiça, seus trabalhos são virtudes; ela ensina a temperança e a prudência, a justiça e a força: não há ninguém que seja mais útil aos homens na vida”

(Sb 8, 7)

“Não pagueis a ninguém o mal com o mal. Aplicai-vos a fazer o bem diante de todos os homens”

(Rm 12, 17)

“Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo colheremos, se não relaxarmos”

(Gl 6, 9)

QUEM SÃO OS PLANTADORES DAS MÁS SEMENTES?

Nas almas, são os demônios;

No mundo, nas sociedades, no sistema educacional, nas culturas, nos governos, nas religiões, na Igreja que Jesus fundou em Pedro, são os homens e mulheres que aceitam que seu interior seja lugar de plantio das más sementes dos demônios.

AS MÁS SEMENTES SEMEADAS NOS CORAÇÕES OS ENDURECEM

Quanto maior for o número de pessoas de coração endurecido, mais a iniquidade crescerá e muitos esfriarão no amor a Deus e ao próximo. São Judas profetizou que: “No fim dos tempos, virão impostores, que viverão segundo as suas ímpias paixões.” (Jd 1,18) 

No evangelho de São Mateus, lemos que: “ante o progresso crescente da iniquidade, a caridade de muitos esfriará.” (Mt 24, 12)

QUANDO CHEGARÁ O TEMPO EM QUE AS PESSOAS ENDURECERÃO SEUS CORAÇÕES E PERDERÃO A SALVAÇÃO?

Essa pergunta pode ser feita, quanto aos que se salvarão, da seguinte forma:
Quando chegará o tempo em que as pessoas, amando a Deus, serão mansas e humildes em seus corações e ganharão a salvação?

O tempo em que umas pessoas religiosas e leigas serão humildes e se entregarão totalmente a Deus, e o tempo em que outras pessoas religiosas e leigas, que serão maioria, endurecerão seus corações em rebelião contra Deus, é um tempo só, será o tempo do fim, o fim do tempo.


PROFECIAS DE NOSSA SENHORA DO BOM SUCESSO

LEIA ESSA PROFECIA MUITO ANTIGA (1)
As Profecias do ano de 1594, feitas por Nossa Senhora do Bom Sucesso, podem nos ajudar nas orações de discernimento sobre a questão do fim do tempo.

Em 02 de fevereiro de 1594, Nossa Senhora apareceu à Madre Mariana de Jesus Torres, uma das oito fundadoras do mosteiro das concepcionistas de Quito – Equador.

Na ocasião, ordenou-lhe sobretudo a confecção de uma imagem a Ela dedicada.

Posteriormente, Nossa Senhora veio profetizar impressionantes acontecimentos para os séculos que viriam, com fatos que já se concretizaram, e profecias que ainda estão para ocorrer.

Essas impressionantes revelações mantém uma notável proximidade com as de Fátima.


SOBRE AS CRIANÇAS E AS MULHERES, NOSSA SENHORA PREDISSE:

“Quase não se encontrará inocência nas crianças, nem pudor nas mulheres, e, nessa suprema necessidade da Igreja, calar-se-á aquele a quem competia a tempo falar”.

“Nesses tempos, estará a atmosfera saturada do espírito de impureza, que a maneira de um mar imundo, correrá pelas ruas, praças e logradouros públicos com uma liberdade assombrosa. Quase não haverá almas virgens no mundo.”

SACRILÉGIOS PÚBLICOS (2)

“Quanto sinto ao te manifestar que haverá muitos e enormes sacrilégios, públicos e também ocultos, de profanações à sagrada Eucaristia!”

“Meu Filho Santíssimo se verá jogado ao chão e pisoteado por pés imundos.”

A RIDICULARIZAÇÃO DO SACERDÓCIO

“O sagrado sacramento da ordem sacerdotal será ridicularizado, oprimido e desprezado. Porque neste sacramento se oprime e conspurca a Igreja de Deus, e a Deus mesmo, representado em Seus sacerdotes.”

O ATAQUE CONTRA O SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO

“Quanto ao sacramento do matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra. […] se imporá leis iníquas com o objetivo de extinguir esse sacramento, facilitando a todos o viverem mal.”

A VITÓRIA DE NOSSA SENHORA

“Quando tudo parecer perdido, será o feliz princípio da restauração completa.”

OS MÁRTIRES DO FIM DO TEMPO

“O pequeno número de almas que conservará oculto o tesouro da fé e das virtudes sofrerá um cruel, indizível e prolongado martírio. Muitas delas, descerão ao túmulo pela violência do sofrimento e serão contadas como mártires que se sacrificaram pela Igreja e pela Pátria.”

HAVERÁ MOMENTO EM QUE TUDO PARECERÁ PERDIDO

“Para a libertação da escravidão destas heresias, aqueles a quem o amor misericordioso de meu Filho Santíssimo destinará para esta restauração, necessitarão de grande força de vontade, constância, valor e muita confiança em Deus. Para pôr à prova esta fé e confiança dos justos, haverá ocasiões em que tudo parecerá perdido e paralisado. Será, então, o feliz princípio da restauração completa”.

“Será chegada, então, a minha hora em que eu, de forma maravilhosa, destronarei o soberbo e maldito Satanás, calcando-o debaixo dos meus pés e acorrentando-o no abismo infernal. Assim a Igreja e a Pátria estarão, por fim, livres de sua cruel tirania.”


A MEDITAÇÃO DA PROFECIA DE NOSSA SENHORA DO BOM SUCESSO NOS MOSTRA A DATA DO FIM DOS TEMPOS?

Os ninivitas se arrependam de seus pecados, fizeram penitências e Deus revogou o castigo

Não, pois muitas profecias são condicionais, podem se alterar para piores ou menos ruins. Há até as que podem ser canceladas, dependendo do comportamento de arrependimento, oração, jejum e humilhação diante de Deus.

É claro que ninguém conhece os decretos do tempo no decurso do tempo, a não ser que alguém tenha recebido de Deus a ciência dos tempos para conhecer as obras e intenções de Deus do começo, meio e fim do tempo, que é formado por momentos e instantes.

O momento é o espaço indeterminado do tempo. O instante é o menor espaço perceptível do momento. O homem nada sabe, só a sabedoria de Deus conhece “o passado e conjectura o futuro; conhece as sutilezas oratórias e revolve os enigmas; prevê os sinais e os prodígios, e o que tem que acontecer no decurso das idades e dos tempos”. (Sb 8,8)

Quanto a nós, meros mortais, não conhecemos o futuro por si mesmo. O futuro só pode ser conhecido se for revelado por Deus; e Deus revela a exatidão de sua intenção e ação, segundo seu pensamento, que é diferente do pensamento do homem. Outras vezes, Deus anuncia os acontecimentos futuros por mistério, como faz no Livro das Revelações, na Bíblia.

E nós, o que podemos fazer? 
Podemos, em oração, explorar as situações de nossa vida particular e da vida da humanidade para tentar saber se estamos aproveitando ou desperdiçando nosso tempo; se somos agradáveis ou desagradáveis a Deus, para saber se nos salvaremos ou nos condenaremos, para saber se as pessoas no mundo estão prestes a ser castigadas ou não pelos flagelos criados para o castigo no qual todos sofrerão, justos e injustos, bons e maus. A diferença é que Deus cuida dos seus, quando se vê obrigado a castigar a humanidade. Os que não querem ser Dele, são entregues a si mesmos. Uma vez que rejeitam a Deus, Deus os rejeita.


GUERRAS! FOME! TERREMOTOS! PESTES! PANDEMIAS!
QUEM AS PROVOCA?

1 – SERÁ DEUS?
2 – SERÁ O HOMEM?
3 – SERÁ O ACASO?
4 – SERÁ A NATUREZA?

RESPOSTAS:

1 – SERÁ DEUS?

Sim! Mas não porque deseje essas coisas. Deus até avisa aos homens o que fazer para evitar essas coisas ruins na terra contra a vida humana. Porém, sendo Deus amor e justiça, se o homem envereda pelo caminho do mal, a Justiça Divina castiga para salvar, não para perder. Por causa dessa ação de castigo, são salvos todos os que querem se salvar, apesar de seus pecados. Condenam-se apenas os que rejeitam a salvação que Deus oferece por meio de sua metodologia.

As pessoas que não compreendem a pedagogia divina no uso do sofrimento, dizem que as pestes, pandemias, são resultados das ações do homem contra a natureza. Culpam o desmatamento, os combustíveis dos veículos, os homens que não são vegetarianos, e outras “ações nocivas”,  que, segundo eles, os “especialistas” explicam e a “ciência” elucida.

Dizem que Jesus morreu como um revolucionário, em defesa dos pobres e das minorias; que Deus não queria que Jesus morresse na cruz; que foi a elite romana com os judeus ricos e fanáticos religiosos que mataram Jesus. 

Se tentarmos explicar a estas pessoas que “Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados – o Justo pelos injustos – para nos conduzir a Deus. Padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito” (1Pd 3,18), elas não entenderão. 

O que fazer?
Continuemos nossa vida, rezando muitos Rosários.

2 – SERÁ O HOMEM?

Sim! O homem é o responsável por todas as coisas ruins que acontecem na terra. Tudo começou com o primeiro pecado. Antes do pecado, o homem vivia feliz, estava possuído de vida eterna, não podia morrer. Mas a ação do pecado destruiu toda a harmonia do homem com Deus, com a criação, com ele mesmo e com seus semelhantes. O primeiro pecado fez o homem morrer para aquela condição de feliz vida que vivia no Paraíso.

Mas Deus resolveu salvar o homem da morte que o pecado lhe acarretou. O homem continuaria a viver na terra, que agora não era mais o Paraíso de antes. Para que não houvesse tanto sofrimento, angústia, preocupações e dor, Deus dá uma solução, dizendo: diante de ti está o bem e o mal; escolhe o bem e serás feliz, quase não sentirás os efeitos negativos do pecado em ti e na criação; mas se praticares o mal, colherás maldades, angústias, medo, dor, sofrimentos; a própria criação se voltará contra ti.

3 – SERÁ O ACASO?

Guerras, fome, terremotos, pestes, pandemias, fogo, não podem surgir do acaso. Acaso é o que está sem acompanhamento, sem domínio; é o que está a esmo, sem direção, sem uma inteligência que dê e controle o rumo, o objetivo.

Os castigos de uma pessoa em sua individualidade, ou castigos da humanidade, são decorrências de seus maus atos; que atraíram o julgamento divino e, consequentemente, o castigo.

Quem tem o poder de desencadear os flagelos do castigo é Deus. Vejamos o que diz o Livro do Apocalipse: “O quarto derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe dado queimar os homens com o fogo. E os homens foram queimados por grande calor, e amaldiçoaram o nome de DEUS, QUE PODE DESENCADEAR ESSES FLAGELOS; e não quiseram arrepender-se e dar-lhe glória.” (Ap 16, 8-9)

Leia o capítulo dezesseis e verá que Deus enviou sete Anjos com flagelos. O primeiro Anjo provocou úlcera atroz e maligna nos homens. O segundo transformou a água do mar em sangue. Pereceu todo ser que estava no mar. O terceiro derramou a sua taça sobre os rios e as fontes das águas, e transformaram-se em sangue. Você verá o que os outros anjos fizeram, quando ler o capítulo em sua Bíblia. Aproveite e leia o Livro todo. Se já leu, releia. Ler e reler a Bíblia não empanzina, faz bem à alma.

Pensar que Deus não castiga é gravíssimo engano. Ele não só castiga a quem merece, segundo seu justo julgamento, como pode, se considerar justo, mandar a alma para o inferno. Jesus diz: “Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena”. (Mt 10,28)

A PALAVRA DE DEUS DIZ POR QUE DEUS CRIOU O GRANIZO, A FOME, A MORTE, O FOGO, O FURACÃO, A TEMPESTADE

“Fogo, granizo, fome e morte, tudo isso foi criado para a vingança” (Eclo 39,35)

“Tomarei o direito por fio de prumo e, por nível, a justiça. O granizo derrubará o abrigo da mentira, e as águas inundarão o refúgio ilusório”. (Is 28,17)

“O Senhor fará retumbar sua voz majestosa, e mostrará como o seu braço desaba em sua cólera ardente, nas chamas de um fogo devorador, na tempestade, com chuva e granizo”. (Is 30,30)

“Pois bem! Eis o que diz o Senhor Javé: em minha indignação, desencadearei um furacão, em minha cólera, vou mandar uma tempestade, em meu furor de destruição, farei cair granizo”. (Ez 13,13)

4 – SERÁ A NATUREZA?

Só se ela estiver obedecendo às ordens de Deus. Por quê? Porque a natureza é criação de Deus; ela segue as leis ou as ordens estabelecidas por seu Criador; não pode agir por si mesma. Toda a criação obedece às ordens de Deus. “O sol, a lua e as estrelas, que brilham e se destinam à utilidade dos homens, obedecem de boa mente”. (Br 6,59) Deus é “aquele que lança o relâmpago e o faz brilhar, que o chama e ele, bramindo, obedece”. (Br 3,33) “Admirados (de Jesus), diziam: Quem é este homem a quem até os ventos e o mar obedecem?” (Mt 8, 27)

Na dependência total do Criador, a criação pode ser remodelada em sua natureza para o benefício dos filhos de Deus sempre que Deus quer. Por exemplo: quando o exército do faraó perseguia os judeus, viram o mar aberto e o povo de Deus passando entre as ondas a pé enxuto. “Os israelitas desceram a pé enxuto no meio do mar, enquanto as águas formavam uma muralha à direita e à esquerda”. (Ex 14,22)

Quando o exército do faraó tentou passar entre as muralhas de água, pelo caminho aberto no mar para os que amavam a Deus, e não para eles que perseguiam a quem Deus protegia, o mar se fechou. “Os cavalos do faraó, com efeito, entraram no mar com seus carros e seus cavaleiros, e o Senhor os envolveu nas águas, enquanto os israelitas passaram a pé enxuto o leito do mar”. (Ex 15,19)

POR QUE O POVO DE DEUS NÃO FOI ENGOLIDO PELO MAR, MAS O EXÉRCITO DO FARAÓ FOI?
Porque Deus protege seu povo de seus perseguidores quando necessário, até remodelando a natureza da criação. “Toda a criação, obedecendo às vossas ordens, foi remodelada em sua natureza, para que vossos filhos fossem conservados ilesos”. (Sb 19,6)

Há quem não acredite no poder de Deus. Não acreditando, dá explicações humanas, negando as ações e prodígios que Deus faz quando quer fazer, porque lhe é natural fazer o impossível. Ao homem é natural que tudo seja impossível, mas a Deus, tudo é naturalmente possível. Por isso, quando abriu o mar, para seu povo passar sem molhar ou enlamear os pés, Deus não só secou a terra entre as muralhas de água, Ele fez surgir um campo de relva verde, onde, há poucos instantes, era o fundo do mar.

“Foi vista uma nuvem cobrir o acampamento, e a terra seca surgir do que tinha sido água, um caminho viável formar-se no mar Vermelho, e um campo verdejante emergir das ondas impetuosas. Por aí passou toda ela, a nação dos que vossa mão protegia, e que viram singulares prodígios. Iam como cavalos conduzidos à pastagem, e saltavam como cordeiros, glorificando-vos a vós, Senhor, seu libertador, porque eles se lembravam ainda do que tinha acontecido na terra estrangeira: como a terra, contrariando a geração dos vivos, tinha produzido moscas, e como o rio, em lugar de peixes, tinha lançado fora uma multidão de rãs.” (Sb 19, 7-10)


A MENTIRA DISFARÇADA DE VERDADE

A pregação dos tempos “modernos” dos pregadores modernistas é:

  • Deus é amor.
  • Deus é bom.
  • Deus é paciente.
  • Deus te ama.
  • Deus te faz prosperar
  • Deus te cura.
  • Deus te abençoa.
  • Deus te protege.

Todas essas afirmações seriam verdadeiras se não saíssem da boca de pregadores que querem enganar o povo. São verdades que os servos dos demônios, na terra, usam para fixar a mentira nos corações e entendimentos.

Com a mentalidade de que Deus é somente amor e Nele não há justiça, os pregadores modernistas conseguiram formar na terra um exército de pessoas que creem no amor de Deus a seu jeito. São pessoas que dizem amar a Deus, mas nelas nada há de temor de Deus. Por não haver temor, relacionam-se com Deus como se Deus fosse igual às suas criaturas.

São pessoas que estão com a verdade de que Deus é amor e a mentira de que Deus não é justiça; de que Deus não castiga. Como verdade e mentira não podem viver juntas, escolhem ficar com o prazeroso pensamento de que Deus é amor e, sendo assim, podem viver e fazer tudo o que quiserem, pois Deus é um pai “legal”, um pai compreensivo, que ama os filhos e perdoa tudo.

Por causa desse pensamento errado, o entendimento delas fica cheio de uma ilógica que lhes parece lógica. Um erro que parece acerto governa seus pensamentos e sentimentos. Na cabeça delas, Deus não castiga, porque para elas castigo é coisa ruim; não entendem o que é o castigo divino.


O CASTIGO DIVINO

O CASTIGO DIVINO É PARA SALVAR OS QUE QUEREM SE SALVAR, MAS ESTÃO NO CAMINHO DA CONDENAÇÃO.
É também para salvar os que não querem se salvar.

É uma tentativa de Deus, que espera que, pelo castigo, o pecador empedernido no pecado veja que não existe paz e felicidade no pecado.

Deus castiga, mas não castiga como o homem injusto castiga. O homem sem Deus castiga com ódio, com espírito de vingança, quer perpetrar a dor para ver o sofrimento de quem odeia. Deus não é homem; não pensa nem age como o homem. “O Senhor é bom e reto, por isso, reconduz os extraviados ao caminho reto”. (Sl 24,8)

Deus é amor e justiça. Sua justiça age para punir o culpado, com o objetivo de purificá-lo, de libertá-lo da mentira, livrá-lo da morte eterna, salvá-lo; não para ver o culpado sofrendo. Deus, em seu amor, não gosta de ver o sofrimento de seus filhos; mas em sua sabedoria, aceita as exigências da justiça divina, que se sente obrigada a castigar para salvar.

Como o objetivo do castigo é a salvação, Deus, então, castiga. Quem ama a Deus e quer se salvar, aceita a repreensão; sente-se amado quando Deus lhe mostra onde errou ou está errando; alegra-se quando é castigado por seu Deus, por confiar que Ele sabe o que faz, e tudo o que faz, faz por amor. Diante de Deus, ele ora: “Ensinai-me vosso caminho, Senhor, para que eu ande na vossa verdade. Dirigi meu coração para que eu tema o vosso nome”. (Sl 85,11) “Afastai-me do caminho da mentira, e fazei-me fiel à vossa lei”. (Sl 118,29)

POR QUE ACEITAR E SE ALEGRAR COM O CASTIGO DE DEUS?

Quem não aceita os castigos de Deus, não O ama; não confia que Ele sabe o que faz ou o que permite acontecer. Esse tipo de gente é aquele que “Em seu leito medita o crime, anda pelo mau caminho, não detesta o mal”. (Sl 35,5)

São pessoas que, querendo viver em seus erros e pecados, não querem a interferência dos enviados de Deus; que, obedecendo a Deus, mostram pela palavra o que agrada e desagrada a Deus. “Porquanto todo aquele que faz o mal odeia a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas”. (Jo 3,20) 

Se um enviado de Deus disser a quem ama e pratica o pecado, que tal atitude é pecado, essa pessoa se enche de impaciência, desprezo e ódio por alguém que disse a verdade de Deus. “Uma repreensão causa mais efeito num homem prudente do que cem golpes num tolo”. (Pr 17,10)

São pessoas como essas, e outras em grau menor, igual ou maior de maldade, que não aceitam que se diga que Deus castiga. Elas ficam escandalizadas diante de tais palavras. “Severa é a correção para o que se afasta do caminho, e o que aborrece a repreensão perecerá”. (Pr 15,10) “Mas aquele que pratica a verdade, vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus”. (Jo 3,21)

Se Deus castiga a quem Ele ama, quanto mais não castigará os que O odeiam e amam o que é mal. “O Senhor corrige a quem ama e castiga todo aquele que reconhece por seu filho”. (Hb 12,6) “Sendo julgados pelo Senhor, ele nos castiga para não sermos condenados com o mundo”. (1Cor 11,32)


O ASSUNTO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO!
DEUS FAZENDO MILAGRES PARA PROTEGER QUEM SEGUE SUAS INSTRUÇÕES.

Vou repetir um assunto necessário. Qual será ele?

Assunto que lhes falei uns anos atrás e que lhes enviei por escrito uns meses atrás. Qual será? Será que falei nele neste texto?

Uma pessoa me enviou por mensagem o resumo que ela fez desse necessário assunto, ou que enviaram para ela. Gostei, dei um Ctrl C e Ctrl V. Vou enviar abaixo, pois é um assunto sempre atual, do qual não podemos nos esquecer. Eu não me esqueço. Querendo ajudar você a não se esquecer, reenvio-lhe. Releia com atenção mais uma vez, ou novamente, ou outra vez, depois repita a leitura (quase não tem redundância, pleonasmo, rsrsrs).

POR QUE NOSSA SENHORA INSISTE TANTO NA ORAÇÃO DO ROSÁRIO?

COMO A CASA PAROQUIAL NÃO FOI DESTRUÍDA, E SEUS MORADORES SOBREVIVERAM POR MILAGRE

Em 1945, os americanos lançaram a bomba atômica sobre duas cidades japonesas: Nagasaki e Hiroshima. Nesta última, num raio de um quilômetro e meio do centro da explosão, ficou tudo arrasado e todos os habitantes morreram carbonizados. A casa paroquial, com oito moradores jesuítas, que distava apenas 800 metros da explosão, ficou de pé e os seus moradores ficaram ilesos.

O Pe. Hubert Shiffer era um deles, e tinha então 30 anos. Depois viveu mais 33, completamente com saúde, e nenhum dos moradores da casa sofreu as consequências da radioatividade. Ele contou a sua experiência no Congresso Eucarístico da Filadélfia (EUA), em 1976. Então, todos os membros daquela comunidade ainda viviam.

CIENTISTAS NÃO ENTENDEM POR QUE HOUVE SOBREVIVENTES

O Pe. Shiffer foi examinado e interrogado por mais de 200 cientistas e não puderam explicar como, no meio de milhares de mortos, ele e seus companheiros tinham podido sobreviver. O Pe. Shiffer afirmou que centenas de cientistas e pesquisadores, por vários anos, continuaram a investigar por que a casa paroquial não foi atingida, quando tudo ao redor ficou arrasado. E o padre explicou, dizendo: “Naquela casa se rezava todos os dias, em comum, o Santo Rosário. Por isso, foi protegida por Nossa Senhora”.

O INSISTENTE PEDIDO DE NOSSA SENHORA EM SUAS APARIÇÕES

Nossa Senhora, a partir, principalmente, de Lourdes, dá uma ênfase toda especial à oração do Rosário. Em Lourdes, aparece sempre com o ROSÁRIO. Em outras aparições, pede sempre que se reze o Rosário, como em Fátima que, em cada uma das aparições, sempre insistia dizendo: “Rezem o ROSÁRIO DIARIAMENTE”.

NAS APARIÇÕES DE MEDJUGORJE, DESDE O INÍCIO, PEDE QUE SE REZE O ROSÁRIO.

Na aparição do dia 14 de Agosto de 1984, ela diz: “Eu gostaria que em cada dia se rezasse pelo menos o Rosário”. Em 27 de Setembro do mesmo ano: “Peço às famílias da paróquia que rezem o rosário em família”.

No dia 25 de Junho de 1985, a vidente Marija pergunta a Nossa Senhora o que deseja dizer aos sacerdotes. Ela responde: “Caros filhos, eu os exorto a convidar todos à Oração do Rosário. Com o rosário, vencerão todas as dificuldades que Satanás, neste momento, quer colocar no caminho da Igreja Católica. Vocês todos, Sacerdotes, rezem o Rosário. Consagrem tempo ao Rosário”.

O Papa São João Paulo II, no 80º aniversário das aparições em Fátima, disse: “Caríssimos irmãos, rezai o Rosário todos os dias! Peço vivamente aos pastores para rezar o Rosário nas suas comunidades cristãs. Ajudai o povo de Deus a retornar à oração cotidiana do Rosário”.


AS 15 PROMESSAS DE NOSSA SENHORA AOS QUE REZAREM O SEU ROSÁRIO TODOS OS DIAS

A devoção do Santo Rosário surgiu quando a Santíssima Virgem apareceu a São Domingos de Gusmão e entregou esta poderosa arma na luta contra os hereges de seu tempo.

Posteriormente, Nossa Senhora apareceu a um frade, dominicano, chamado Alano de la Roche que recebeu algumas promessas que se destinavam às pessoas que fossem fiéis à devoção do Rosário. Foram elas:

Beato Alano de la Roche
  1. Quem Me servir constantemente, rezando o Meu Santíssimo Rosário, receberá qualquer graça especial.
  2. A todos aqueles que, devotamente, rezarem o Meu Saltério, prometo a Minha especialíssima proteção e grandes graças.
  3. O Rosário será uma arma potentíssima contra o inferno, destruirá os vícios e o pecado e abaterá as heresias.
  4. O Rosário fará florescer as virtudes e as obras santas; fará conseguir às almas as copiosas misericórdias de Deus; desapegará os corações dos homens do amor vão do mundo e os levantará ao desejo das coisas eternas. Oh, quantas almas se santificarão por este meio!
  5. A alma que se recomendar a Mim, com o Rosário, não perecerá.
  6. Todo aquele que rezar devotamente o Rosário com a contemplação dos seus sagrados mistérios, não será oprimido pelas desgraças, não será castigado pela justiça de Deus, e não morrerá de morte repentina; mas se converterá, se for pecador; conservar-se-á em graça, se for justo; e se fará digno da vida eterna.
  7. Os verdadeiros devotos do Meu Rosário não morrerão sem os Santíssimos Sacramentos.
  8. Os que rezarem o Meu Rosário terão em vida e na morte a luz e a plenitude da graça; em vida e na morte serão admitidos na participação dos méritos dos bem-aventurados do Céu.
  9. Os devotos do Meu Rosário que forem para o Purgatório, Eu os libertarei no mesmo dia.
  10. Os verdadeiros filhos do Meu Rosário gozarão grande glória no Céu.
  11. Tudo o que for pedido pelo Rosário será concedido.
  12. Os que propagarem o Meu Rosário serão por Mim socorridos em todas as suas necessidades.
  13. Eu consegui do Meu divino Filho que todos os da Confraternidade do Rosário tenham, por seus confrades, todos os da corte celeste em vida e na morte.
  14. Os que rezarem o Meu Rosário são Meus filhos e irmãos de Jesus Cristo, Meu Unigênito.
  15. A devoção ao Meu Rosário é um grande sinal de predestinação.

Estas promessas, segundo a tradição, foram feitas pela Santíssima Virgem ao Patriarca São Domingos e ao Beato Alano de La Roche, e vêm referidas por Coppestein, por Miecoviense, por V. Sarnelli, por Santo Afonso Maria de Ligório, por Auriemma, por Morassi, por Reveglione d. C. d. G., por Pasucci, por Lavazzuoli, por Pradel, e, enfim, por muitos Breves dos Sumos Pontífices.

Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos a todos.
J.V.


CASO AINDA NÃO TENHA LIDA, LEIA TAMBÉM A PRIMEIRA PARTE:



NOTAS:
(1) “Vida admirável da Rev. da Madre Mariana de Jesus Torres, mística confidente de Nossa Senhora do Bom Sucesso Escrita pelo Rev. do Padre Manuel Sousa Pereira da Ordem Seráfica dos Menores do Convento Máximo de São Francisco de Assis de Quito, Equador.”
(2) Sacrilégio é o ultraje, o ato profano, contra pessoas, lugares ou objetos sagrados. Desrespeitar a eucaristia é um sacrilégio eucarístico.


4 comentários

  1. O rosário conforta é um refrigério. É uma porta de esperança. Que nunca deixemos de rezar sem diminuir todas as outras grandes riquezas que vem de Deus por nossa igreja e por nossa vocação.

  2. Essa leitura foi muito edificante. Faz a gente refletir sobre a urgência da nossa conversão e quanto precisamos rezar o Rosário, atendendo o pedido de Nossa Mãe Santíssima. Bendito seja Deus, que cuida de nós com essas formações.

Escreva seu comentário