VOCAÇÃO DE JESUS!

Deus seja amado com todas as forças de nosso coração e de nossa alma.

24/05/2021


“Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas”.
(2Tm 4,4)

– Bom dia, Thomás! A paz de Jesus esteja contigo.

– E contigo também, Pietro.

– Primo, vamos nos aproximar dos colegas e começar uma conversa espiritual.

– Vamos lá!

Thomás e Pietro se aproximam de seus colegas de colégio, três mocinhas e quatro rapazinhos. Eles estão cada um olhando o celular e mostrando alguma coisa que faz com que os outros deem gargalhadas em tom de zombaria do que veem. A dois metros de distância, um casal de namorados está conversando.

– Bom dia, gente!!!

– Olha quem chegou! Diz aí, cara!

– Pessoal, queríamos convidar vocês para compor nosso time na olimpíada de matemática.

– Véi!!! Sei não! Que tu acha, peça boa?

– Perguntando pra mim? Vixe!! Matemática? Cara!!! Sei não!! Responde tu, moleque.

–  Desculpa aí, viu! Não sei se vai dá não… né, galera?

– É! Nós tá sem tempo, ó!

Os jovens se olham, riem e batem nas palmas das mãos uns dos outros, dizendo:

– É nós!!!

Thomás e Pietro encaram a situação anormal com naturalidade e perguntam:

– A cidade toda está comentando sobre o tremor de terra de ontem. 

– É verdade. Vocês também sentiram ou ouviram o barulho?

– Macho! Eu ouvi o barulho.

– Macho! Eu também ouvi.

– No Brasil, não acontecia tremor de terra como acontece em outros países, mas agora está acontecendo. Será que a profecia está começando a se cumprir?

– Que profecia é essa macho?

– É profecia bíblica.

– Isso tá na Bíblia?

– Está! A Bíblia diz que no fim dos tempos “haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu” (Lc 21,11)

“Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu”. (Lc 21,11)

– Cara! Isso é verdade mesmo?

– É! Mas antes desses sinais sísmicos, pandemias, fenômenos no céu, haverá outros que os antecederão.

– Quais são?

– Vou dizer um sinal que poucas pessoas estão se dando conta, e que a realização dele é um forte indício de que o fim dos tempos está se aproximando.


QUANDO SERÁ O FIM DOS TEMPOS?

– A Bíblia diz quando será o fim dos tempos? Se disser, me diz, que eu vou anotar pra me converter uma semana antes.

– A Bíblia não diz a data do fim dos tempos. Ninguém sabe. Quem anuncia uma data deste acontecimento está mentindo. Jesus disse que “quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o Pai”. (Mt 24,36)

– Macho! Mas tem como saber se o fim dos tempos está perto ou longe?

– Jesus falou sobre diversos sinais que antecederiam a Sua volta. É bom que os conheçamos para orarmos com eles, mas sem nós mesmos cometermos o erro de querer marcar uma data baseada no que vamos vendo o que está acontecendo. Qualquer pessoa que tente, com boa vontade, dar a aproximação de uma data do fim dos tempos, errará feio; pois para o ser humano, um dia é um dia, mil anos são mil anos, mas “um dia diante do Senhor é como mil anos, e mil anos, como um dia”. (2Pd 3, 8)

– Macho! Eu não gosto de falar em terremotos, mortes, fome, coisas negativas, fim dos tempos.

– Macho! Eu também não gosto, tenho medo só de pensar nesses desastres.

– Querem ouvir algo bom, maravilhoso do fim dos tempos?

– Macho! A gente tá ocupado aqui, mas diz aí, cara!

– Você tem dificuldade de lembrar meu nome, mas isso é outro assunto. Pois bem, a grande e boa notícia do fim dos tempos nós todos podemos saber qual é, se primeiro olharmos para o que importa olhar em primeiro lugar. Devemos olhar para a mensagem principal da profecia do fim dos tempos. Para isso, tiremos nosso olhar do que muita gente considera a parte essencial da profecia do fim dos tempos.

– Macho! Tirar o olhar de que mesmo?

– Tirar o olhar quer dizer deixar de se preocupar com os sinais apocalípticos: tremores de terra, terremotos, violência, fome, pandemias etc, pois essas informações são secundárias. A informação mais importante não é saber sobre catástrofes cósmicas, o mais importante é saber que se trata da segunda vinda de Jesus à terra. Se trata de nosso encontro com Jesus. Nós, que cremos no Senhor, não estamos caminhando para desgraças universais na terra, não estamos indo para um tempo e lugar que possa ser imaginado, estamos indo ao encontro de uma pessoa que é Deus, Jesus, nosso Senhor e Salvador.


FELICIDADE E NÃO TERROR

– A profecia do fim dos tempos não é para nos aterrorizar, é para nos alegrar. Escutei o padre falando na Missa que não devemos ficar preocupados em como os sinais do fim dos tempos se realizarão, devemos nos ater ao nosso comportamento de vida. Devemos ter um comportamento que nos prepara para o encontro com Jesus.

– Há quem pense no fim dos tempos e se apavore, mas há quem pense no fim dos tempos para ser melhor cristão no presente, porque Jesus, que voltará em corpo e Espírito, vive de modo invisível ao nosso lado, conduzindo-nos pelo Espírito Santo para esse acontecimento, que pode estar perto. Quão perto, não sabemos; mas sabemos que o que nos aguarda é um futuro maravilhoso.

“Ei-lo que vem com as nuvens. Todos os olhos o verão, mesmo aqueles que o traspassaram.” (Ap 1,7)

– A profecia do fim dos tempos, feita por Jesus, não quer levar ninguém a medos,  preocupações, desespero, angústia, terrorismo psicológico e sentimentos de insegurança, autoacusação e autocondenação. Quem faz essa obra negativa, diabólica e mentirosa são os falsos profetas.


CUIDADO COM A PREGAÇÃO DAS SEITAS SOBRE O FIM DOS TEMPOS

São Pedro, o primeiro Papa da Igreja que Jesus fundou, profetizou sobre os mentirosos e enganadores do fim dos tempos, dizendo: “Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão, disfarçadamente, seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina”. (2Pd 2,1)

– Os falsos profetas trabalham usando o medo. Falam de desgraças futuras para tirar as pessoas da vida que deve ser vivida em amor, fé, santidade, alegria no Espírito de Deus, no tempo presente. O trabalho dos falsos profetas é diabólico, pois quem dá ouvidos a eles, preocupa-se e se apavora com o futuro, ficando prisioneiro da indiferença para com Deus e insensível à sabedoria do tempo presente.


AO OUVIR ESSAS PALAVRAS, OS JOVENS CONTINUAM SE EXPRESSANDO EM GÍRIAS E SAEM DA CONVERSA

– Cara, não tô entendo nada. Já vou embora, tenho que ver quem vai ganhar o BBB.

– Macho! Eu também tenho de ir. Hoje é o último capítulo da novela, preciso saber se Kurió vai se vingar da Avatar e conseguir ganhar o campeonato de capoeira no terreiro da mãe Dema. Saravá pra todos, tô indo.

– Cara!… Macho! Desculpa aí, eu também já tenho de ir. Meu time vai tá jogando e tenho de torcer por ele.

– Pessoal! Hoje é a Missa do sétimo dia da nossa colega. A Missa vai ser aqui no colégio, vocês vão vir?

– Macho! Hoje não vai dá, não. Mas outro dia a gente vai… né, galera!

– É.

Apenas um rapaz e uma moça ficam, enquanto os outros saem.


NÃO SUBESTIMEMOS O AMOR E O PODER DE DEUS

– Thomás, Pietro, não se preocupem. Eles não gostam de rezar, de ir à igreja… deixa pra lá… eles vão pro inferno mesmo. Nós dois estamos gostando de ouvir o que vocês estão falando.

– Ok! Então, vamos continuar. Mas Marcos, não diga que eles irão para o inferno! Deus os ama como ama a cada um de nós. Se orarmos por eles, no tempo conhecido por Deus, eles se converterão e se salvarão. Tem muita gente que demora a voltar para Deus, mas um dia volta. Não julguemos nem amaldiçoemos, entreguemo-los à misericórdia de Deus. Desejemos que eles se salvem e não subestimemos o amor e o poder de Deus.

– Mas eles não querem nada com Deus! Vocês dois não sabem o que essa turminha faz. Podem imaginar aí os piores pecados. Penso que eles não têm jeito.

– Não pensemos assim. Só Deus conhece cada pessoa.

O Apóstolo São João, falando sobre o amor de Deus por nós, diz: “Nisto temos conhecido o amor: (Jesus) deu sua vida por nós. Nós também devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos”. (1Jo 3,16) Orar, jejuar, fazer penitências e sacrifícios pela conversão de todos nós, é atitude aceita por Deus como se estivéssemos dando a vida pelos irmãos, para tentarmos seguir o exemplo de Jesus.

– Eles são perigosos. Tô avisando!

– Para trabalhar na salvação deles, não é necessário ficar convivendo com eles. Se um dia precisarem de uma conversa, um conselho, uma ajuda espiritual ou humana, ajudemos, e continuemos em frente.

– Ok. Mas Jesus quer mesmo que se faça orações, jejuns e sacrifícios por pessoas ruins como eles? Não vou estar perdendo a minha vida, meu tempo, fazendo essas coisas por gente ruim, ao invés de rezar pelas pessoas boas?

– Marcos, Jesus disse que não tinha vindo “chamar à conversão os justos, mas sim os pecadores”. (Lc 5,32) Jesus considera a vida de cada pessoa uma causa Sua. Ele tornou pessoal a salvação de cada pecador, não importa para Ele se é o menor, o maior ou o pior dos pecadores; Ele morreu para salvar a todos sem exceção. Porém, para salvarem-se, eles precisam crer em Jesus, precisam querer a salvação.

– Para eles receberem essas graças e se salvarem, Jesus quer nossa contribuição: quer que vivamos como Ele quer, dando a Ele nossa parte de contribuição em orações, jejuns, sacrifícios, renúncias de certas coisas na vida. Jesus diz assim: “Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas aquele que tiver sacrificado a sua vida por minha causa, recobrá-la-á”. (Mt 16,25) A causa de Jesus é a maior glória de Deus e a salvação das almas.

“Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas aquele que tiver sacrificado a sua vida por minha causa, recobrá-la-á”. (Mt 16,25)

– Acho que é isso mesmo que você diz. Reze por mim e por minha namorada aqui, para conseguirmos.

– Rezarei.

Que acham de falarmos sobre a profecia que antecede os sinais sísmicos e cósmicos do fim dos tempos?

– Queremos saber.

– Antes, só lembrando que para nós, católicos, o fim dos tempos não é motivo de preocupação e medo, é motivo de grande alegria e forte tranquilidade, pois se trata de nosso encontro com Jesus para todo o sempre. Não haverá mais dor e lágrimas, nunca mais sofreremos, ninguém nunca mais morrerá, o pecado não mais estará em nós, Satanás estará totalmente derrotado, não estaremos nunca mais em perigo de perder a salvação.

– Perdi o medo de pensar no fim dos tempos. Antes eu temia porque só pensava nos desastres, nunca tinha pensado na mensagem da profecia dessa forma.


QUEM TROCARÁ A VERDADE PELA ILUSÃO?

– Então, vou falar da profecia que vem antes dos sinais sísmicos e cósmicos. Essa semana, lendo a Epístola de São Paulo a Timóteo, um versículo profético me chamou a atenção de tal forma que não consegui seguir a leitura. Uma sensação espiritual boa me fez ficar pensando por um tempo nessa profecia: “Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas”. (2Tm 4,4)

A profecia é bem clara, chegará o tempo em que as pessoas irão trocar a verdade pelas fantasias. Nós iremos fazer isso? Nós iremos nos afastar da verdade para nos atirarmos às fábulas? Nós sabemos o que é verdade? Sabemos o que é fábula, para dar a nós mesmos essa resposta de modo mais consciente? Vocês já pensaram sobre essa profecia?

“Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas”. (2Tm 4,4)

– Não!

– Eu já.

– O que você pensou, primo?

– Já andei pensando e pedindo a Deus que não me deixe cair na enganação do tentador, que anda ao redor das almas à procura de quem devorar (1 Pd 5, 8). Deus tenha misericórdia de mim e não me deixe, consciente ou inconscientemente, desprezar a verdade para me apegar aos embustes das fábulas.

– Se isso acontecesse comigo, eu não seria somente tolo em fazer essa troca, eu seria muito insensato, estaria agindo como se não tivesse juízo, pois seria como deixar de beber água limpa para beber água de fossa. E digo: essa comparação não é um exagero, é ainda muito pobre em comparação com a realidade de se trocar a verdade pelas fábulas.

– Eu também tenho feito esse pedido a Deus e me vigiado. Todo descuido é um grande perigo à nossa mente e alma, por isso nosso Senhor e Salvador Jesus, o Filho de Deus,  manda-nos vigiar e orar para não cairmos nas tentações que se apresentam a nós, que estão diante, e ao redor de nós.

– Primo, você não disse Jesus Cristo. Você disse: Jesus, o Filho de Deus. Ontem meus pais estavam falando sobre uma pergunta que a Chiara fez.


A PERGUNTA DA CHIARA

– Qual pergunta?

– Se Cristo era o sobrenome de Jesus.

– O que eles responderam à nossa prima?

– Eles disseram que não era o sobrenome, que era um título dado a Jesus. Cristo é o equivalente, em grego, a Messias, que significa “o ungido, o profeta ungido”. Se dissermos Cristo Jesus, estamos dizendo: O Ungido Jesus.


A ATUAL SITUAÇÃO NO MUNDO

– Primo, voltando ao nosso assunto, na sua avaliação da atual situação no mundo, você considera que esta profecia de São Paulo está começando a se cumprir?

“Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas”. (2Tm 4,4)

– Eu observo que estamos vivendo um tempo em que poucas pessoas amam e querem a verdade. A maioria se divide entre quatro grupos: 

Os que não querem saber da verdade, não querem pensar com profundidade sobre o que é verdade e o que é mentira; 

Os que querem saber da verdade, mas não querem compromisso com ela; 

Os que odeiam a verdade, de tal forma, que se alguém tenta lhes falar sobre a importância de se conhecer a verdade, ficam tão enraivecidos a ponto de perderem o controle emocional; 

E os que são pessoas sensatas, honestas, que se importam com a verdade, mas somente com a verdade humana, a verdade da justiça humana, e com o significado gramatical da palavra verdade. Você tem notado isso ou estou exagerando?

– Concordo com sua observação sobre o que está acontecendo na terra. Para a maioria das pessoas no mundo, a verdade é a mentira; a verdade é o sinônimo de veracidade, e só isso. Para elas, a mentira é uma história inventada ou uma calúnia, e só isso. 

– A maioria das pessoas não consegue compreender, sem o anúncio do Evangelho, sem se aproximar de Jesus Cristo, que ‘verdade’ não é somente sinônimo de ‘veracidade’; que não é apenas o contrário de ‘mentira’. A verdade é mais do que uma palavra, um vocábulo humano. A verdade não é O QUE, é QUEM. A verdade é a Palavra saída de Deus, é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós (cf. Jo 1, 14). A verdade é uma pessoa a quem devemos amar, crer, buscar, servir, obedecer; a verdade é Jesus Cristo. Jesus disse sobre Ele mesmo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. (Jo 14,6)

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. (Jo 14,6)

– Primo! Então, você está dizendo que:  afastar-se da verdade é se afastar de Jesus; que apartar os ouvidos da verdade é aceitar os erros e se atirar na mentira da qual Satanás é o pai (Jo 8, 44); que apartar os ouvidos da verdade é não ler, deixar de ler, não querer ler nem ouvir a Palavra de Deus, que é a própria verdade?

– Sim, estou afirmando isso.

– Muitas pessoas precisam saber que: se não conhecemos a Palavra de Deus, não conhecemos Jesus; se não conhecemos Jesus, estamos escravos não somente das ausências de conhecimento que você falou, mas também estamos escravos de nós mesmos, dos preconceitos e limitações de conhecimento dos outros. Porém, tem algo ainda pior: quem se encontra neste estado, está escravo da mentira, que tem por pai o Diabo.

– Para nossa libertação das ignorâncias humanas e das forças do Diabo, é necessário que conheçamos Aquele único que tem poder nos Céus, na Terra e contra os demônios; o único que pode nos salvar. Nos é imprescindível conhecer a Jesus Cristo, que nos diz: “conhecereis a verdade e a verdade vos livrará”. (Jo 8,32)

“conhecereis a verdade e a verdade vos livrará”. (Jo 8,32)


DOIS TIPOS DE INVENÇÕES APRESENTADAS PELO INIMIGO

– Infelizmente, muitas pessoas estão sendo enganadas pelas astúcias dos demônios, que lhes oferecem dois tipos de invenções. O primeiro tipo, é invenção que está nos corações humanos. O segundo, é a invenção forjada no inferno, trazida à terra pelos demônios que a oferecem aos homens através da mentira.

– Esses dois tipos de invenções, as humanas e as diabólicas, se não forem renunciadas, juntar-se-ão para encherem as mentes e os corações das pessoas que não as renunciarem (muitas vezes, por não as perceberem, ou por não quererem renunciar). Preenchidas por estas invenções, as pessoas ficam repletas de todo tipo de ficção, são tiradas da realidade da vida, amarradas em todo tipo de falsidade, ficando prisioneiras das narrativas da mentira, onde o pecado, o demônio, a condenação e o inferno se escondem sob o véu das fábulas.


FALTA ALGO AOS QUATRO MISTÉRIOS DO ROSÁRIO

– Concordo contigo! Por isso estar acontecendo no orbe inteiro, temos de atender ao apelo de Nossa Senhora e rezar o Rosário completo todos os dias. Você sabe de que é composto o Rosário completo?

– Sei sim! Rezar o Rosário completo é rezar os quatro mistérios: os Gozosos, os Luminosos, os Dolorosos e os Gloriosos.

– Tem mais! Para ser completo, de modo que agrade muito aos Sagrados Corações de Jesus e Maria, temos de fazer outra coisa.

– O que é?

– Temos de fazer com que mais pessoas o rezem.

Temos de aumentar o número dos FILHOS DA SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA rezando o Rosário todos os dias.

– Eu não tinha pensado sobre esse complemento, mas agora lembro que Nossa Senhora falou aos três pastores em Fátima, Portugal, para eles rezarem e dizerem às pessoas que rezassem o Terço todos os dias. Quando os três pastorinhos viram Nossa Senhora, ela lhes disse para eles não terem medo, que ela era do Céu. Lúcia, então, perguntou se ela, Jacinta e Francisco, iriam para o Céu. Nossa Senhora respondeu que sim, mas que Francisco deveria rezar muitos Rosários.


A DIFERENÇA DAS OPORTUNIDADES DADAS POR DEUS PARA AS OPORTUNIDADES QUE DEVEMOS PROCURAR

– Pois é, primo! Peçamos a Deus luz e inspiração para sabermos como fazer para mais pessoas rezarem o Rosário. Muitas vezes, Deus nos dá a oportunidade de fazer mais uma pessoa, ou uma família, ou amigos, ou colegas do colégio e trabalho, rezarem o Rosário. Nós, porém, por não estarmos vigilantes, perdemos a oportunidade dada por Deus, que queria que soubéssemos como usar as oportunidades dadas por Ele e Nossa Senhora para falar do Rosário e convidar para rezá-lo.

– O que você está dizendo é a pura verdade. Quando vamos por nossa conta pescar almas para rezarem o Rosário, conseguimos, depois de muitos esforços, algumas pessoas; mas quando enxergamos a oportunidade dada por Deus e a usamos, não é necessário tanto esforço, as pessoas dizem prontamente um sim, e começam a rezar.

– Quanto tempo nós dois tentamos convencer a professora a rezar o Rosário?

– Dois anos, se não me engano.

– Fizemos de tudo. Rezávamos por ela, explicávamos, contávamos testemunhos das graças, bênçãos, curas, milagres e conversões que as pessoas recebiam rezando o Rosário, mas nada conseguíamos. Nós, então, pedimos a Deus que não a deixasse se condenar, pois ela se dizia católica não praticante, e sabemos que quem diz ser católico não praticante, não é católico. Lembra o que fizemos?

– Lembro! Nós pedimos a Deus que fizesse chegar a ela a oportunidade de sua salvação, e que ela entendesse, e assim se voltasse para Deus; mas que, se ela não entendesse, nós soubéssemos enxergar essa oportunidade e como usar a oportunidade para a salvação dela. Foi então que Deus permitiu que um sobrinho muito querido dela ficasse gravemente doente, com perigo até de morte, lembra?

– Lembro sim! Ela nos procurou após a aula e contou a situação com lágrimas nos olhos. Estava muito preocupada, pedindo que nós rezássemos por seu sobrinho e afilhado, que amava muito. Nesse momento, nós escutamos Deus falar em nossos corações que essa era a oportunidade que Ele a estava dando para começar sua vida de oração rezando por quem ela amava, e assim, pela oração, receber muitas graças necessárias à sua salvação e à de outras pessoas.

– Nós, então, dissemos que iríamos rezar o Rosário às quatro da madrugada, mas que ela precisava também rezar. Ela disse que iria rezar sim, mas que não sabia como rezar o Rosário. Dissemos que ela digitasse no Youtube “Vocação de Jesus” cinco minutos antes das quatro da madrugada e rezasse conosco na live do Rosário, que era só ir seguindo as pessoas que estavam rezando, que ela iria aprender. Dissemos que já começaríamos no dia seguinte. Ligamos para ela antes do Rosário começar, e ela disse que já estava com o celular ligado no canal, esperando começar.

– Marcos e Verônica! No outro dia,  ela faltou no colégio. Tinha ido com a família de sua irmã ver o sobrinho que tinha piorado. Quando voltou, ligou pedindo para nós pedirmos para mais pessoas rezarem por um milagre, porque seu sobrinho tinha entrado em coma.

– Foi assim mesmo que aconteceu! Nesse dia, sentimos fortemente Deus nos dizendo que não queria salvar somente nossa professora, mas queria salvar toda a família dela. Nós, então, dissemos para ela convidar sua irmã, seu cunhado, os filhos deles, os avós da criança, com todos os tios e primos dele, e até amigos, para juntos rezarmos o Rosário. E assim ela fez. Resultado: em pouco tempo, uma família composta de mais de quarenta pessoas, com três amigos deles, que não rezavam nem o Terço, já estavam rezando o Rosário, coisa que muitos católicos acham difícil de rezar.


A GRAÇA DE ENXERGAR O QUE DEUS MOSTRA

– Bendito seja Deus! Enxergar as oportunidades dadas por Deus para salvar as almas, para levá-las à vida de oração, e se deixar conduzir pelo Espírito Santo, é obter santos resultados muito rápido. Deus nos dê a graça de sempre, e a todo momento, enxergarmos as oportunidades que Ele nos dá para levarmos as pessoas a Ele. Deus conceda essa graça a nós quatro aqui e a todos os católicos no mundo inteiro.

QUEM É MAIS IMPORTANTE? O MÉDICO OU DEUS?

– Peçamos outra graça a Deus.

– Qual?

– Peçamos a graça de as pessoas, em suas enfermidades, pensarem e procurarem a Deus em primeiro lugar. Com esse pensamento, peçam a Ele a cura. Depois, em segundo lugar, perguntem a Deus se Ele lhes quer curar pelas mãos do médico e pelos remédios da medicina humana. Que, por inspiração do Espírito Santo, elas orem pedindo a Deus um bom médico, e que os remédios lhes curem e não acarretem outras doenças.

– Sim, primo, peçamos! Pois muita gente cai nas mãos de maus médicos e tomam remédios que prejudicam sua saúde, pois saem de casa para se tratar, cuidar da saúde, completamente esquecidos de Deus. Alguns estão tão preocupados com sua saúde, até com medo de morrer, que deixam de fazer o que deveriam priorizar, que é orar a Deus antes de ir a hospitais, clínicas e médicos.


QUEM, AO ADOECER, NÃO ORA PEDINDO A DEUS QUE LHE DÊ UM BOM MÉDICO, DÁ AO DIABO A CHANCE PARA LHES DAR  UM MAU MÉDICO

– Muitas pessoas vão aos médicos sem orar antes. Não pedem para Deus as levar ao bom médico, não oram para Deus iluminar o médico quando ele as examinar, ao passar os remédios. Quando chegam em casa, não fazem o sinal da cruz sobre os remédios indicados, pedindo a Deus que ponha ali a substância química que falta, que tire a substância química que pode provocar efeitos colaterais ruins.

– Muita gente peca por ver o médico como a sua salvação, como aquele que não vai lhe deixar morrer. Esquecem que o médico é um homem criado por Deus; que ele não substitui Deus. Muita gente comete o pecado de confiar mais no médico do que em Deus. A Palavra de Deus diz: “Aquele que peca na presença daquele que o fez, cairá nas mãos do (mal) médico”. (Eclo 38,15)

“Aquele que peca na presença daquele que o fez, cairá nas mãos do (mal) médico”. (Eclo 38,15)

– Pois é! O católico que apartar os ouvidos da verdade e se atirar às fábulas,  afastar-se-á de Jesus, o Salvador, afastar-se-á da vida de amor e fé em Deus,  afastar-se-á de dois conhecimentos necessários: o conhecimento das necessidades espirituais e o conhecimento das necessidades da vida física e material enquanto se vive neste mundo.

Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos a todos.

J.V.

7 comentários

  1. Obrigada Deus pela força que estás me dando, de todas as madrugadas, fazer o sacrifício de acordar e rezar o Santo Rosário, me sinto amada por um PAI que é rico em misericórdia.
    Bendito seja Deus 🙏🙏🙏

  2. Que formação maravilhosa! Bendito seja Deus, e que Nossa Senhora receba nossas orações diárias do Santo Rosário, nos inspirando com o Espírito Santo, Seu Divino Esposo, a convidar mais pessoas a se juntarem a nós para a glória de Deus e salvação das almas.

  3. Deus seja amado, louvado e adorado todos os dias, pois só assim poderemos vê a Misericórdia Divina acontecer. Através do Santo Rosário tudo pode ser mudado, basta ter fé!

Escreva seu comentário