A vida de duas pessoas depois da morte

VOCAÇÃO DE JESUS!
Deus seja amado com todas as forças de nosso coração e de nossa alma.

24/01/2022


– Pai, não vai ter aula amanhã, o diretor do colégio morreu. Para onde vai a alma dele? Ele era um diretor ruim?

– Filho, vou lhe contar uma história; melhor dizendo, um sonho; mas vai ajudar a responder sua pergunta.

No sonho, duas pessoas tinham morrido aos 90 anos de idade. Eram amigos. Eles não se viam há mais de 50 anos, pois um deles tinha ido morar em outro estado do Brasil, foi para Minas Gerais, e o outro ficou no Ceará.

Os dois morreram de uma forte gripe. No velório de um deles, após a Missa de corpo presente, ficaram muitas pessoas rezando o Rosário. No velório do outro havia cinco pessoas. Não havia padre nem ninguém rezando. Logo após a morte dos dois, as almas deles se viram deixando seus corpos. Em microssegundos, saíram e visitaram alguns familiares, amigos, sem que estes os vissem. Alguns sentiram um vento, outros sentiram algo que não souberam explicar.

Um vento sobrenatural leva as almas das duas pessoas para cima. Lá eles se veem, mas no local em que estão, uma força espiritual exige silêncio e respeito.

VAI COMEÇAR O JULGAMENTO

Uma luz divina enche a sala: é Jesus. Uma luz escura se aproxima, tenta fugir, mas é obrigada a ficar: é Satanás, o acusador.

Satanás faz graves acusações contra as duas almas; ele fundamenta as acusações com astúcia e inteligência, de modo que as duas almas ficam sem saber o que dizer em sua defesa. Após uma pequena pausa, o acusador continua a acusar. A respeito de tudo o que diz, apresenta provas e argumentos irrefutáveis à vista dos presentes na sala do julgamento.

Ao terminar, diz que as duas almas lhe pertencem e que as levará para o inferno imediatamente. Ele se aproxima, juntamente com outros demônios, para pegar as duas almas; mas uma outra luz com cheiro de rosas invade toda a sala, de modo que Satanás e seus demônios ficam paralisados onde estão. É Nossa Senhora! 

Olhando para Jesus, Ela diz:

– Meu Filho, estes meus filhos não podem ser condenados ao inferno eterno.

– Minha Mãe, a Senhora ouviu as graves acusações contra eles? Satanás é o pai da mentira, mas aqui no tribunal divino, ele é obrigado pelo meu poder a dizer a verdade, mesmo querendo mentir.

– Sim, meu Filho, eu ouvi. Mas Vós falastes, e os discípulos depois escreveram, que quem perdoa a todos os que lhes tem ofendido, é perdoado por Vós, meu Filho! Vossas palavras foram: “perdoai, e sereis perdoados.” (Lc 6, 37) “Não julgueis, e não sereis julgados. Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos.” (Mt 7, 1-2)

Meu querido Filho! Meu bondoso Jesus! Eu testemunho, a favor destas duas almas, que em vida elas perdoaram a todos os que as ofenderam. Em vida, arrependeram-se dos julgamentos que fizeram contra seus irmãos, e passaram a não mais julgar o comportamento dos outros.

Satanás, então, diz:

– O que a Senhora sua Mãe diz é verdade, sou obrigado a reconhecer. Mas, então, levarei para o inferno apenas um deles: o que não tinha sua vida de oração regular. Este não perdoou de todo o coração aos que o ofenderam; era negligente no que dizia respeito ao comportamento para a salvação da sua própria alma. Ele é meu! Vou levá-lo agora.

– O que a Senhora diz, minha Mãe? – perguntou Jesus.

– Meu Filho, Vós sois Deus e sabeis todas as coisas. Se me perguntais, não é porque não sabeis, mas é porque quereis que quem vier a saber desse julgamento saiba que sois misericordioso. Meu Filho! Quanto a esta pobre alma que, segundo o acusador, não perdoou de todo o coração, afirmo que perdoou, porque enquanto seu irmão perdoava com sentimento e razão, esta perdoava só pela razão, porque não tinha em si o sentimento. Não que não o quisesse ter! Ele queria ter. Mas estava muito atrasado no seu processo de conversão. O outro motivo é que meu Filho dá sabedoria e graças em graus diferentes para as pessoas. Não é verdade, meu Filho, que a este Vós mesmo destes menos graças do que a seu irmão?

– Sim, Mãe, é verdade. Assim fiz pela minha onisciência, porque se tivesse lhe dado muitas graças, ele teria se condenado por negligenciá-las.

– Então, meu Filho, testemunho que ele se esforçou como pode para ser fiel às graças que recebeu. Ele não poderia fazer muito, nem ter muita sabedoria, porque as graças que lhe foram dadas foram somente as necessárias para ele não se condenar.

Satanás insiste:

– Eu o acuso de ter sido um tormento na vida das pessoas.

– Meu Filho! Os problemas que ele causou aos outros não foram de propósito. Era seu entendimento que, sendo muito curto, o fazia interpretar de modo equivocado as conversas; o que ouvia; e assim cometer erros, quando sua única intenção era a de acertar. Por outro lado, meu Jesus, ele foi, com seus erros não propositais, motivo de santificação para as pessoas que tiveram de ser pacientes com ele; tiveram de perdoá-lo muitas vezes por amor a Ti, o Salvador.

A cada palavra de Nossa Senhora em defesa desta alma, Satanás e seus demônios iam ficando desesperados, sentindo que não iriam conseguir ganhar da argumentação de Nossa Senhora em favor daquelas almas. O acusador diz:

– Não é justo o que está acontecendo aqui. Tua Palavra diz que os homens devem ser julgados por suas obras. “O Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai com seus anjos, e então recompensará a cada um segundo suas obras”. (Mt 16,27) Pelas obras de suas almas, estes homens devem ser condenados.

– Meu Filho! Em vida, eles viveram se arrependendo de seus pecados. Quantas vezes os confessaram a Vós? Quantas vezes foram ao confessionário? Quantas vezes oraram, pedindo perdão, misericórdia, salvação? Meu Filho! Quero fazer-Vos umas perguntas.

– Sim, Mãe Santíssima! Perguntai-me!

– Meu filho, quem disse: “se perdoardes, sereis perdoados”?

– Fui Eu, Mãe.

– Filho! Quem disse: “não julgueis e não sereis julgados”?

– Fui Eu, Mãe.

– Filho amado! Quem disse: “não condeneis, e não sereis condenados”?

– Fui eu, Mãe.

– Filho que tudo sabeis e vedes! Dizei-me! Em vida, estas duas almas perdoaram a todos os que as ofenderam?

– Sim, Mãe, perdoaram.

– Filho! Em vida, estas duas almas julgaram e condenaram os outros?

– Não, Mãe.

– Filho! Se, em vida, esta alma e também aquela outra perdoaram a todos os que as ofenderam; não julgaram nem condenaram seus irmãos; então estes meus filhos praticaram Vossa Palavra?

– Sim, Mãe.

– Se praticaram Vossa Palavra, qual é o destino deles? Salvação ou condenação?

– Salvação, Mãe.

– Tenho mais coisas a dizer em favor deles.

– Dizei, minha doce e Santa Mãe.

– O primeiro rezava com amor e fé o Santo Rosário todos os dias; o segundo, às vezes falhava, mas sempre recomeçava, até que, durante os 12 anos que antecederam a sua morte, ele perseverou em rezar todos os dias. Meu Filho, com Vossa graça e permissão, eu prometi salvar todos os que rezassem o meu Rosário todos os dias.

Neste momento, Satanás pediu para ir ao inferno. A permissão foi dada. No inferno, o acusador nervoso, irado, gritando de raiva, andando de um lado para outro, esmurrando as paredes do inferno, diz aos condenados que sofrem nas chamas infernais:

– Eu já tinha perdido, e a Mulher Vestida de Sol, sem piedade de nós, começou a falar do Rosário, essa arma maldita que Deus e ela deram aos católicos! Cada Ave Maria que rezam, é um tiro em nossa cabeça. Cada vez que é rezado, diminui nosso poder na terra; diminui nosso poder sobre os países e seus governantes; faz gerar conversões; liberta as pessoas que estão em nossas prisões mentais!

Um demônio alto se aproxima e diz a Satanás:

– Príncipe das Trevas, não diga mais nada. Quem algum dia souber dessa história, vai querer usar o rosário contra nós.

– Eu não queria dizer! A força da Mulher Vestida de Sol me obrigou.

O tempo para o acusador terminou. Ele é obrigado a voltar à sala do julgamento. Enfurecido com a Virgem Maria, que sempre lhe faz sair derrotado do Tribunal Divino, Satanás diz:

– Já que eles não irão para o inferno, então, devido aos seus pecados, são merecedores de sofrerem no Purgatório até o fim dos tempos.

Os Anjos da Guarda das duas almas lhes dizem para ficarem de pé diante de Jesus. Jesus olha para uma delas e lhe pergunta:

– O que me dizes do que ouviste da acusação do acusador e da defesa de minha Mãe e também tua Mãe? O que tu queres?

A alma, que em vida rezou menos Rosários, disse:

– Senhor! Escutei de Vós que serei salvo. Quero agradecer a intercessão de Nossa Senhora. Por favor, deixai-me por pouco tempo no Purgatório.

Jesus olha para o Anjo da Guarda dessa alma e dá permissão para ele levá-la para a purificação no Purgatório. O outro Anjo da Guarda diz à alma que sempre protegeu na vida na terra, para ficar de pé, de frente para Jesus. Jesus lhe pergunta:

– O que tu me dizes do que ouviste da acusação do acusador e da defesa de minha Mãe e também tua Mãe? O que tu queres?

– Senhor Jesus, meu Deus, Senhor e Salvador! Em vida, na terra, muitas vezes orei a Vós, pedindo perdão, libertação de meus pecados, misericórdia, salvação, e que no dia de minha morte, por causa de Vossa eterna e incompreensível bondade, mesmo eu não sendo digno, Vós me levasseis direto para o Céu.

Disse a Vós muitas vezes que sabia que, devido aos meus pecados, eu não era digno de receber tanta misericórdia, mas, assim mesmo, levasseis-me para Vós, imediatamente após a minha morte, para eu já estar Convosco por toda a eternidade.

Continuo com esse desejo e essa oração. O que Vos pedia na terra, peço-Vos aqui no meu julgamento. Não queria ir para o Purgatório, já quero ir para o Céu. Não me julgueis, perdoai-me e me unais a Vós para todo o sempre, por favor, meu Jesus. Meu Salvador! Vós sois Deus e podeis fazer tudo o que quiserdes.

Deus Pai, Criador de todas as coisas, eu Vos peço, no Nome de Jesus, que já me deixeis entrar no Céu. Jesus, Filho do Deus vivo, posso dizer o motivo desse pedido, que parece um desaforo?

– Pode.

– Olhai minha alma, meu Senhor! O único motivo, meu Salvador, é que sempre Vos amei; é que Vos amo, e sempre Vos amarei.

Jesus olha essa alma, olha para Sua Mãe, olha para a alma mais uma vez. A alma não deixa de olhá-lo. Jesus lhe diz:

– Não tenho como recusar teu pedido de amor. Irei a ti; unir-me-ei a ti; esconder-te-ei em Mim, e entrarás no Céu; porque eu sou Deus e não posso ser questionado.

Houve um grande clarão. A alma que ia com seu Anjo da Guarda para o Purgatório, viu o clarão e perguntou a seu Anjo:

– Que luz foi essa?

– Foi a alma de teu amigo, entrando no Céu com Jesus.

– Mas ele não tinha que primeiro se purificar no Purgatório?

– Tinha.

– Então, como foi direto para o Céu?

– Jesus perguntou a ele o que ele queria. Ele disse que queria ir logo para o Céu.

– Mas ele não tinha de se purificar primeiro no Purgatório, como eu estou indo, para depois ir para o Céu?

– O Senhor Jesus pode fazer tudo o que quer, como quer, no momento que quer, seja na terra ou no Céu. Nunca lestes na Escritura: “Bem-aventurado o homem ao qual o Senhor não imputou o seu pecado (Sl 31,1s)”. (Rm 4,8) “E tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei, para que o Pai seja glorificado no Filho”. (Jo 14,13)


Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos a todos.
J.V.

13 comentários sobre “A vida de duas pessoas depois da morte

  1. Meu Deus! Que formação extraordinária! Quão imensa é a misericórdia de Deus! Mãe vi no lugar daquela alma que mesmo se sentindo indigno, confiou no poder e misericórdia de Deus que TUDO PODE e ninguém pode contesta-Lo e pediu para ir para o Céu. Nossa… me tocou profundamente, impossível não chorar, impossível não derramar lágrimas de emoção diante de um Deus tão grande e eu tão miserável pecadora. 😭 Maior é Deus, Mario é Deus 🙏🏻 Salva-me por Vossa misericórdia.
    Bendito seja Deus, Nossa Mãe Maria Santíssima e o Glorioso São José!

  2. Deus Pai, no nome de Jesus, quando eu morrer, mesmo que eu não seja digno, mesmo que eu não mereça, levai-me direto para o Céu, para viver convosco por toda eternidade! Eu vos amo! Não posso viver um segundo longe de vós! Deus Pai no nome de Jesus Levai também meu marido, meus filhos, toda minha família sanguínea e vocacional!!!! No nome de Jesus!!!

    Bendito seja o Deus das Palavras Fiéis!!!!

  3. Louvado seja Deus por essa grande Graça de Deus através dessa meditação!

    Peço-vós Jesus por tamanha Graça no momento de minha morte, apagai todos os meus pecados, anulai todas as minhas culpas, Lavai minha alma com o sangue de meu Salvador! Muito obrigado Vocação de Jesus!!!!

  4. Ao lê essa história me pareceu tão real,cada palavra foi bem no íntimo do meu coração,me senti como se fosse uma dessas almas.Parecia vê Jesus em sua infinita misericórdia e nossa Senhora lutando por minha alma.
    Me senti tão cheia de amor por Deus e nossa Senhora que não tive como conter as lágrimas durante toda a leitura.
    Foi algo sobrenatural poder sentir o amor de Deus e o amor de nossa Senhora por uma alma .
    Deus seja louvado e nos dê a graça de receber a salvação eterna.

  5. Louvado seja Deus por cada inspiração através dessas formações que ensinam nossas almas e corações a confiar no amor infinito de Jesus.
    Deus é Deus, tudo Ele pode fazer. Confiemos no Seu amor.

    Eu quero o Céu❤❤❤❤❤❤

  6. Deus seja louvado por essa formação que com certeza nós leva a meditarmos sobre nossas vidas que o Senhor Jesus nos dê a graça de vivermos amando com todo nosso coração com todo nosso entendimento e nossa alma. Que nossa mãe Maria Santíssima interceda por nós. 🙏

  7. Bendito seja Deus por essa formação simples em forma de história que muita vezes é melhor compreensível de entender de forma simples o que Deus quer de nós, um coração manso e humilde que viva Aqui na terra, recolhido em oração aguardando e suplicando cotidianamente a misericórdia de Deus 🙏 por intermediário da nossa querida advogada nossa, rainha do céu 🙏

  8. Mais uma meditação, pra repensarmos. Pois seremos julgados meditarmos como Deus nos mostra como fazer nos mínimos detalhes pois Deus é maior e sabe tudo.obg,Senhor por ser,nosso Deus de amor e misericórdia. 🙏🙏🙏🙏

  9. Senhor por mais que desejarmos fazer algo.Deus é quem determina e Não questionemos pois Deus é maior,e tudo faz certo na hora dele.obg meu Deus por essa meditação.

Escreva seu comentário