O Anticristo está conseguindo fazer na terra, na Igreja Católica Apostólica que Jesus fundou em Pedro, o que ele já tinha tentado muitas vezes, mas nunca tinha conseguido: afastar as pessoas da Igreja. Controlando as autoridades políticas que governam o mundo e outras autoridades religiosas dentro da Igreja, ele está usando a desculpa da pandemia para impedir a frequência do povo católico nos Sacramentos. Seu objetivo é suprimir totalmente todos os Sacramentos, principalmente a Eucaristia.

Não sei se o padre da sua paróquia falou o que eu escutei na Missa de sábado e domingo, 16 e 17 de janeiro de 2021. Não vou dizer o nome do padre para evitar que ele seja perseguido por seus superiores. No domingo, ele repetiu o que falou no sábado, pois havia outras pessoas presentes na igreja.

O padre disse que os sacerdotes tinham recebido ordens de diminuir para dois minutos, máximo de cinco minutos, o tempo da homilia. Ordens para serem mais rigorosos quanto ao distanciamento e uso de máscara; para que fechassem a igreja quando o número permitido de pessoas tivesse entrado; para que não haja coroinhas, acólitos, ministério de música. Relatou ainda que foram orientados a convencer o povo sobre o perigo da pandemia; convencê-los de que todos deveriam se vacinar, de que podiam assistir à Missa pela TV, Internet; e de que iria haver uma reunião para ver como ficariam os Sacramentos de Matrimônio, Batismo, Primeira Eucaristia e Crisma. Falou também que as visitas para levar a Unção dos Enfermos aos doentes estavam suspensas; que padres acima de 55 anos não podiam atender confissões; que os outros padres teriam que diminuir o número de confissões para evitar contaminação. 

Este mesmo padre disse que os padres e os leigos fiéis à Igreja podem discordar com inteligência, humildade, em paz, educadamente dos bispos e do Papa em questões de ciência, ecologia, agricultura, propriedade particular, liberdade, privacidade e política. Ressaltou que só é pecado discordar destas autoridades da Igreja em assuntos relacionados à moral e à fé (caso os mesmos estejam agindo de acordo com a doutrina da Igreja).

Pediu ainda que oremos pela Igreja, que oremos pelos padres e bispos, pois está havendo uma divisão dentro de nossa Igreja: padres contra padres, bispos contra bispos. E que, diante dessa situação, mantenhamos fidelidade à Igreja e não nos afastemos dela. Que oremos por todos eles, bispos e padres, e mantenhamos a nossa fé!

Devido ao que está se passando no mundo desde o ano de 2020 até o início de 2021, as pessoas estão divididas entre as que estão:
Com INDIFERENÇA;
Com MEDO E PREOCUPAÇÃO;
Com CONFIANÇA E FÉ EM DEUS.


QUANTO AOS INDIFERENTES:

Os indiferentes à situação estão cada qual vivendo a sua vida como querem viver, sem dedicar o necessário tempo para oração, jejum, penitência, reparação dos pecados em busca de sua salvação. O espírito que atua no mundo está conseguindo fazer as pessoas, entre elas, milhões de boas pessoas, fazerem o que gostam de fazer, sem perguntar a Deus se o que fazem pode impedir a salvação; se no que estão ocupadas, porque consideram necessário se ocuparem, podem perder a salvação.

As pessoas estão cegas pelo que o mundo está mostrando de bom no presente e de “prosperidade” para o futuro; vivendo, assim, do que os olhos veem, do que quer a sua humanidade, do que entendem com sua racionalidade em desprezo da fé. Muitos não entendem, outros deixaram de crer, outros esqueceram que “andamos na fé e não na visão” (2Cor 5,7), que devemos sustentar “o bom combate, com fidelidade e boa consciência, que alguns desprezaram e naufragaram na fé.” (1 Tm 1, 18-19)

Há apenas alguns anos, milhões de pessoas, que desejavam a salvação eterna, seguiam o exemplo dos profetas, dos santos, e buscavam a Deus em sua Palavra. Meditavam na Palavra de Deus para Nela encontrar a salvação; tinham o santo hábito de se sondarem, fazendo mais de uma vez por dia o exame de consciência, investigando dentro de si se estavam em risco de perder a salvação. Tinham o objetivo de não viverem sob o risco de se condenar. As pessoas meditavam na Palavra de Deus para saber o que Deus dizia sobre como cada pessoa poderia se salvar. São Pedro disse que “esta salvação tem sido o objeto das investigações e das meditações dos profetas que proferiram oráculos sobre a graça que vos era destinada”. (1Pd 1,10)

Estamos, porém, vivendo um momento de trevas sobre a Terra. Milhões de pessoas não se preocupam mais com sua salvação eterna. Poucas pessoas acreditam que existe inferno e condenação, e assim estão insensíveis a seu destino eterno.

A indiferença das pessoas que não irão se salvar é também profético; quer dizer, foi profetizado por Jesus Cristo, nosso Deus, Senhor e Salvador: “Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.” (Mt 24, 37-39)

São Mateus diz: “levou”.

São Lucas diz: “matou”: “Veio o dilúvio e matou a todos”. (Lc 17,27)

“Como ocorreu nos dias de Noé, acontecerá do mesmo modo nos dias do Filho do Homem”

(Lc 17, 26)

“Também do mesmo modo como aconteceu nos dias de Lot. Os homens festejavam, compravam e vendiam, plantavam e edificavam”

(Lc 17, 28)

“NOS ÚLTIMOS DIAS HAVERÁ um período difícil. OS HOMENS SE TORNARÃO egoístas, avarentos, fanfarrões, soberbos, rebeldes aos pais, ingratos, malvados, DESALMADOS, desleais, caluniadores, devassos, cruéis, inimigos dos bons, traidores, insolentes, cegos de orgulho, AMIGOS DOS PRAZERES E NÃO DE DEUS, ostentarão a APARÊNCIA DE PIEDADE, mas desdenharão a realidade.”

(II Tm 3, 1-5)

TODAS AS PESSOAS ATUALMENTE INDIFERENTES À PALAVRA DE DEUS IRÃO SE CONDENAR?
Não. Muita gente indiferente hoje pode ser obediente e grande santo amanhã. Somente os que permanecerem indiferentes até o fim da vida, ou os que morrerem a qualquer momento nessa cegueira, poderão se condenar ao inferno eterno. Os outros que poderão se condenar são os que, pela fé, estão perseverando nos caminhos de Deus, mas perdendo a fé, deixam de perseverar conforme a vontade de Deus. 

Medite na atitude dos dois irmãos. Jesus disse:

“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse-lhe:
– Meu filho, vai trabalhar hoje na vinha.
Respondeu ele:
– Não quero. – Mas, em seguida, tocado de arrependimento, foi.
Dirigindo-se depois ao outro, disse-lhe a mesma coisa. O filho respondeu:
– Sim, pai! – Mas não foi. 
Qual dos dois fez a vontade do pai?
O primeiro, responderam-lhe. E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo: os publicanos e as meretrizes vos precedem no Reino de Deus!”

(Mt 21, 28-31)

QUEM ERAM OS HOMENS QUE “NADA SABIAM” A RESPEITO DO CASTIGO DE DEUS SOBRE O MUNDO?
Os ‘homens que nada sabiam’ eram todos os que estavam indiferentes às responsabilidades pessoais e comunitárias do dever de cada pessoa em procurar salvar sua alma pela busca de Deus, vida de fé, oração, jejum, penitência, silêncio, reparação dos pecados, obediência aos Mandamentos, frequência nos Sacramentos da santa Igreja Católica Apostólica, que Jesus fundou em Pedro.

Quem são os homens QUE NADA SABEM DO QUE ESTÁ PRESTES A ACONTECER no mundo de nossa época?
São todos os que estão indiferentes às responsabilidades pessoais e comunitárias do dever de cada pessoa em procurar salvar sua alma pela busca de Deus, vida de fé, oração, jejum, penitência, silêncio, reparação dos pecados, obediência aos Mandamentos, frequência nos Sacramentos da santa Igreja Católica Apostólica, que Jesus fundou em Pedro.

São os homens que não valorizam as seguintes Palavras de Jesus: “Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer, e de vos apresentar de pé diante do Filho do Homem”. (Lc 21,36)


QUANTO AOS QUE ESTÃO COM MEDO E PREOCUPAÇÃO

As pessoas que estão com medo e preocupadas em relação ao que pode acontecer se estes forem os fins dos tempos, o melhor e certo a fazer é pedir a Deus que lhes liberte dessas duas negatividades, pois se humanamente uma pessoa aceitar dentro de si medo e preocupação, os demônios tiram proveito para fazer a pessoa se sentir oprimida por uma ansiedade angustiante. Há pessoas que ficam tendo pesadelos; outras, insônias; outras, um ardor ruim no peito ou estômago, dificuldade de respirar, tremor muscular, ausência de fome ou muita fome etc.

Com confiança no amor, na bondade e na misericórdia de Deus, quem assim se encontra deve pedir perdão a Deus pela pouca fé e confiança Nele. Deve pedir que Ele aumente a sua fé e confiança. 

Oferte a Deus orações, jejuns, leitura da Bíblia e da vida dos santos, sacrifícios e esmolas para a maior glória de Deus, a salvação das almas e a libertação das almas do Purgatório.

Se você estiver com pouca fé e confiança ou com ansiedade angustiante, use como arma espiritual a leitura dos capítulos 11 e 12 do Livro de Hebreus, que fala sobre a fé. Use essa arma todos os dias, até se ver livre dessa opressão dentro e fora de você.

JESUS CENSUROU OS APÓSTOLOS POR POUCA FÉ.

“E Jesus perguntou: Por que este medo, gente de pouca fé? Então, levantando-se, deu ordens aos ventos e ao mar, e fez-se uma grande calmaria”

(Mt 8, 26)

Aceite a censura de Jesus se Ele disser que você tem pouca fé porque você está vivendo um momento de tentação de pouca fé. Jesus censurou os Apóstolos, mas, em seguida, protegeu-os da fúria dos ventos e do mar; protegeu-os do que atacava a fé deles. Da mesma forma, no tempo certo, que só Ele conhece, Jesus ordenará que sua tentação se afaste de você. Continue buscando por Ele com a fé que tem, mesmo que você a considere muito pequena. Acredite: sua menor fé, orando a Deus, pedindo maior fé, é muito agradável a Deus, e útil a você tal comportamento.

JESUS SABE QUAL É O TAMANHO DE SUA FÉ

Ele sabe que você quer ter mais fé, por isso O está procurando e pedindo por essa graça. Sendo assim, sem se condenar, mas reconhecendo sua falha, “com o olhar fixo no autor e consumador de nossa fé, Jesus” (Hb 12,1), continue pedindo que Ele aumente sua fé. 

ENTENDA BEM: Nenhum de nós pode dar a si mesmo ou aos outros a fé. Nenhum de nós pode aumentar em si mesmo a fé. Nenhum de nós é o autor e consumador da fé. O único autor e consumador da fé é o Filho de Deus: seu nome é Jesus! Diante dEle se dobra todo joelho na Terra e no Céu. Diante deste Nome, fogem todos os demônios e o inferno congela.

PEDRO TEVE FÉ E TAMBÉM FRAQUEJOU NA FÉ

Se aconteceu com um homem superior a nós, imagine conosco!!!

Não imaginemos para nos inferiorizarmos no acovardamento com auto-acusação ou autocomiseração, mas para crermos na misericórdia de Deus: assim como Jesus veio em auxílio de Pedro, também virá em nosso auxílio sempre que precisarmos, não somente algumas vezes.

Lembre-se de que Pedro andou tranquilamente sobre as águas ao encontro de Jesus.

Pedro olhava para Jesus e andava sobre as águas naturalmente, como se andasse sobre a terra.

Pedro estava feliz, cheio de fé e confiança, pois olhava para Jesus.

Pedro não afundava, pois olhava para Jesus.

Pedro não entendia como era possível andar sobre as águas, pois olhava para Jesus. Não era o ‘entender como Deus faz o milagre’ que fazia Pedro andar sobre as águas, era seu olhar para Jesus, seu desejo de ir até Jesus, que o fazia realizar o impossível. 

Mas o vento soprou forte, agitou as águas, e Pedro sentiu o vento forte e as águas agitadas. Ao sentir, deixou de olhar para Jesus um instante muito rápido, para focar nos ventos e nas águas agitadas. Mas esse instante, que parecia insignificante, em que Pedro tirou seu olhar de Jesus, não era insignificante. Bastou esse brevíssimo instante, em que Pedro deixou de olhar para o real Jesus e olhou para a realidade do vento forte e das águas agitadas, para que Pedro começasse a afundar. Ele estava diante de duas realidades, uma maior do que a outra. A maior realidade era Jesus, Senhor e Deus, que estava diante de Pedro. A outra eram os ventos e as águas agitadas. Pedro era homem. O homem tem fé e alternâncias na fé, na paz, na alegria, no ânimo, no que quer e no que não quer. Assim é o homem. Um dia o homem está forte no corpo e na mente, um forte exemplo para os outros; em outro dia, o homem está doente no corpo ou na mente.

Nenhum homem quer gripar, ficar tuberculoso. Ninguém quer adoecer, mas ninguém pode evitar algumas doenças. Se a doença chega, ora-se, pedindo a cura, e se vai ao médico. Da mesma forma, ninguém pode evitar algumas tentações, tem-se de resistir a elas.

Não nos desesperemos por causa de nossas misérias, nem nos entreguemos a elas. Tentemos nos livrar delas. Nosso Salvador nos ajuda sempre. Deus sabe que a natureza humana está corrompida por causa do pecado. Por isso, Deus tem paciência e age com amor e misericórdia para com o ser humano.

NÃO AFUNDEMOS EM NOSSAS MISÉRIAS

Pedro estava se afundando, mas afundando, não pensou em si, pensou em Jesus, gritou por Jesus. Jesus estendeu a mão, segurou Pedro rapidamente e caminhou com ele até a barca. O vento continuava forte e as águas agitadas, mas Pedro não estava afundando mais porque estava andando com Jesus, porque Jesus andava com ele segurando a sua mão.

Pedro sentia o vento frio soprando sobre ele.

Pedro escutava os assovios dos ventos.

Pedro via e sentia as águas agitadas molhando suas roupas.

Pedro escutava a reverberação das ondas.

Apesar de Pedro sentir em seu corpo a força do vento e das águas agitadas que era de causar calafrios, Pedro estava tranquilo, pois andava sobre as águas com Jesus.

Jesus permitiu que o vento e as águas permanecessem agitados até que Ele e Pedro subissem na barca. Ao subirem, imediatamente o vento e as águas cessaram sua fúria.

Podemos ficar tranquilos e fazer o impossível, se, olhando para Jesus, formos ao seu encontro e depois em seu seguimento. Podemos andar em segurança, mesmo se estivermos ameaçados de perigos de todos os lados, se Jesus nos conduz, se Jesus anda conosco. Se andamos com Jesus, nada há a temer.

VOU LHE FAZER UM PEDIDO!

Leia MT 14, 25-32, que acrescentei aqui para você. Depois escreva, em algum lugar reservado, o que você meditou dessa santa leitura. Pode ser em uma folha de papel para você guardar dentro de sua Bíblia. Não escreva com a gramática eloquente; não procure palavras bonitas; escreva com a fé e o sentimento de seu amor a Deus.

“Pela quarta vigília da noite, Jesus veio a eles, caminhando sobre o mar.
Quando os discípulos o perceberam caminhando sobre as águas, ficaram com medo:
– É um fantasma!
Disseram eles, soltando gritos de terror. Mas Jesus logo lhes disse:
– Tranquilizai-vos, sou eu. Não tenhais medo!
Pedro tomou a palavra e falou:
– Senhor, se és tu, manda-me ir sobre as águas até junto de ti!
Ele disse-lhe:
– Vem! – Pedro saiu da barca e caminhava sobre as águas ao encontro de Jesus.
Mas, redobrando a violência do vento, teve medo e, começando a afundar, gritou:
– Senhor, salva-me!
No mesmo instante, Jesus estendeu-lhe a mão, segurou-o e lhe disse:
– Homem de pouca fé, por que duvidaste?
Apenas tinham subido para a barca, o vento cessou.”

(Mt 14, 25-32)

QUANTO ÀS PESSOAS QUE ESTÃO CHEIAS DE CONFIANÇA E FÉ EM DEUS

As pessoas que estão cheias de confiança e fé em Deus, assim estão porque Deus é bom, não porque elas são boas. Ninguém é bom como Deus é. 

“Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou:
– Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?
Disse-lhe Jesus:
– Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”

(Mt 19, 16-17)

Sabendo, então, que Deus é bom, procuremos ser gratos a Ele por todo o bem que Ele nos faz. Um dos bens que Deus nos faz é provar a nossa fé. A prova de nossa “fé produz a paciência”. (Tg 1,3) A paciência é mais do que sinal de confiança em Deus, é consequência. A impaciência é mais do que sinal de desconfiança e falta de fé em Deus, é consequência de quem não aceita perseverar se for provado.

Temos necessidade de sermos pacientes. Precisamos que a paciência cresça dentro de nós, pois o homem impaciente facilmente se enfurece, se deixa tomar pela cólera; por qualquer coisa que lhe contradiga já fica furioso. A Palavra de Deus diz que “O homem iracundo excita questões, mas o paciente apazigua as disputas”. (Pr 15,18) O homem irado incita perturbações dentro dele e entre as pessoas, o homem paciente sabe se apaziguar interiormente e construir a paz entre as pessoas, porque sabe como ministrar sobre si e sobre os outros a paz de Deus, que não é a paz do mundo. “Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize!” (Jo 14,27)

Quem, por amor ao Senhor, aceita a provação que quer tirar a paciência, levar ao desânimo, ao medo e às preocupações, e continua perseverando, está em unidade com Deus, mesmo que ainda sinta a tentação. Está em unidade por causa de sua postura perseverante, apesar da provação.

A paz de Jesus é um dom que nos torna capazes de suportarmos contrariedades, contratempos, sofrimentos, com paciência, resignação, sensatez, sabedoria, por amor a Deus. Faz com que façamos a situação, que parece estar contra nós, concorrer para a maior glória de Deus, a salvação das almas, a libertação das almas do Purgatório e a nossa felicidade interior.

A paz de Jesus nos mergulha em sua paciência, envolvendo-nos na eternidade de Deus, a ponto de as demoras do tempo não nos inquietarem mais; não serem uma demora do que pedimos e ainda não recebemos, mas uma vontade divina. Assim, nos sentindo dentro da vontade de Deus, nos sentimos gratos, firmes, seguros, protegidos, abençoados e muito amados.

A paz de Jesus fortalece a perseverança. A perseverança por amor a Deus faz a pessoa ficar cheia de fé e confiança em Deus. Diz o Apóstolo Paulo: “vos é necessária a perseverança para fazerdes a vontade de Deus e alcançardes os bens prometidos.” (Hb 10, 36). Quais são os bens prometidos? São muitos, sendo o maior e mais importante, o próprio Deus. Se Deus nos tem, e nós O temos, estamos cheios não somente de fé e confiança, mas de felicidade celestial ainda na terra.

Quanto mais amamos a Deus pelo que Ele é, mais felizes somos. Se O amamos sem interesses no que Ele pode nos dar e fazer por nós; mais sinceros estamos sendo com Ele e conosco mesmos; mais cheios de amor, fé, confiança e felicidade ficamos.

COMO AMAR A DEUS POR ELE MESMO?

Veja um exemplo de uma pessoa não cristã: uma muçulmana que morreu no ano 801; que não conhecia o Deus verdadeiro, mas tinha uma consciência sincera. Seu nome era Hadrate Bibi Rabia de Baçorá, mais conhecida como Rabia de Baçorá. 

Um dia, em sua oração, disse a Alá (o deus muçulmano):   

“Alá! Se eu te adorar por medo do inferno, queima-me no inferno; se eu te adorar pelo paraíso, exclua-me do paraíso; mas se eu te adorar pelo que tu és, não esconda de mim a tua face!” (Rabia de Baçorá, 714 – 718 d.C.)

E nós, que conhecemos o Deus verdadeiro, somos capazes de dizer a Jesus, de todo o coração, o que Rabia disse a Alá, o deus dela? Pergunte a você mesmo se você é capaz de dizer a Jesus:

“Jesus! Se eu te adorar por medo do inferno, queima-me no inferno. Se eu te adorar pelo Paraíso, exclua-me do paraíso. Mas se eu te adorar pelo que Tu és, não esconda de mim a Tua face!!!”

AS OBRAS DE DEUS

Se nosso interesse no Senhor é somente Ele, então nossa fé e confiança em Jesus é inabalável; é aquela fé que nos faz praticar as obras de Deus. 

Perguntaram a Jesus:

– “Que faremos para praticar as obras de Deus?
Respondeu-lhes Jesus:
– A obra de Deus é esta: que creiais naquele que ele enviou.”

(Jo 6, 28-29)

Quem de nós iria saber que praticar as obras de Deus seria crer em seu Filho Jesus, se o próprio Jesus não fizesse essa afirmação? Crer em Jesus é praticar as obras de Deus, praticar as obras de Deus é crer em Jesus.

TEM MAIS! ALGO IMPRESSIONANTE ACONTECE SE CREMOS:

Se cremos, somos guardados pelo poder de Deus por causa de nossa fé. 

É bom repetir:

Se cremos, somos GUARDADOS PELO PODER DE DEUS por causa de nossa fé.  

Se somos guardados pelo poder de Deus, ninguém está mais protegido do que nós.

SE DEUS NOS GUARDA EM SEU PODER, ELE TEM UM OBJETIVO.

Quem nos revela esse objetivo divino é São Pedro: “sois guardados pelo poder de Deus, por causa da vossa fé, PARA A SALVAÇÃO que está pronta para se manifestar nos últimos tempos.” (1 Pd 1, 5)

SALVAÇÃO DE QUEM?
A nossa.

Essa revelação é maravilhosa. É ou não é?

Só não é para quem não quer ser salvo; para quem não tem o mínimo de entendimento do que é a salvação que Jesus veio realizar Nele mesmo.

Deus do Céu!!! Entender que Jesus veio realizar a nossa salvação Nele mesmo já acelera nosso coração e respiração, arrepia nossos pêlos, o estômago esquenta, lágrimas brotam.

TEM MAIS!!!

São Pedro, o primeiro Papa da Igreja que Jesus fundou, continua, dizendo:

“É ISTO O QUE CONSTITUI A VOSSA ALEGRIA, apesar das aflições passageiras a vos serem causadas ainda por diversas provações, para que a prova a que é submetida a vossa fé (mais preciosa que o ouro perecível, o qual, entretanto, não deixamos de provar ao fogo) redunde para vosso louvor, para vossa honra e para vossa glória, quando Jesus Cristo se manifestar.

Este Jesus, vós o amais, sem o terdes visto; credes nele, sem o verdes ainda, e isto é para vós a fonte de uma alegria inefável e gloriosa, porque vós estais certos de obter, como preço de vossa fé, a salvação de vossas almas.

Esta SALVAÇÃO tem sido o OBJETO DAS INVESTIGAÇÕES e das meditações dos profetas que proferiram oráculos sobre a graça que vos era destinada. Eles investigaram a época e as circunstâncias indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava e que profetizava os sofrimentos do mesmo Cristo e as glórias que os deviam seguir.

Foi-lhes revelado que propunham não para si mesmos, senão para vós, estas revelações que agora vos têm sido anunciadas por aqueles que vos pregaram o Evangelho da parte do Espírito Santo enviado do Céu. Revelações estas que os próprios anjos desejam contemplar.

Cingi, portanto, os rins do vosso espírito, sede sóbrios e COLOCAI TODA VOSSA ESPERANÇA na graça que vos será dada no dia em que Jesus Cristo aparecer. À maneira de filhos obedientes, já não vos amoldeis aos desejos que tínheis antes, no tempo da vossa ignorância.

A exemplo da santidade daquele que vos chamou, sede também vós, santos em todas as vossas ações, pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo (Lv 11,44). Se invocais como Pai aquele que, sem distinção de pessoas, julga cada um segundo as suas obras, VIVEI COM TEMOR durante o tempo da vossa peregrinação. Porque vós sabeis que não é por bens perecíveis, como a prata e o ouro, que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver, recebida por tradição de vossos pais, mas pelo precioso sangue de Cristo, o Cordeiro Imaculado e sem defeito algum, aquele que foi predestinado antes da criação do mundo e que nos últimos tempos foi manifestado por amor de vós.

Por Ele tendes fé em Deus, que o ressuscitou dos mortos e glorificou, a fim de que vossa FÉ E VOSSA ESPERANÇA SE FIXEM EM DEUS. Em obediência à verdade, tendes purificado as vossas almas para praticardes um amor fraterno sincero. Amai-vos, pois, uns aos outros, ardentemente e do fundo do coração.

Pois fostes regenerados não duma semente corruptível, mas pela Palavra de Deus, semente incorruptível, viva e eterna. Porque toda carne é como a erva, e toda a sua glória como a flor da erva. Seca-se a erva e cai a flor, mas a palavra do Senhor permanece eternamente (Is 40,6s). Ora, esta palavra é a que vos foi anunciada pelo Evangelho”. (1Pd 1, 6-24)

(I Pd 1, 6-24)

Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos a todos.
J.V.

Assista o que Dom Adair José Guimarães fala sobre como o Estado quer se colocar no lugar de Deus e mostra onde está a mentira e a verdade:

15 comentários

  1. Dai-me Senhor a graça de não buscar somente o inferno e nem somente o Céu, mais que sobre tudo, eu busque e ame a Deus de todo meu coração.🙏🏻
    Obrigada vocação de Jesus 😍

  2. A misericórdia de Deus é infinita, sempre nos falando através de seus escolhidos. Obrigado amado Deus, livra-nos de tudo que não vem de ti.

  3. Bendito seja Deus por esta formação, ontem a tarde mesmo, fui buscar a confissão e procurei Igrejas que geralmente me confeço, mas, não tive êxito, algumas fechadas outras com redução de horário e consequentemente sem horários para agendamento é me veio está tristeza: Satanás está buscando nos privar ds sacramentos, porém como está formação de Deus nos diz: Nossa fé, é nos Deus vivo e por mais que homens inspirados por Satanás nos privem dos sacramentos, dos templos e até de nossas necessidades básicas, nada pode nos privar do nosso Deus. Que Deus nos dê uma fé inabalável nestes tempos e são em formações como esta que nossa fé é alimentada que possamos aproveitar esta grande graça que ainda temos.

  4. Meu senhor e Deus daí-me um coração cheio de fé e confiança em vós,que eu permaneça com um olhar fixo no teu olhar misericordioso… Louvado seja Deus para sempre.🙏

  5. Que pela graça de Deus perseveremos vocacionalmente com o nosso olhar fixo em JESUS, e como Pedro, caminhemos felizes, cheios de fé e confiança, na certeza de que olhando para JESUS, estamos seguros🙏.
    Que pela FÉ, busquemos incansavelmente praticar as OBRAS DE DEUS🙏.

  6. Como disse na meditação “Se nosso interesse no Senhor é somente Ele, então nossa fé e confiança em Jesus é inabalável; é aquela fé que nos faz praticar as obras de Deus.”

    Que Busquemos , todos dos dias de nossas vidas praticar as obras de Deus , através da nossa fé .

  7. 🎡 Deus abençoe, formação ótima . ⛲ O caminho 🎢 é esse mesmo, Jesus. Adorar a Deus por Amor e se Ajoelhar diante dele. 🇦🇨🇦🇩🇦🇪🇦🇫🇦🇴🇦🇲🇦🇱🇦🇮🇦🇬🇦🇽🇧🇫🇦🇼🇧🇪🇦🇺🇧🇩🇦🇹🇧🇧🇦🇸🇧🇦🇦🇷🇦🇿🇧🇲🇧🇱🇧🇯🇧🇮🇧🇭🇧🇬🇧🇳🇧🇴🇧🇶🇧🇷🇧🇸🇧🇹🇨🇨🇨🇦🇧🇿🇧🇿🇧🇾🇧🇼🇧🇻🇨🇩🇨🇫🇨🇬🇨🇬🇨🇭🇨🇮🇨🇮🇨🇰🇨🇰🇨🇷🇨🇷🇨🇵🇨🇴🇨🇳🇨🇲🇨🇱🇨🇱🇨🇿🇨🇾🇨🇽🇨🇼🇨🇼🇨🇻🇨🇺🇩🇴🇩🇲🇩🇰🇩🇯🇩🇬🇩🇪🇪🇭🇪🇭🇪🇬🇪🇪🇪🇨🇪🇦🇩🇿🇫🇯🇫🇮🇪🇺🇪🇹🇪🇸🇪🇷🇪🇷

  8. Graças a Deus por termos alguém que é a voz de Deus p nós esclarecer fazendo assim que nossas almas reflitam sobre a nossa conversão e salvação e principalmente como sermos gratos a buscarmos amar nosso Deus como sincero amor pelo que ele é p nos um pai amoroso mesmo qdo nos envia provações p nos corrigir e fortalecer na fé paciência diante dessas provações Obrigado meu Deus pela vida desse profeta perto de nós 🙏🙏🙏🙌🙌

  9. Que pela graça e misericórdia de Deus nos seja dada a fé e a confiança, uma decisão firme e segura e um olhar sempre fixo em Jesus.

    Obrigada por essa meditação de hoje, Deus é maravilhoso!

Escreva seu comentário