O QUE ESTÁ PRESTES A ACONTECER?

VOCAÇÃO DE JESUS!
Deus seja amado com todas as forças de nosso coração e de nossa alma.

20/09/2021

Antes de iniciar a leitura dessa meditação, aconselho você a se preparar interiormente através desse método de RECOLHIMENTO DIANTE DE DEUS.
https://vocacaodejesus.com/meditacao/recolhimento-diante-de-deus/

.Capítulo 01
O QUE ESTÁ PRESTES A ACONTECER? O ANIQUILAMENTO DE VÁRIAS NAÇÕES, OU O TRIUNFO DE NOSSA SENHORA?

Os homens maus estão no poder do mundo. Eles são ativos, não descansam nem se cansam de planejar e fazer o mal. Os homens bons não são tão ativos, descansam de planejar e fazer o bem. Jesus falou: “Com efeito, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz.” (Lc 16, 1-8). Mesmo assim, apesar da negligência dos homens bons, o bem vencerá sempre. Por quê? Porque todo bem vem de Deus, e Deus é invencível. O bem sempre vencerá, não porque o homem é capaz de algum bem, mas porque o bem provém de Deus.

O bem de Deus no homem, por menor que seja, sempre é maior do que o maior mal que possa existir. Porém, quando os homens bons deixam de orar, começam a esquecer de Deus e de seus Mandamentos; eles começam a se calar, a se omitir diante do mal; começam a perder a capacidade de se indignar com o pecado dentro e fora de si, e assim, o mal cresce nos corações; o mal cresce na Igreja; e, consequentemente, cresce na sociedade. Os inimigos de Deus, da religião e dos bons princípios criam força, promovem a corrupção moral, a destruição da cultura cristã; o povo sofre injustiças.

Os maus planejam como ocupar os homens de coisas boas e ruins, agenciam jogos e todos os tipos de distração, boas e ruins, com o objetivo de fazer as pessoas esquecerem que Deus existe, que deve ser amado em primeiro lugar. Sem perceber a armadilha, o povo cai nas alegrias e ilusões da vida, que é um caminho de perdição. Diante do pecado do povo, que trocou Deus pelas diversões, a natureza se revolta: secas, enchentes, terremotos, tsunamis, furacões, doenças, pestes, epidemias, guerras.

Em 1917, em Fátima, Portugal, Nossa Senhora previu a Primeira Guerra Mundial. Ela avisou que, se os homens não se convertessem, iria vir outra guerra pior. Os homens não se converteram. Duas décadas depois, eclodiu a Segunda Guerra Mundial.

Como está a vida dos homens de hoje? É uma vida convertida a Deus? 
Se sim, não há nada a temer.

Se os homens não estão convertidos, poderá vir uma Terceira Guerra Mundial ou algum outro tipo de castigo?
Se não houver conversão Nossa Senhora avisou que “várias nações serão aniquiladas”. Se isso acontecer, se coisas piores acontecerem, ainda temos esperança, pois ela prometeu: “Por fim o meu Imaculado Coração triunfará”.

O que temos de fazer diante do que pode acontecer, seja o aniquilamento de várias nações, seja o triunfo repentino de Nossa Senhora?

Temos que fazer de tudo para estarmos inseridos nos planos de Deus.

Como nos inserir?
Nossa Senhora pediu, desde 1917: oração; penitência – necessária à conversão; e, insistentemente, pediu a reza do Santo Rosário todos os dias.

QUANTO AO FUTURO!
É IMINENTE UMA NOVA ERA DE VIDA CRISTÃ?
Ou é iminente uma nova era com domínio do paganismo?

Estão surgindo a cada dia mais e mais profecias sobre o fim dos tempos. Há aqueles que dizem que o fim está próximo. Muitas pessoas estão se amedrontando.

O que fazer para tentar entender a questão sobre o fim dos tempos?
Penso que o útil a fazer é:

  • Buscar a Deus em oração;
  • Buscar a Deus na leitura e meditação de sua Palavra;
  • Buscar a Deus na pesquisa do que a Doutrina da Igreja Católica que Jesus fundou em Pedro diz;
  • Buscar a Deus, lendo o que católicos confiáveis escreveram sobre o assunto;
  • Buscar a Deus para crescer em amor, fé, confiança e esperança Nele.

O ser humano deve buscar a Deus, para não se afastar Dele, até o ponto que o inimigo de sua alma não se torne forte demais sobre sua vida.

BUSCAR A DEUS DE TODO O CORAÇÃO NOS DÁ SEGURANÇA DIANTE DE QUALQUER SITUAÇÃO QUE ESTEJA ACONTECENDO OU QUE AINDA ACONTECERÁ NA VIDA.

O mundo está passando por transformações que estão tornando difícil para todos nós, dessa geração, entendermos como será a vida em um futuro não tão distante. É certo, pelo que está acontecendo, que em dado momento, sobre o qual a humanidade não tem o controle, entraremos em um novo período do tempo criado por Deus.

É bom e tranquilizante para nós que cremos em Deus, sabermos que os demônios e os homens maus que os servem, por mais poderosos que sejam na terra (com dinheiro, influências sobre a cultura mundial, poder de governo, poder midiático e armas de destruição em massa), não podem fazer o que querem, pois Deus não renunciou o que lhe pertence.

O que pertence a Deus, que Ele não renuncia nunca?
Pertence a Deus a administração das circunstâncias no tempo da vida humana na terra. Deus é o Senhor do tempo.


.Capítulo 02
A ETERNIDADE EXISTIA, O TEMPO NÃO

“Pregamos a sabedoria de Deus, misteriosa e secreta, que Deus predeterminou ANTES DE EXISTIR O TEMPO, para a nossa glória”.

(1Cor 2,7)

O tempo não existia. Deus o criou antes de criar tudo o que deveria existir no tempo, incluindo o homem. Nenhum ser humano, Anjo ou demônio, conhece o tempo como ele é de fato; não podem interferir nos tempos passado, presente e futuro, a não ser sob ordens ou permissão de Deus. Não compete às criaturas “saber OS TEMPOS nem OS MOMENTOS que o Pai fixou em seu poder” (At 1, 7). O conhecimento do tempo e de seus momentos é prerrogativa divina.

Para os seres criados que vivem no tempo; para os Anjos, que não vivem no tempo, mas, por sua missão junto ao homem, têm acesso ao tempo; o passado passou; o presente se passa a cada instante; o futuro, sem parar, está sempre chegando, tornando-se presente, que se torna passado; tornando realidade o presente, que prepara a chegada de novo futuro sucessivamente.


.Capítulo 03

Para você que pesquisa, e quer meditar sobre o tempo criado por Deus, pedindo a Deus luz e entendimento sobre o que está prestes a acontecer no mundo, selecionei alguns versículos bíblicos e alguns escritos dos Papas e santos, para você acrescentar à sua pesquisa. Se tiver mais informações ou indicações de livros sobre o assunto, escreva nos comentários.
Obrigado!
Iniciemos com os versículos bíblicos.

APÓS A TENTAÇÃO NO DESERTO E A PRISÃO DE JOÃO, JESUS FALA SOBRE UM TEMPO QUE SE COMPLETA

“Depois que João foi preso, Jesus dirigiu-se para a Galiléia. Pregava o Evangelho de Deus, e dizia: COMPLETOU-SE O TEMPO e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho.”

(Mc 1, 14-15)

O que entendemos?
Entendemos que se completa um período do tempo. Esse tempo que se completa será sucedido pelo início de um outro tempo.

JESUS FALA SOBRE SEU TEMPO ESTAR PRÓXIMO

“O Mestre manda dizer-te: MEU TEMPO ESTÁ PRÓXIMO. É em tua casa que celebrarei a Páscoa com meus discípulos”.

(Mt 26,18)

Jesus se refere a Ele em todas as circunstâncias que caminham para a finalização de sua missão no tempo. Jesus, vivendo no tempo, em sua humanidade, usa o tempo para nos salvar. Seu tempo é nosso tempo; o tempo de nosso Salvador é para nós, pois Ele não precisa de tempo para Si, e sim para nós. Por amor, Jesus fez da necessidade que temos do tempo, a sua necessidade.

A PLENITUDE DE UM TEMPO

“Quando veio a plenitude DOS TEMPOS, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei.”  

(Gl 4,4)

Deus avisou aos profetas do Antigo Testamento, para que eles avisassem ao povo, que um dia Ele iria enviar seu Filho. Séculos se passaram, até que todas as condições desejadas por Deus se completassem no tempo. Quando todas as circunstâncias tinham se complementado integralmente, um momento do tempo chegou à sua plenitude, para ser sucedido por outro tempo estabelecido por Deus.

QUANDO JESUS DIZ QUE SEU TEMPO ESTÁ PRÓXIMO (MT 26,18), E QUANDO SÃO PAULO FALA SOBRE A PLENITUDE DOS TEMPOS (GL 4,4) E SOBRE O FINAL DOS TEMPOS (HB 9,26), JESUS E PAULO FALAM SOBRE O MESMO TEMPO.

“É certo que apareceu uma só vez ao FINAL DOS TEMPOS para destruição do pecado pelo sacrifício de si mesmo”.

(Hb 9,26)

Releia Mt 26,18 e Gl 4,4 (que estão acima), e entenderá melhor sobre a ação de Jesus no tempo, destruindo o pecado pelo sacrifício de si mesmo.


.Capítulo 04
QUANDO OS PAGÃOS DEIXARÃO DE PISAR JERUSALÉM?

Jesus disse que Jerusalém seria “pisada pelos pagãos, até se completarem OS TEMPOS das nações pagãs”. (Lc 21,24)

Pensando!
Eu posso fazer as duas afirmações a seguir?
1- Os pagãos ainda estão no tempo de pisar Jerusalém.
2- Só Deus sabe quanto tempo falta para que os pagãos deixem de pisar Jerusalém.

Ou posso afirmar que Jerusalém não está sendo mais pisada pelos pagãos desde que David Ben-Gurion fez a Declaração de Independência do Estado de Israel, em 14 de maio de 1948?

Algumas pessoas que estão lendo, já querem a resposta. Mas se eu der, estas pessoas não farão suas próprias pesquisas, meditações e orações diante de Deus, e assim não aprofundarão seu conhecimento e entendimento sobre o tempo criado por Deus. Serão eternos curiosos, sem desejo de ser autodidata. Então, para o bem delas, não darei minha opinião.


.Capítulo 05
OS HOMENS PRECISAM APRENDER A CONFIAR NO TEMPO DE DEUS

“Disse-lhes Jesus: O MEU TEMPO ainda não chegou, mas para vós a hora é sempre favorável.”

(Jo 7,6) 

As pessoas queriam que Jesus se manifestasse aos homens, achavam que era a hora, mas o tempo e o pensamento de Deus não é o tempo e pensamento dos homens. 

“Pois meus pensamentos não são os vossos, e vosso modo de agir não é o meu, diz o Senhor.”

(Is 55,8)

CHEGARAM OS TEMPOS VINDOUROS DA PROFECIA DA APOSTASIA, DA PROIBIÇÃO DO CASAMENTO, DO PRECONCEITO DA CARNE COMO ALIMENTO? OU ESTÃO SE PREPARANDO PARA CHEGAR?

“O Espírito diz expressamente que, nos TEMPOS VINDOUROS, alguns hão de apostatar da fé, dando ouvidos a espíritos embusteiros e a doutrinas diabólicas, de hipócritas e impostores que, marcados na própria consciência com o ferrete da infâmia, proíbem o casamento, assim como o uso de alimentos que Deus criou para que sejam tomados com ação de graças pelos fiéis e pelos que conhecem a verdade. Pois tudo o que Deus criou é bom e nada há de reprovável, quando se usa com ação de graças.”

(1 Tm 4, 1-4)

Usemos esse versículo bíblico para pensar sobre situações no tempo, que foram profetizadas por São Paulo, o tempo a que o Espírito de Deus se refere pelo Apóstolo como “tempos vindouros”.

Os “tempos vindouros” já iniciaram na terra?
Quanto tempo esse tempo durará?
Olhemos o cumprimento dessa profecia no mundo, mas olhemos principalmente entre nós, católicos.

Quanto durará o tempo em que não todos, mas muitos católicos apostatarão da fé?
Quanto tempo durará o tempo em que não todos, mas muitos católicos darão ouvidos aos espíritos embusteiros e a doutrinas diabólicas?
Quanto tempo durará o tempo em que não todos, mas muitos católicos, possuídos pela hipocrisia e impostura, proibirão o casamento tradicional no meio católico?
Quanto tempo durará o tempo em que não todos, mas muitos católicos terão preconceito quanto aos alimentos, deixados por Deus, que envolvem carne, peixe, ovos, mel e laticínios?

“Sede fecundos, disse-lhes ele, multiplicai-vos e enchei a terra. Vós sereis objeto de temor e de espanto para todo animal da terra, toda ave do céu, TUDO O QUE SE ARRASTA SOBRE O SOLO E TODOS OS PEIXES DO MAR: eles vos são entregues em mão. Tudo o que se move e vive VOS SERVIRÁ DE ALIMENTO; eu vos dou tudo isto, como vos dei a erva verde.”

(Gn 9, 1-3)

.Capítulo 06
VOCÊ JÁ PENSOU QUE TALVEZ UM DIA VENHA A DIZER: NÃO AGUENTO MAIS OUVIR O EVANGELHO?

“Porque VIRÁ TEMPO em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.”

(2Tm 4,3)

Que tempo é esse de onde virá a força que fará os homens NÃO SUPORTAREM OUVIR A DOUTRINA DA SALVAÇÃO?

Que tempo é esse de onde virá a força que fará os homens SE ENTREGAREM TOTALMENTE ÀS SUAS PAIXÕES?

Que tempo é esse de onde virá a força que fará homens TEREM UMA COCEIRA NOS OUVIDOS, UMA TITILAÇÃO PARA ESCUTAR FOFOCAS?

Que tempo é esse de onde virá a força que fará os homens DESPREZAREM, TROCAREM JESUS COMO SENHOR E MESTRE, POR OUTROS SENHORES E MESTRES?

São Paulo dá o conselho certo para quem não quiser ser dominado pelo tempo em que os homens farão essas coisas. Ele diz: “Antes, animai-vos mutuamente cada dia durante todo O TEMPO COMPREENDIDO NA PALAVRA HOJE, para não acontecer que alguém se torne empedernido com a sedução do pecado”. (Hb 3,13)

São Pedro, sucessor de Jesus e primeiro Papa da Igreja, alerta a todos nós: “Sabei antes de tudo o seguinte: NOS ÚLTIMOS TEMPOS virão escarnecedores cheios de zombaria, que viverão segundo as suas próprias concupiscências”. (2Pd 3,3)


.Capítulo 07
O TEMPO CRIADO POR DEUS ESTÁ SE SUCEDENDO

O futuro chega e se faz presente. O presente rapidamente se faz passado. O passado não retorna nunca. Nós vivemos no tempo presente, que a cada instante se torna passado. O tempo passa, as crianças ficam adolescentes, depois jovens, depois adultas, depois pessoas velhas. A velhice ou a doença (para quem morre jovem) mostram a morte que se aproxima. A morte revela que iremos nos encontrar com nosso Criador. Cada morte na terra é um nascimento no Céu para todos os que, em vida, buscaram a Deus.

Sabemos que, por enquanto, estamos vivendo o tempo em que Jesus, em sua humanidade unida à sua divindade, foi recebido pelo Céu, até que chegue os tempos da restauração universal. “É necessário, porém, que o céu o receba até OS TEMPOS DA RESTAURAÇÃO UNIVERSAL, da qual falou Deus outrora pela boca dos seus santos profetas”. (At 3,21)

Sabemos que os tempos da restauração universal estão se sucedendo ininterruptamente dentro da misericórdia de Deus. Entendemos que o tempo da paciência de Deus tem predominância sobre o pecador e a ingratidão dos homens. Vemos que Deus está manifestando a sua justiça “no tempo presente, exercendo a justiça e justificando aquele que tem fé em Jesus”. (Rm 3,26) “Por isso, estamos sempre cheios de confiança. Sabemos que todo o tempo que passamos no corpo é um exílio longe do Senhor”. (2Cor 5,6)

Sabemos que:

 “A Igreja Católica, que é o reino de Cristo na terra, [está] destinada a ser difundida entre todos os homens e todas as nações…” 

(Papa Pio XI, Quas Primas, Encíclica, n. 12, 11 de dezembro de 1925; cf. Mateus 24, 14)

“É chegada a hora em que a mensagem da Divina Misericórdia pode encher os corações de esperança e tornar-se a centelha de uma nova civilização: a civilização do amor.” 

(Papa João Paulo II, Homilia, Cracóvia, Polônia, 18 de agosto de 2002; www.vatican.va)

“A Igreja do Milênio deve ter uma consciência aumentada de ser o Reino de Deus em seu estágio inicial”. 

(Papa João Paulo II, L’Osservatore Romano, Edição em Inglês, 25 de abril de 1988)

.Capítulo 08
SAIREMOS DOS VERSÍCULOS BÍBLICOS PARA ALGUNS ESCRITOS DOS PAPAS E DOS SANTOS

INICIANDO COM DUAS PERGUNTAS:

– Em que era entraremos nos tempos que se sucedem para a restauração universal?

– Eu valorizo ou desprezo a misericórdia de Deus?

PERGUNTA 1 – Em que era entraremos nos tempos que se sucedem para a restauração universal?

Quanto ao futuro!

Em que era entraremos? De castigos de Deus para se chegar à paz? De paz após alguns poucos sofrimentos? De paz imediata?

Quando será a nova era de vida cristã, que é uma vida não mundana?

O futuro está nas nossas mãos?

Aparição de Nossa Senhora de Medjugorgje à Mirjana

Nossa Senhora, em aparição à Mirjana, uma das seis videntes de Medjugorje, disse:

“Satanás existe; um dia ele se apresentou diante do Trono de Deus e Lhe pediu a permissão de tentar a Igreja por um certo período. DEUS lhe permitiu colocá-la à prova por um século. Este século está sob o poder de satanás, mas quando os segredos confiados a vocês (os videntes) forem cumpridos, o seu poder será destruído. Já agora ele começa a perder o seu poder e tornou-se agressivo: destrói os casamentos, semeia a discórdia entre os sacerdotes, cria obsessões, provoca assassinatos.”

Nas aparições, Nossa Senhora diz que devemos nos proteger com:

  • O dom do amor
  • Orações individuais, comunitárias.
  • Leitura da Bíblia.
  • Jejuns.
  • Penitências.
  • Uso de objetos bentos.
  • Renovação do costume do uso da água benta em casa.
  • Reza do Rosário todos os dias.
  • Confissão mensal.
  • Santa Missa.

“Desejo que vocês amem a todos com o meu amor, quer aos bons quer aos maus. O amor aceita tudo o que é duro e amargo por causa de Jesus que é amor”.

OS 10 SEGREDOS DE MEDJUGORJE

Em entrevista à jornalista Rita Sberna, o padre Gabriele Amorth, o maior exorcista do século XX, afirmou que os 10 segredos de Medjugorje são castigos enviados por Deus à humanidade, que decidiu separar-se completamente de Deus e que vai contra a natureza e os Mandamentos de Deus.

“Os dez segredos de Medjugorje são a manifestação do Terceiro Segredo de Fátima, que não foi completamente cumprido. O final das mensagens de Fátima e Medjugorje são iguais: No fim, o Meu Imaculado Coração triunfará, a Rússia se converterá e será concedido ao mundo um tempo de paz. NÃO SÃO MENSAGENS PESSIMISTAS, MAS OTIMISTAS. Nossa Senhora não nos quer pessimistas, mas otimistas. Deus quer nos fazer compreender a Sua existência. ESTAMOS A CAMINHO DO TRIUNFO DE MARIA. Nossa Senhora insiste principalmente na conversão e na oração.” (Padre Gabriele Amorth)

QUANDO OS 10 SEGREDOS SERÃO REVELADOS À HUMANIDADE?

Mirjana, com o consentimento de Nossa Senhora, escolheu o Padre Petar para divulgar ao mundo cada segredo três dias antes de eles ocorrerem. O 3º Segredo será um Sinal visível, palpável e permanente, que ficará permanente na Colina das Aparições. Depois dele, os incrédulos sentirão grande sofrimento interior, um terrível remorso. Eles acreditarão, mas não haverá mais tempo para a conversão.

Após a realização do 10º Segredo, o poder de Satanás será destruído e um Novo Pentecostes marcará o início de um Novo Tempo. Estes segredos estão no documento entregue por Nossa Senhora a Mirjana. Só Mirjana consegue ler os segredos. As outras pessoas, quando olham, veem um trecho da Bíblia, um cântico, uma mensagem.

Os videntes de Medjugorje afirmam que esse tempo que antecede os acontecimentos, é um tempo de misericórdia e graça de Deus para a conversão das pessoas, porque depois não haverá mais tempo para a conversão, e sim julgamento.

Os cientistas que examinaram fragmentos desse documento, afirmaram que são de origem desconhecida na terra.

RESPOSTA DE NOSSA SENHORA ATRAVÉS DE MARIJA A UMA PEREGRINA

Peregrina: “Que significa conversão?”

Nossa Senhora: 

“É preciso levantar-se de manhã com o desejo de ser melhor que no dia anterior, ou seja, é preciso viver mais profundamente mergulhado em Deus, é preciso servi-lo melhor. Ter a coragem de começar sempre de novo”.

“Apressai a vossa conversão. Amanhã será demasiado tarde. Não espereis pelo sinal anunciado. Para os não crentes, será demasiado tarde para se converterem. Vós, que acreditais, convertei-vos e aprofundai a vossa fé”.

“Se os cristãos começassem a se reconciliar com Deus e com os irmãos uma vez por mês, em breve, regiões inteiras ficariam curadas de seus males espirituais”.

PERGUNTA 2 – Eu valorizo ou desprezo a misericórdia de Deus?

“Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem”.

(Lc 1, 50)

Deus, nosso Pai, oferece-nos misericórdia todos os dias e instantes, porque quer nos salvar. Nosso querido e amado Pai não quer que nenhum de seus filhos se perca, se condene ao inferno eterno.

Deus dá a cada um de nós a misericórdia que pode nos salvar se a aceitarmos. Mas aceitamos a misericórdia de Deus, desprezando-a? Como se pode aceitar a misericórdia e desprezá-la ao mesmo tempo?

Quando alguém quer a misericórdia de Deus, mas a quer superficialmente; e nela diz crer, mas crê da boca para fora, não com o coração; essa pessoa despreza a misericórdia de Deus, mesmo a querendo, pois, por seus atos sem sinceridade na busca de Deus, está resistindo à santificação que o Espírito Santificador quer fazer na sua alma. 

A resistência ao Espírito Santo a enfraquecerá; fraca, ela não conseguirá resistir ao tentador que quer roubar sua alma de Deus quando ele lhe mostrar o mundo e seus prazeres.

Sem que o tentado perceba a totalidade do perigo que sua alma corre, o tentador lhe oferece os prazeres e também as ocupações profissionais (que não são culpáveis em si, mas em como são usadas: colocando Deus em segundo plano), para que o tentado ofereça sua vida, seu tempo, seu corpo, sua mente e sua alma, através do desejo intenso e desagradável a Deus, aceitando as sugestões da entidade espiritual demoníaca que faz a oferta.

O intenso desejo de se deleitar nos prazeres mundanos, mais do que nas disciplinas da carne e do espírito, segundo os Mandamentos de Deus, é visto pelo maligno como uma entrega carnal e espiritual de amor e adoração ao mundo e ao que Satanás pode dar através do mundo. 

Sobre tal pessoa, Satanás diz aos demônios:

 – Olhem o que consegui fazer com essa pessoa! Ela adorava a Deus, agora adora a mim. Sua vida, seu tempo, seu corpo, mente e alma, são um culto carnalmente vivo e espiritualmente agradável a mim. Tudo o que ofereci das coisas do mundo em troca de sua alma foi aceito. Ela não aceita que fez a troca, mas seu modo de vida prova que a troca foi feita. Essa alma me pertence. Vão! Espalhem-se na terra! Eu quero mais pessoas que amem o que o inferno tem para oferecer na terra sem os sofrimentos lá de baixo, por enquanto! kkkkkkk! Eu quero mais adoradores como esta pessoa. Quero pessoas que me escutem mais do que escutam Àquele que matamos na cruz, o único que pode livrá-las de nossas garras.


.Capítulo 09
MUITOS IGNORARAM AS PALAVRAS DE NOÉ, E MORRERAM. NO FIM DOS TEMPOS, MUITOS IGNORARÃO A PALAVRA DE DEUS, E MORRERÃO.

Durante cem anos, Noé pregou para o povo que não deram ouvidos

Disse Jesus: “Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.” (Mt 24, 37-39)

Os homens que morreram afogados no dilúvio, amaldiçoaram-se ao não ouvir a pregação de Noé, que, no Nome de Deus, convidava todos ao arrependimento de seus pecados e à busca de Deus. A Palavra de Deus diz que os homens ouviam Noé, mas não davam atenção ao que ele falava. Não tinham interesse em pensar se era verdade ou não o que Noé dizia. Outros tinham a humildade de ouvir, mas logo esqueciam o que tinham ouvido, pois se juntavam a todos os que queriam “viver a vida” e usufruir dos prazeres lícitos e ilícitos. Eles “comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento” (Mt 24,38), até que o dilúvio chegou e nada mais puderam fazer.

No fim dos tempos, muitos homens se amaldiçoarão do mesmo modo que os homens da época de Noé. Amaldiçoar-se-ão ao desprezar, subestimar, não ouvir e não dar a devida atenção à Palavra de Deus. Quem despreza a Palavra de Deus, adquire facilidade para aceitar e acreditar na palavra mentirosa do mundo, e tal escolha não é só um mero erro, é uma escolha mortal. É entrar num caminho de difícil volta. A volta é possível, mas é necessário um milagre muito grande de Deus.


.Capítulo 10
EU ME DEIXAREI AMALDIÇOAR PELA MALDIÇÃO QUE AMALDIÇOOU OS HOMENS DA ÉPOCA DO DILÚVIO?

Já estarei amaldiçoado por essa maldição?
Estou livre dessa maldição?
O modo que vivo mostra que estou amaldiçoado, ou completamente livre dessa maldição?
Não me interessa saber sobre esse assunto?
Não penso sobre minha salvação?
Não penso sobre meu destino eterno, se será o Céu, que quero, ou o inferno, que não quero?
Por que estou muito ocupado para pensar sobre minha salvação?
Eu mesmo me ocupei, de modo que não tenho tempo para pensar em minha salvação? Que ocupação é essa?

Será que existe uma força que me impede de me ocupar em pensar sobre minha salvação eterna? Se essa força existe, que força é essa? De onde ela vem?

Minha vida se parece, ou tende a se parecer com a de Noé e sua família, que, livres da maldição, preparavam-se para sobreviver ao dilúvio? Ou minha vida se parece ou tende a se parecer com a vida dos homens que se amaldiçoaram ao não dar crédito à profecia sobre o dilúvio, anunciada por Noé a mando de Deus?


.Capítulo 11
NOÉ PROFETIZOU O CASTIGO DE DEUS DURANTE MAIS DE 100 ANOS, ATÉ ELE SE CUMPRIR

O dilúvio caiu sobre a terra durante quarenda dias

Noé anunciou o dilúvio por mais de um século. Quanto mais a profecia demorava a se cumprir, e o dilúvio não chegava, mais os homens achavam que Noé estava errado, que era louco, que o que ele dizia não merecia atenção, que não iria ter inundação, ninguém iria morrer, que a vida iria continuar na terra como sempre foi.

Sem se preocuparem em ir perguntar a Deus se Noé era ou não enviado por Ele, eles se lançavam no mundo e no que o mundo pode dar, em alegrias e prazeres. Quanto mais se alimentavam das coisas do mundo, mais fundo mergulhavam no mundanismo; mais se esqueciam que Deus existe; mais se esqueciam de pensar na salvação da alma; mais esqueciam que Deus deve ser amado, respeitado e temido.

Por verem Noé e sua família vivendo de modo diferente do seu modo de vida, os homens diluvianos pensavam que eles não sabiam aproveitar a vida, que estavam perdendo tempo; e assim os desprezavam, pois não conseguiam ver em Noé o enviado de Deus que lhes falava palavras que os poderiam salvar do terrível castigo que se abateria sobre toda a terra.

Os diluvianos tinham mais medo de perder as diversões do corpo do que de perder a alma. Assim viveram, endurecendo a cada dia seus corações. Até que Deus viu que o tempo passara e que todas as chances tinham sido dadas, sem nada adiantar. Estando a arca construída, Deus mandou Noé entrar na arca com sua família. Quando Noé estava em segurança, Deus mandou o dilúvio.

“O dilúvio caiu sobre a terra durante quarenta dias. As águas incharam e levantaram a arca, que foi elevada acima da terra. As águas inundaram tudo com violência, e cobriram toda a terra, e a arca flutuava na superfície das águas. As águas engrossaram prodigiosamente sobre a terra, e cobriram todos os altos montes que existem debaixo dos céus; e elevaram-se quinze côvados acima dos montes que cobriam.

Todas as criaturas que se moviam na terra foram exterminadas: aves, animais domésticos, feras selvagens e tudo o que se arrasta na terra, e todos os homens. Tudo o que respira e tem um sopro de vida sobre a terra pereceu. Assim foram exterminados todos os seres que se encontravam sobre a face da terra, desde os homens até os quadrúpedes, tanto os répteis como as aves dos céus, tudo foi exterminado da terra. Só Noé ficou e o que se encontrava com ele na arca. As águas cobriram a terra pelo espaço de cento e cinquenta dias.”

(Gn 7, 17-24)

.Capítulo 12
JESUS VOLTARÁ, ELE PROMETEU

Quando Ele voltar, Ele disse que vai encontrar milhões de pessoas vivendo como os homens diluvianos, que não quiseram fazer por onde ser salvos do dilúvio.

Pergunte-se!
Eu serei uma destas pessoas?
Quando Jesus voltar, eu estarei vivendo de modo que minha alma seja salva ou condenada?
Na segunda vinda de Jesus, eu me alegrarei ou ficarei aterrorizado?
Na segunda vinda de Jesus, os santos Anjos virão ao meu encontro e me levarão ao Céu, ou serão os demônios que virão me buscar para o inferno?

O que estou disposto a fazer para que, na segunda vinda de Jesus, sejam os santos Anjos que venham me buscar para o Céu?
O que estou disposto a fazer para que, na segunda vinda de Jesus, os demônios nada possam contra mim? Como será o meu encontro com Jesus em Sua segunda vinda?
Que alegria e felicidade irei experimentar?
Como será ir para o Céu com Jesus e passar toda a minha eternidade com a Santíssima Trindade, os Anjos e os Santos de Deus?


.Capítulo 13
QUAL É A HORA? QUE HORA É ESSA?

É hora de nos aproximarmos “confiadamente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno” (Hb 4,16). 

É hora de sermos misericordiosos, pois “Haverá juízo sem misericórdia para aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o julgamento” (Tg 2,13). 

É hora de não julgar, não condenar, de perdoar a todos os que nos ofenderam, ou estejam nos ofendendo. Jesus diz: “Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados” (Lc 6,37).

É hora de constância, perseverança nos caminhos do Senhor, nosso Salvador, Jesus Cristo; sempre lembrados das Palavras Dele: “Sereis odiados de todos por causa de meu nome, mas aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mt 10,22).

É hora de nos mantermos no amor de Deus, custe o que custar! “Conservai-vos no amor de Deus, aguardando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna”. (Jd 1,21)

É hora de anunciar ao mundo que Jesus está voltando! “Homens da Galiléia, por que ficais aí a olhar para o céu? Esse Jesus que acaba de vos ser arrebatado para o céu voltará do mesmo modo que o vistes subir para o céu”. (At 1,11)

É hora de fidelidade ao Evangelho, de preparação para o novo dia, de nos alegrarmos, não de nos amedrontarmos com o que está acontecendo de ruim no mundo atual. 

O Papa João Paulo II disse assim: 

“… Sejam fiéis sentinelas do Evangelho, que aguardam e se preparam para a chegada do novo Dia que é Cristo Senhor.” (Papa João Paulo II, Encontro com a Juventude, 5 de maio de 2002; www.vatican.va)

“Vocês serão o amanhecer de um novo dia, se vocês forem os portadores da Vida, que é Cristo!” (Papa João Paulo II, Discurso aos Jovens da Nunciatura Apostólica, Lima Peru, 15 de maio de 1988; www.vatican.va)

“A missão de Cristo Redentor, confiada à Igreja, está ainda muito longe de ser concluída. À medida que o segundo milênio após a vinda de Cristo chega ao fim, uma visão geral da raça humana mostra que esta missão ainda está apenas começando e que devemos comprometer-nos de todo o coração a seu serviço.” (Papa João Paulo II, Missão Redemptoris , n. 1)

O Papa João Paulo II insiste na esperança do novo dia: 

“… Voltando nossos olhos para o futuro, esperamos com confiança o amanhecer de um novo dia… “Vigilantes, e a noite?” (Is. 21,11), e ouvimos a resposta: “Escutai, vossos vigias levantam a voz, juntos cantam de alegria; porque olhos nos olhos vêem a volta do Senhor a Sião”…. “À medida que se aproxima o terceiro milênio da Redenção, Deus está preparando uma grande primavera para o Cristianismo, e já podemos ver seus primeiros sinais.” Que Maria, a Estrela da Manhã, nos ajude a dizer com ardor sempre novo o nosso “sim” ao desígnio de salvação do Pai para que todas as nações e línguas vejam a sua glória.” (Papa João Paulo II, Mensagem para o Dia Mundial das Missões, nº 9, 24 de outubro de 1999; www.vatican.va)

“Por fim, será possível que nossas muitas feridas sejam curadas e toda a justiça surja novamente com a esperança da autoridade restaurada; que os esplendores da paz sejam renovados, e as espadas e braços caiam das mãos e quando todos os homens reconhecerem o império de Cristo e obedecerem voluntariamente à Sua palavra, e todas as línguas confessarem que o Senhor Jesus está na Glória do Pai.” (Papa Leão XIII, Consagração ao Sagrado Coração, maio de 1899)


.Capítulo 14
A TRÍPLICE VINDA DE CRISTO

“… É como uma estrada na qual viajamos do primeiro ao último. No primeiro, Cristo foi nossa redenção; no último, ele aparecerá como nossa vida; nesta vinda intermediária, ele é nosso descanso e consolo. (…) A vinda intermediária é oculta e nela somente os eleitos o vêem em si mesmos e recebem a salvação. Na primeira, o Senhor veio na fraqueza da carne; na intermediária, vem espiritualmente, manifestando o poder de sua graça; na última, virá com todo o esplendor da sua glória”.

(São Bernardo, Liturgia das Horas, Vol I, p. 169)

“Se antes se falava apenas de uma dupla vinda de Cristo – uma vez em Belém e outra no fim dos tempos -, São Bernardo de Claraval falava de um adventus medius , uma vinda intermediária, graças à qual renova periodicamente sua intervenção na história. Eu acredito que a distinção de Bernardo atinge a nota certa. Não podemos definir quando o mundo vai acabar. O próprio Cristo diz que ninguém sabe a hora, nem mesmo o Filho. Mas devemos sempre permanecer na iminência de sua vinda, por assim dizer – e devemos estar certos, especialmente no meio das tribulações, de que ele está próximo”. (Papa Bento XVI, Light of the World, p. 182-183, A Conversation With Peter Seewald)

REUNIÃO DOS DISPERSOS

“No ‘tempo do fim’, o Espírito do Senhor renovará o coração dos homens, gravando neles uma nova lei . Ele reunirá e reconciliará os povos dispersos e divididos; ele transformará a primeira criação, e Deus habitará ali com os homens em paz.”

(Catecismo da Igreja Católica § 715)

.Capítulo 15
QUAL É A HORA? QUE HORA É ESSA?

SÃO VICENTE LERINS ACONSELHA VER O QUE A PATRÍSTICA FALA SOBRE O ASSUNTO

“…Se surgir alguma nova questão sobre a qual nenhuma decisão tenha sido dada, eles deveriam então recorrer às opiniões dos santos Padres, pelo menos, daqueles que, cada um em seu próprio tempo e lugar, permanecendo na unidade de comunhão e da fé, foram aceitos como mestres aprovados; e seja o que for que se possa achar que eles sustentam, com uma mente e com um consentimento, isso deve ser considerado a verdadeira e católica doutrina da Igreja, sem qualquer dúvida ou escrúpulo.” (São Vicente de Lerins. Comunidade de 434 DC, “Pela Antiguidade e Universalidade da Fé Católica Contra as Novidades Profanas de Todas as Heresias”, cap. 29, n. 77)

A CIDADE TERRESTRE À SEMELHANÇA DA CIDADE CELESTIAL

“… Prepara, por assim dizer, e consolida o caminho em direção a essa unidade da humanidade, que é exigida como um fundamento necessário, a fim de que A CIDADE TERRESTRE SEJA LEVADA À SEMELHANÇA DAQUELA CIDADE CELESTIAL onde reina a verdade, a caridade é a lei, e cuja extensão é a eternidade.” (Papa João XXIII, Discurso na Abertura do Concílio Vaticano II, 11 de outubro de 1962; www.papalencyclicals.com)

PERGUNTA!
Quem pergunta, não afirma. Pergunta.
Quem pergunta, pergunta porque quer saber; quer saber porque pensa a respeito do que pergunta.

Quando lemos na Bíblia: “Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Ef 5, 25-27), nós podemos deduzir que Jesus Cristo ainda fará na Sua Igreja, na terra, um novo Pentecostes, que irá purificar a Igreja para torná-la “sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível”, e assim unir a cidade dos homens em santidade, com a cidade do Céu antes de sua segunda vinda?

SE ALGUÉM ME DISSER:

A Igreja nunca se encontrará na terra “sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante”. Na terra, a Igreja nunca será “santa e irrepreensível” como será no Céu.

ENTÃO PEDIREI QUE ME EXPLIQUE A PROFECIA DE ISAÍAS:

“O espírito do alto será derramado sobre nós… A integridade trará paz, a justiça dará segurança duradoura. Meu povo viverá em um lar tranquilo, em casas seguras, em moradas tranquilas.”

(Is, 32, 15. 17-18)

“Aquele que desejar ser abençoado na terra, desejará sê-lo pelo Deus fiel; e aquele que jurar na terra, jurará pelo Deus fiel, porque as desgraças de outrora serão esquecidas, já não lhes volverão ao espírito.

Pois eu vou criar novos céus, e uma nova terra; o passado já não será lembrado, já não volverá ao espírito, mas será experimentada a alegria e a felicidade eterna daquilo que vou criar. Pois vou criar uma Jerusalém destinada à alegria, e seu povo ao júbilo; Jerusalém me alegrará, e meu povo me rejubilará; doravante já não se ouvirá aí o ruído de soluços nem de gritos.

Já não morrerá aí nenhum menino, nem ancião que não haja completado seus dias; será ainda jovem o que morrer aos cem anos: não atingir cem anos será uma maldição. Serão construídas casas onde habitarão, serão plantadas vinhas cujos frutos comerão. Não mais se construirá para que outro se instale; não mais se plantará para que outro se alimente.

Os filhos de meu povo durarão tanto quanto as árvores, e meus eleitos gozarão do trabalho de suas mãos. Não trabalharão mais em vão, não darão mais à luz filhos votados a uma morte repentina, porque serão a raça abençoada pelo Senhor, eles e seus descendentes. Antes mesmo que me chamem, eu lhes responderei; estarão ainda falando e já serão atendidos.

O lobo e o cordeiro pastarão juntos, o leão, como um boi, se alimentará de palha, e a serpente comerá terra. Nenhum mal nem desordem alguma será cometida, em todo o meu monte santo, diz o Senhor.”

(Is 65, 16-25)

Façamos, da oração do Papa Leão XIII, a nossa oração de súplica a Nossa Senhora:

“Que [Maria] continue a fortalecer nossas orações com seus sufrágios, para que, em meio a todo o estresse e angústia das nações, esses prodígios divinos sejam alegremente reavivados pelo Espírito Santo, que foram preditos nas palavras de Davi: ‘Se enviais, porém, o vosso sopro, eles revivem e renovais a face da terra’ (Sl 103,30)”. 

(Papa Leão XIII, Divinum Illud Munus , n. 14)


Deus, que é bom, misericordioso e poderoso, abençoe-nos a todos.
J.V.

7 comentários sobre “O QUE ESTÁ PRESTES A ACONTECER?

  1. Bendito seja Deus por Seu amor e misericórdia!
    Mãe Santíssima intercede por nós, para que perseveremos até o fim, concede-nos a graça de amar à Deus de todo o coração e sempre confiar em Sua misericórdia. Amém!🙏

  2. Que nossa nos ajude a amarmos a Deus como ele merece ser amado e Que o senhor nos conceda a graça de perseverar ate o fim buscando.sua vontade 🙏🙏

Escreva seu comentário