VOCAÇÃO DE JESUS!
Deus seja amado com todas as forças de nosso coração e de nossa alma.

MEDITAÇÃO ESCRITA EM: 13/04/2020

Antes de iniciar a leitura dessa meditação, aconselho você a se preparar interiormente através desse método de RECOLHIMENTO DIANTE DE DEUS.
https://vocacaodejesus.com/meditacao/recolhimento-diante-de-deus/

Milhões de pessoas estão sendo enganadas, milhões estão se enganando.

A humanidade está à espera da paz do mundo, sem entender que a paz de Deus é diferente. Milhões aguardam o progresso, o sucesso. Milhões estão em busca do corpo sarado, perfeito. 

Todos os dias tem mais gente nas academias do que nas igrejas. A beleza física está sendo mais procurada do que a beleza da alma. Muitas pessoas já foram, outras estão sendo programadas para quererem ser mais bonitas fisicamente do que belas moralmente. A carne quer prevalecer contra a alma. Se ela vencerá!!!??? Dependerá de seu dono.

Nunca o narcisismo foi tão forte. Há mais pessoas olhando para seu próprio rosto, fazendo selfies, do que buscando a Face de Deus, do que se prostrando diante de Deus.

Milhões de pessoas estão acreditando na saúde sem doença nesta vida e buscando por ela.

Milhões estão buscando a felicidade sem fim neste mundo.

Chegam aos milhões as religiões fundadas por homens que estão falando o que as pessoas querem ouvir, para poder encher e manter suas igrejas apinhadas de pessoas.

Milhões de pessoas trocaram a leitura e meditação da Palavra de Deus para olharem e usarem de todas as possibilidades que o celular e a tecnologia moderna oferecem.

Mas a vida na Terra tem fim. No final tem julgamento de Deus. Não podemos, não devemos seguir o exemplo de milhões de pessoas que estão desprezando as profecias que estão escritas na Palavra de Deus. Por isso, peço que meditem nesta profecia de Jesus Cristo, nosso Deus e Senhor, sobre o que vai acontecer no fim do mundo.

Por favor, pegue sua Bíblia em Mt 24, 1-40:

“Ao sair do templo, os dis­cípulos aproximaram-se de Jesus e fizeram-no apreciar as construções. Jesus, porém, respondeu-lhes:

-Vedes todos estes edifícios? Em verdade vos declaro: não ficará aqui pedra sobre pedra; tudo será destruído.

Indo ele assentar-se no monte das Oliveiras, achegaram-se os discípulos e, estando a sós com ele, perguntaram-lhe:

-Quando acontecerá isto? E qual será o sinal de tua volta e do fim do mundo?.

Respondeu-lhes Jesus:

“Cuidai que ninguém vos seduza. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu o Cristo. E seduzirão a muitos.
Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso não vos perturbe, porque é preciso que isso aconteça. Mas ainda não será o fim.
Irá levantar-se nação contra nação, reino contra reino, e haverá fome, peste e grandes desgraças em diversos lugares. Tudo isso será apenas o início das dores.
Então, sereis entregues aos tormentos, sereis mortos e sereis por minha causa, sereis objeto de ódio para todas as nações.
Muitos sucumbirão, serão traídos mutuamente e mutuamente se odiarão.
Irão levantar-se muitos falsos profetas e seduzirão a muitos.
E, ante o progresso crescente da iniquidade, a caridade de muitos esfriará. Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo.
Este Evangelho do Reino será pregado pelo mundo inteiro para servir de testemunho a todas as nações, e então chegará o fim.

Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem –, então os habitantes da Judeia fujam para as montanhas.
Aquele que está no terraço da casa não desça para tomar o que está em sua casa. E aquele que está no campo não volte para buscar suas vestimentas.
Ai das mulheres que estiverem grávidas ou amamentarem naqueles dias! Rogai para que vossa fuga não seja no inverno, nem em dia de sábado, porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será.
Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas, por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. Então, se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais. Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isso fosse possível, até mesmo os escolhidos.
Eis que estais prevenidos. Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais. Porque, como o relâmpago parte do Oriente e ilumina até o Ocidente, assim será a volta do Filho do Homem.
Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres.

Logo após esses dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. Ele enviará seus anjos com estridentes trombetas, e juntarão seus escolhidos dos quatro ventos, de uma extremidade do céu à outra.

Compreendei isso pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isso, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isso aconteça. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão. Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, mas somente o Pai.

Assim como foi nos tempos de Noé, assim acontecerá na vinda do Filho do Homem. Nos dias que precederam o dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. E os homens de nada sabiam, até o momento em que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim será também na volta do Filho do Homem.”


Depois de ler a Palavra de Deus, leia os parágrafos 675 e 677 do Catecismo da Igreja Católica, para sua meditação de hoje. O Catecismo (§ 675) enfatiza a tribulação por que terá de passar a Igreja Católica:

“Antes da vinda de Cristo, a Igreja deverá passar por uma prova final, que abalará a fé de numerosos crentes. 

A perseguição, que acompanha a sua peregrinação na Terra, porá a descoberto o «mistério da iniquidade», sob a forma duma impostura religiosa que trará aos homens uma solução aparente para os seus problemas, à custa da apostasia da verdade. 

A suprema impostura religiosa é a do Anticristo, isto é, dum pseudo-messianismo em que o homem se glorifica a si mesmo, substituindo-se a Deus e ao Messias Encarnado.”

(CIC §675)

“A Igreja não entrará na glória do Reino, senão através dessa última Páscoa, em que seguirá o Senhor na sua morte e ressurreição.» Portanto, o caminho da Igreja é de morte e ressurreição, e não de progresso:

O Reino não se consumará, pois, por um triunfo histórico da Igreja segundo um progresso ascendente, mas por uma vitória de Deus sobre o último desencadear do mal, que fará descer do céu a sua Esposa. O triunfo de Deus sobre a revolta do mal tomará a forma de Juízo final, após o último abalo cósmico deste mundo passageiro.

(CIC §677)

Deus, que é bom e poderoso, seja continuamente louvado e amado.
Deus abençoe a todos nós.
J.V.

6 comentários

  1. Obrigado meu Deus por nossa igreja católica especialmente os cristãos especiais recebemos atravez dela da vida daqueles questão a frente que Já Tem c muito amor por nossas almas dai-nos a graça de corresponder e perseverar ate O fim fazendo sua vontade

  2. Obrigada Meu Deus, por todo mimo que tens por nós através da Vocação de Jesus. Que sejamos capazes dcorresponder à tão insigne benevolência.

  3. Obrigado Senhor, por teu Amor e cuidado em nos preparar para os combates dos últimos dias, por meio da Vocação de Jesus e de sua Santa Igreja Católica!!!

  4. Com essa meditação me faz pensar sobre a necessidade de os pais se entregarem mesmo, de corpo e alma com toda intensidade possível para levar os filhos à uma vida verdadeiramente unida a Deus buscando a vontade de Deus salvar os filhos a todo custo salvando-se com eles. E igualmente se doar os responsáveis por almas. É sério o assunto a realidade. Bendito seja Deus. Nosso amado Deus.

Escreva seu comentário