Você que tomou a decisão de se Consagrar a Jesus por Maria pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort e hoje inicia sua preparação de 33 dias até o DIA ESCOLHIDO PARA SUA CONSAGRAÇÃO, teremos aqui as orações indicadas no Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem e também traremos textos bíblicos e reflexões que nos auxiliarão a meditar nos temas que nos propõe São Luís.


12 DIAS PRELIMINARES
Empregados em desapegar-se do espírito do mundo


LEITURA BÍBLICA

“Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. Então, abriu a boca e lhes ensinava, dizendo: “Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos Céus!”

Mt 5, 1-3

TEXTO MEDITAÇÃO OU REFLEXÃO

IMITAÇÃO DE CRISTO
LIVRO TERCEIRO – CAPÍTULO 16

só em deus se deve buscar a verdadeira consolação

A alma fiel: ― Tudo o que posso desejar ou cuidar para meu consolo, não o espero aqui e, sim, na vida futura. Porque ainda que eu só tivesse todas as consolações do mundo e pudesse gozar de todas as suas delícias, é certo que seria por pouco tempo. Portanto, minha alma, não poderás ser plenamente consolada, nem perfeitamente confortada, senão em Deus, consolador dos pobres e protetor dos humildes. Espera um pouco, minha alma, espera a divina promessa e terás a abundância de todos os bens no céu. Se, desordenadamente, aspiras aos bens presentes, perderás os eternos e celestes. Usa dos bens temporais e deseja os eternos. Não te podes satisfazer com nenhum bem temporal, porque não foste criada para gozá-los.

Ainda que possuísses todos os bens criados, não poderias ser feliz e ditosa; mas só em Deus, que criou todas as coisas, consiste toda a tua bem-aventurança e felicidade. Não a que estimam e louvam os insensatos amadores deste mundo, mas a que esperam os bons e fiéis servos de Cristo e, algumas vezes, antegozam os homens espirituais e de coração puro, “cuja conversação está nos céus”. Vã e breve é toda consolação humana. Suave e verdadeira aquela que a verdade, interiormente, faz sentir. O homem piedoso leva, por toda parte, consigo, o seu consolador Jesus e lhe diz: Assisti-me, Senhor Jesus, em todo lugar e tempo. Seja esta a minha consolação: privar-me, voluntariamente, de toda a consolação humana. E, se me faltar também vosso conforto, sirva-me de suprema consolação a vossa vontade, que, justamente, me prova. Porque não estareis perpetuamente irado, nem serão eternas as vossas ameaças.

Bem-aventurado o que não quer outra coisa senão a Deus

(Meditações para a Quaresma, por Santo Afonso Maria de Ligório)

Beati pauperes spiritu, quoniam ipsorum est regnum coelorum – “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mt 5, 3)

Sumário. Persuadamo-nos bem de que só Deus pode contentar-nos; mas não contenta senão àqueles que são pobres de espírito, isso é, de desejos terrestres, e nada querem fora dele. Se, portanto, nós também queremos achar a verdadeira felicidade, desfaçamo-nos de todo o afeto à terra, entreguemo-nos a Deus sem reserva e digamos frequentes vezes: Senhor, disponde de mim, e de tudo que é meu, segundo o vosso agrado; eu não quero senão o que Vós quereis.

I. Pelos pobres de espírito entendem-se aqueles que são pobres de desejos terrestres e nada querem fora de Deus. Estes são pobres nos desejos, mas não na realidade, porque desde a presente vida vivem contentes. Por isso o Senhor não diz: Deles será, mas: deles é o reino dos céus: Ipsorum est regnum coelorum; porquanto já nesta terra são ricos em bens espirituais que de Deus recebem. Apesar de pobres em bens temporais, vivem contentes em seu estado, em contraste com os ricos em desejos terrestres, que na vida presente sempre são pobres e vivem descontentes, por grandes que sejam as suas riquezas. ― Jesus Cristo, como diz o Apóstolo (1), quis ser pobre, para com o seu exemplo nos ensinar o desprezo dos bens terrestres e desta forma nos tornar ricos em bens celestes, que são imensamente mais preciosos e de duração eterna. Eis porque declara que, quem não renuncia a tudo quanto possui na terra com certo apego, não pode ser seu verdadeiro discípulo (2).

Persuadamo-nos de que só Deus faz contentes, mas não faz plenamente contentes senão aquelas almas que o amam de todo o coração. Que lugar pode o amor de Deus achar num coração cheio de coisas terrestres? Muitas almas se queixam de que na meditação, na comunhão, nos outros exercícios de devoção não acham a Deus. Santa Teresa lhes diz: Desprende o teu coração das criaturas e acharás Deus.

Desfaçamo-nos, portanto, de todo o afeto terrestre e especialmente da vontade própria; demos a Deus toda a nossa vontade sem reserva e digamos-Lhe: Senhor, disponde de mim e de tudo que é meu, segundo o vosso agrado. Não quero senão o que Vós quereis, e sei que não quereis senão o que é melhor para mim. Fazei que eu Vos ame sempre e nada mais desejo.

II. O único meio para nos desprendermos das criaturas é a aquisição de um grande amor a Deus. Em quanto o amor divino não ficar sendo senhor de toda a nossa vontade, nunca chegaremos a ser santos. O meio, pois, para adquirirmos esse amor divino predominante é a santa oração. Roguemos, portanto, sempre a Deus que nos dê o seu amor e assim nos veremos desprendidos de todas as coisas criadas. ― O amor divino é um roubador que santamente nos tira todos os afetos terrestres. Como não há força capaz de resistir à morte, assim tampouco há impedimento, por insuperável que se nos afigure, que possa resistir ao amor divino. O amor vence tudo. Pelo seu amor a Deus os santos mártires venceram os tormentos mais atrozes e a morte mais dolorosa.

Por outro lado, se uma alma não chega a dar-se toda a Deus, acha-se sempre em perigo de abandoná-lo e perder-se; como, ao contrário, quem deveras se deu todo a Deus, pode estar certo de que não mais o abandonará, porque o Senhor é liberal e fiel para com o que se Lhe dá sem reserva. Donde vem que algumas pessoas, que de primeiro levavam vida santa, vieram depois a cair tão profundamente, que deixaram bem pouca esperança acerca de sua salvação? Donde vem isso? Vem, respondo, de que não se tinham dado inteiramente a Deus; a sua própria queda é o sinal certo disso.

Meu Deus e meu verdadeiro amador: não permitais que minha alma, criada para Vos amar, ame qualquer coisa senão a Vós e não seja toda vossa, visto que me resgatastes com o vosso sangue. Ah, Jesus meu, como será possível que depois de ter conhecido o vosso amor para comigo, eu ame alguma coisa fora de Vós? Peço-Vos, que me queirais atrair sempre mais ao íntimo do vosso Coração. Fazei com que me esqueça de tudo, a fim de não buscar nem desejar senão o vosso amor. Jesus meu, em Vós confio.

― Ó Maria, Mãe de Deus, em vós pus as minhas esperanças. Desprendei-me de tudo que não seja Deus, para que Ele seja o único objeto de todo o meu amor e de minha felicidade eterna.

Referências:
(1) 1Cor 8, 9
(2) Lc 14, 33


ORAÇÃO – VENI CREATOR SPIRITUS

VINDE, ESPÍRITO CRIADOR

Vem, ó Criador Espírito,
As almas dos teus visita;
Os corações que criaste,
Enche de graça infinita.

Tu, Paráclito és chamado
Dom do Pai celestial,
Fogo, caridade, fonte Viva
e unção espiritual.

Tu dás septiforme graça;
Dedo és da destra paterna;
Do Pai, solene promessa,
Dás força da voz superna.

Nossa razão esclarece,
Teu amor no peito acende,
Do nosso corpo a fraqueza
Com tua força defende.

De nós afasta o inimigo.
Dá-nos a paz sem demora,
Guia-nos; e evitaremos
Tudo quanto se deplora.

Dá que Deus Pai e seu Filho
Por ti nós bem conheçamos,
E em ti, Espírito de ambos
Em todo tempo creiamos.

A Deus Pai se dê a glória
E ao Filho ressuscitado,
Paráclito e a ti também
Com louvor perpetuado.

Amém.

Enviai o vosso Espírito, e tudo será criado.
E renovareis a face da terra.


Oremos.
Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo; concedei-nos que no mesmo Espírito conheçamos o que é reto, e gozemos sempre as suas consolações. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

VENI, CREATOR SPIRITUS | VINDE ESPÍRITO SANTO

ORAÇÃO – AVE MARIS STELLA

Ave Estrela do Mar,
De Deus Mãe bela, 
Sempre Virgem, 
Da morada Celeste, feliz entrada.

Ó tu que ouviste da boca Do anjo a saudação;
Dá-nos paz e quietação;
E o nome de Eva troca.

As prisões aos réus desata. 
E a nós, cegos, alumia;
De tudo que nos maltrata nos livra, 
O bem nos granjeia. 

Ostenta que és Mãe, 
Fazendo que os rogos do povo seu
Ouça aquele que, nascendo por nós,
Quis ser Filho teu.

Ó Virgem especiosa,
Toda cheia de ternura,
Extintos nossos pecados,
Dá-nos pureza e brandura.

Dá-nos uma vida pura,
Põe-nos em via segura,
Para que a Jesus gozemos,
E sempre nos alegremos.
A Deus Pai veneremos;
A Jesus Cristo também,
E ao Espírito Santo;
Demos aos Três um louvor.

Amém.

AVE, MARES STELLA | AVE, ESTRELA DO MAR

SALVE, MARIA!

Hoje encerramos os 12 dias preliminares de preparação para nossa Consagração Total à Santíssima Virgem, nos quais meditamos sobre a importância de nos desapegarmos de todo espírito do mundo.
A partir de amanhã iniciaremos a primeira semana de preparação. Cada um de nós buscará, à luz de Deus, o conhecimento de si para melhor conhecermos, servirmos e amarmos ao Senhor e nos entregarmos à nossa Mãe do Céu.

2 comentários

Escreva seu comentário