Jesus, eu vim para Vos encontrar!

Jesus não apenas derramou o seu preciosíssimo sangue na cruz, mas permitiu que, através da Santa Eucaristia, participássemos do Seu mais perfeito sacrifício e recebêssemos Seu corpo e sangue.

“Jesus está presente na Eucaristia para ser encontrado, amado, recebido e consolado.”
(São João Paulo II)

Esta é uma música para cantarmos durante a comunhão na Santa Missa e também sozinho em casa por gratidão pelo Sacramento que nos dá a vida eterna!

Que essa canção reacenda cada vez mais o nosso amor pela Santa Eucaristia!


HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II
ÀS CRIANÇAS DA PRIMEIRA COMUNHÃO

Quinta-feira, 14 de Junho de 1979

Caríssimos Meninos e Meninas!

É grande a minha alegria ao ver-vos aqui, tão numerosos e tão cheios de fervor, para celebrardes com o Papa a Solenidade litúrgica do Corpo e do Sangue do Senhor!

Saúdo a todos e cada um de vós em particular, com a mais profunda ternura, e agradeço-vos de coração terdes vindo renovar a vossa Santa Comunhão com o Papa e pelo Papa; e do mesmo modo agradeço aos vossos Párocos, sempre dinâmicos e zelosos, e aos vossos pais e parentes, que vos prepararam e acompanharam.

Tenho ainda nos olhos o espectáculo impressionante das imensas multidões encontradas na minha viagem à Polónia; e eis agora o espectáculo das Crianças de Roma, eis a vossa maravilhosa inocência, os vossos olhos cintilantes e os vossos sorrisos irrequietos!

Vós sois os predilectos de Jesus: Deixai vir a Mim os pequeninos! —  dizia o Divino Mestre — não os impeçais (Lc 18, 16).

Vós sois também os meus predilectos!

Queridos meninos e meninas! Preparastes-vos para a vossa Primeira Comunhão com muito empenho e muita deligência, e o vosso primeiro encontro com Jesus foi um momento de intensa comoção e de profunda felicidade. Recordai-vos para sempre deste dia abençoado da Primeira Comunhão! Recordai-vos para sempre do vosso fervor e da vossa alegria puríssima!

Agora também viestes aqui, para renovar o vosso encontro com Jesus. Não podíeis fazer-me uma oferta mais bela nem mais preciosa!

Muitos meninos já tinham expresso o desejo de receber a Primeira Comunhão das mãos do Papa. Certamente seria para mim grande consolação pastoral dar Jesus pela primeira vez aos meninos e às meninas de Roma. Mas isto não é possível; e depois é melhor cada menino receber a sua Primeira Comunhão na própria Paróquia, do próprio Pároco. Mas pelo menos é-me possível hoje dar a Sagrada Comunhão a uma representação vossa, tendo presente no meu amor todos os outros, neste vasto e magnífico Cenáculo! E é esta, para mim e para vós, uma alegria imensa que não esqueceremos nunca mais. Ao mesmo tempo, quero deixar-vos alguns pensamentos, que vos possam servir para manterdes sempre límpida a vossa fé, fervoroso o vosso amor a Jesus Eucarístico, e inocente a vossa vida.

1. Jesus está presente connosco.

Eis o primeiro pensamento.

Jesus ressuscitou e subiu ao céu; mas quis ficar connosco e para nós, em todos os lugares da terra. A Eucaristia é realmente uma invenção divina!

Antes de morrer na Cruz, oferecendo a sua vida ao Pai em sacrifício de adoração e de amor, Jesus instituiu a Eucaristia, transformando o pão e o vinho na sua mesma Pessoa e dando aos Apóstolos e aos seus sucessores, os Bispos e os Sacerdotes, o poder de O tornarem presente na Santa Missa.

Jesus, por conseguinte, quis ficar connosco para sempre! Jesus quis unir-se intimamente a nós na Sagrada Comunhão, para nos mostrar o seu amor directa e pessoalmente. Cada um pode dizer: “Jesus ama-me! Eu amo a Jesus”; Santa Teresa do Menino Jesus, recordando o dia da sua Primeira Comunhão, escrevia: “Oh, como foi doce o primeiro beijo que Jesus deu à minha alma!… Foi beijo de amor, sentia-me amada e dizia por minha vez: ‘amo-vos, ofereço-me a vós para sempre’… Teresa tinha desaparecido como gota de água que se perde no meio do oceano. Ficava só Jesus: o mestre, o Rei” (Teresa de Lisieux, Storia di un’anima: Ediz, Queriniana, 1974, Man. A, Cap. IV, pág. 75.).

E pôs-se a chorar de alegria e consolação, entre o espanto das companheiras.

Jesus está presente na Eucaristia para ser encontrado, amado, recebido e consolado. Onde quer que esteja um sacerdote, ali está presente Jesus, porque a missão e a grandeza do Sacerdote é precisamente a celebração da Santa Missa.

Jesus está presente nas grandes cidades e nas pequenas povoações, nas igrejas de montanha a nas longínquas cabanas da África e da Ásia, nos hospitais e nas prisões; até nos campos de concentração estava presente Jesus Eucarístico!

Queridos meninos! Recebei Jesus com frequência! Permanecei n’Ele; deixai-vos transformar por Ele!

2. Jesus é o vosso maior amigo Eis o segundo pensamento.

Não o esqueçais nunca! Jesus quer ser o nosso amigo mais íntimo, o nosso companheiro de caminho.

Sem dúvida tereis muitos amigos; mas não podeis estar sempre com eles e nem sempre eles vos podem ajudar, ouvir e confortar.

Jesus, pelo contrário, é o amigo que não vos abandona nunca; Jesus conhece-vos um por um, pessoalmente; conhece o vosso nome, segue-vos, acompanha-vos, caminha convosco todos os dias; participa nas vossas alegrias e conforta-vos nos momentos de aflição e de tristeza. Jesus é o amigo de que não podemos prescindir, uma vez que o encontrámos e compreendemos que nos ama e quer o nosso amor.

Com Ele podeis falar, abrir-vos; a Ele podeis dirigir-vos com afecto e confiança. Jesus morreu nada menos que na Cruz por amor de nós! Fazei um pacto de amizade com Jesus e não o interrompais nunca! Em todas as situações da vossa vida, dirigi-vos ao Amigo Divino, presente em nós com a sua “Graça”, presente connosco e em nós na Eucaristia.

E sede também os mensageiros e as testemunhas alegres do Amigo Jesus nas vossas famílias, entre os vossos colegas, nos lugares dos vossos divertimentos e das vossas férias, nesta sociedade moderna, muitas vezes tão triste e insatisfeita.

3. Jesus espera-nos

Eis o último pensamento.

A vida, longa ou breve, é uma viagem para o Paraíso: é lá a nossa Pátria, é lá a nossa verdadeira casa; é lá o nosso encontro!

Jesus espera-nos no Paraíso! Não esqueçais nunca esta verdade suprema e confortante. E que é a Sagrada Comunhão senão um Paraíso antecipado? De facto, na Eucaristia é o próprio Jesus que nos espera e encontrá-lo-emos um dia face a face no Céu.

Recebei Jesus com frequência, para nunca esquecerdes o Paraíso, para estardes sempre a caminho da casa do Pai Celeste, para saboreardes já um pouco o Paraíso!

Isto tinha-o compreendido Domingos Sávio, que aos sete anos conseguiu licença de receber a Primeira Comunhão, e naquele dia escreveu os seus propósitos: “Primeiro: confessar-me-ei com muita frequência e farei a Comunhão todas as vezes que o confessor me der licença. Segundo: quero santificar os dias festivos. Terceiro: os meus amigos serão Jesus e Maria. Quarto: a morte, mas não pecados”.

Isto que o pequeno Domingos escrevia há tantos anos (em 1849); vale ainda agora e valerá para sempre.

Caríssimos, concluo dizendo-vos, meninos e meninas, mantende-vos dignos de Jesus que recebeis! Sede inocentes e generosos! Empenhai-vos em tornar a vida bela a todos, com obediência, com gentileza, com boa educação! O segredo da alegria é a bondade!

E a vós, pais e parentes, digo com ansiedade e confiança: amai os vossos meninos e meninas, respeitai-os, edificai-os! Sede dignos da sua inocência e do mistério encerrado na sua alma, criada directamente por Deus! Eles têm necessidade de amor, de delicadeza, de bom exemplo e de maturidade! Não os descureis. Não os atraiçoeis!

Confio todos vós a Maria Santíssima, a nossa Mãe do céu, a Estrela do mar da nossa vida: implorai-a todos os dias, vós, meninos e meninas! Dai-Lhe, a Maria Santíssima; a vossa mão para que vos conduza a receber santamente Jesus.

E dirijamos também um pensamento de afecto e de solidariedade a todas as crianças que sofrem; a todas as crianças que não podem receber Jesus porque não O conhecem, a todos os pais que foram dolorosamente privados dos seus filhos ou estão desiludidos e amargurados nas suas expectativas.

No vosso encontro com Jesus rezai por todos, recomendai todos, invocai graças e auxílios para todos!

E pedi também por mim, vós que sois os meus predilectos!


Fique atualizado! E seja também um evangelizador!

Faça parte do nosso canal no Telegram e receba em primeira mão, as atualizações do site e das nossas redes sociais para você compartilhar com seus amigos e familiares!


LETRA DA MÚSICA:
JESUS, EU VIM PARA VOS ENCONTRAR

“Estás presente
na Eucaristia.
Para ser encontrado
amado, recebido, consolado.” (São João Paulo II)

Só por amor
quero Vos receber,
já que só por amor
Vos entregastes a mim.

Neste místico ato,
meus olhos podem presenciar
o mais abismável dos mistérios
O Pão criado torna-se o Criador.

O vinho perecível
torna-se o Sangue do Rei eterno
Para saciar a necessidade de nossas almas.

Jesus, eu vim
para Vos encontrar
Pra Vos amar e receber na Eucaristia
Sei que é pequeno meu amor,
mas todo ele Vos dou
Jesus, que eu Vos seja um consolo (2x)

Generosamente, Jesus,
Vos transformastes em alimento da alma
Amorosamente, viestes Vos doar
como um dia Vos entregastes na cruz

Quero ter um incomparável amor por Vós
Maior do que o amor que tenho por mim
ou por qualquer outra criatura

Refrão

Na Eucaristia,
fogo santo que inflama a alma!
Avivai-me com um abrasado e ardente amor por Vós
Na Eucaristia,
portentoso semblante do amor
Inclinai-me às coisas do alto, às virtudes

Jesus, eu vim…

Refrão

Escreva seu comentário