Conheça e aprenda a praticar esta devoção, criada para recordar as principais dores e alegrias da vida de São José, o patriarca da Sagrada Família.

Seguindo uma antiga tradição, a Igreja dedica os sete domingos anteriores à festa de São José, celebrada no dia 19 de março, para recordar as principais dores e gozos da sua vida. Esta devoção, no entanto, pode ser praticada em qualquer época do ano.

Como incentivo a esta prática de piedade, reproduzimos aqui o pensamento que Santa Teresa d’Ávila, grande doutora da Igreja, expressou certa vez em relação a São José:

Não me lembro de até hoje lhe ter pedido alguma coisa que não ma tenha concedido, nem posso pensar sem admiração nas graças que Deus me tem concedido por sua intercessão e nos perigos de que me tem livrado, tanto para a alma como para o corpo. Parece-me que Deus concede aos outros santos a graça de nos auxiliar nesta ou naquela necessidade, mas sei por experiência que São José nos socorre em todas, como se Nosso Senhor quisesse fazer-nos compreender que, assim como Ele lhe era submisso na terra, porque estava no lugar de pai e como tal era chamado, também no céu não pode recusar-lhe nada.

Primeiro Domingo

O sonho de São José

Meditar na seguinte passagem:

“Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo. José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados”. Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que uma Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7,14), que significa: Deus conosco. Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa. E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus.”
(Lc 1, 18-25)

ORAÇÃO:
Ó esposo puríssimo de Maria Santíssima, glorioso São José, assim como foi grande a amargura do vosso coração na perplexidade de abandonardes a vossa castíssima esposa, assim foi indizível a vossa alegria quando pelo anjo vos foi revelado o soberano mistério da Encarnação.

Por esta dor e por este gozo, vos pedimos a graça de consolardes, agora e nas extremas dores, nossa alma, com a alegria de uma vida justa e de uma santa morte semelhante à vossa, assistidos por Jesus e por Maria.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Segundo Domingo

Adoração dos pastores

Meditar na seguinte passagem:

“Tendo, pois, Jesus nascido em Belém de Judá, no tempo do rei Herodes, eis que magos vieram do Oriente a Jerusalém. Perguntaram eles: “Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”. A essa notícia, o rei Herodes ficou perturbado e toda Jerusalém com ele. Convocou os príncipes dos sacerdotes e os escribas do povo e indagou deles onde havia de nascer o Cristo. Disseram-lhe: “Em Belém, na Judeia, porque assim foi escrito pelo profeta: E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as cidades de Judá, porque de ti sairá o chefe que governará Israel, meu povo” (Mq 5,1). Herodes, então, chamou secretamente os magos e perguntou-lhes sobre a época exata em que o astro lhes tinha aparecido. E, enviando-os a Belém, disse: “Ide e informai-vos bem a respeito do menino. Quando o tiverdes encontrado, comunicai-me, para que eu também vá adorá-lo”. Tendo eles ouvido as palavras do rei, partiram. E eis que a estrela, que tinham visto no Oriente, os foi precedendo até chegar sobre o lugar onde estava o menino e ali parou. A aparição daquela estrela os encheu de profunda alegria. Entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se diante dele, o adoraram. Depois, abrindo seus tesouros, ofereceram-lhe como presentes: ouro, incenso e mirra. Avisados em sonhos de não tornarem a Herodes, voltaram para sua terra por outro caminho. Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em so­nhos a José e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar”. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito. Ali permaneceu até a morte de Herodes para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta: Do Egito chamei meu filho (Os 11,1). Vendo, então, Herodes que tinha sido enganado pelos magos, ficou muito irritado e mandou massacrar em Belém e nos seus arredores todos os meninos de dois anos para baixo, conforme o tempo exato que havia indagado dos magos. Cumpriu-se, então, o que foi dito pelo profeta Jeremias: Em Ramá se ouviu uma voz, choro e grandes lamentos: é Raquel a chorar seus filhos; não quer consolação, porque já não existem (Jr 31,15)! Com a morte de Herodes, o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, no Egito, e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e retorna à terra de Israel, porque morreram os que atentavam contra a vida do menino”.”
(Lc 2, 1-20)

ORAÇÃO:
Ó felicíssimo patriarca, glorioso São José, que fostes escolhido como pai adotivo do Verbo humanado, a dor que sentistes ao ver nascer em tanta pobreza o Deus Menino se vos mudou em júbilo celeste ao ouvirdes a angélica harmonia e ao contemplardes a glória daquela noite brilhantíssima.

Por esta dor e por este gozo, vos suplicamos a graça de nos alcançardes que, depois da jornada desta vida, passemos a ouvir os angélicos louvores e a gozar dos esplendores da glória celeste.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Terceiro Domingo

Apresentação de Jesus no Templo

Meditar nas seguintes passagens:

“Completados que foram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe posto o nome de Jesus, como lhe tinha chamado o anjo, antes de ser concebido no seio materno.”
(Lc 2, 21)

“E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus.(Mt 1, 25)

ORAÇÃO:
Ó obedientíssimo das divinas leis, glorioso São José, o sangue preciosíssimo que na circuncisão derramou o Redentor Menino vos trespassou o coração, mas o nome de Jesus vo-lo reanimou, enchendo-o de contentamento.

Por esta dor e por este gozo, alcançai-nos viver sem pecado, a fim de expiar cheios de júbilo, com o nome de Jesus no coração e nos lábios.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Quarto Domingo

São José com o menino

Meditar nas seguintes passagens:

“Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor, conforme o que está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor” (Ex 13,2); e para oferecerem o sacrifício prescrito pela Lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos. Ora, havia em Jerusalém um homem chamado Simeão. Esse homem, justo e piedoso, esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava nele.* Fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que não morreria sem primeiro ver o Cristo do Senhor. Impelido pelo Espírito Santo, foi ao templo. E tendo os pais apresentado o menino Jesus, para cumprirem a respeito dele os preceitos da Lei, tomou-o em seus braços e louvou a Deus nestes termos: “Agora, Senhor, deixai o vosso servo ir em paz, segundo a vossa palavra. Porque os meus olhos viram a vossa salvação que preparastes diante de todos os povos, como luz para iluminar as nações, e para a glória de vosso povo de Israel”. Seu pai e sua mãe estavam admirados das coisas que dele se diziam. Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: “Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações. E uma espada transpas­sa­rá a tua alma”.*”
(Lc 2, 22-35)

ORAÇÃO:
Ó fidelíssimo santo, glorioso São José, que também tivestes parte nos mistérios de nossa Redenção, se a profecia de Simeão a respeito do que Jesus e Maria teriam de padecer vos causou mortal angústia, também vos encheu de sumo gozo pela salvação e gloriosa ressurreição que, como igualmente predisse, teria de resultar para inumeráveis almas.

Por esta dor e por este gozo, obtende-nos que sejamos do número daqueles que, pelos méritos de Jesus e pela intercessão da santíssima Virgem, sua mãe, hão de ressuscitar gloriosamente.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Quinto Domingo

A fuga para o Egito

Meditar nas seguintes passagens:

“Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em so­nhos a José e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar”. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito.”
(Mt 2, 13-14)

“Oráculo contra o Egito. Eis que o Senhor, montado numa nuvem rápida, vem ao Egito. Os ídolos do Egito tremem diante dele e o Egito sente desfalecer sua coragem.”
(Is 19, 1)

ORAÇÃO:
Ó vigilantíssimo custódio, íntimo familiar do Filho de Deus Encarnado, glorioso São José, quanto sofrestes para alimentar e servir o Filho do Altíssimo, particularmente na fuga com Ele para o Egito. Mas qual não foi também vosso gozo por terdes sempre convosco o mesmo Deus e por verdes cair por terra todos os ídolos egípcios.

Por esta dor e por este gozo, alcançai-nos que, afastando para longe de nós o infernal tirano, especialmente com a fuga das ocasiões perigosas, sejam derrubados dos nossos corações todos os ídolos dos afetos terrenos, e que, inteiramente dedicados ao serviço de Jesus e de Maria, para eles somente vivamos e na alegria do seu amor expiremos.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Sexto Domingo

Descanso durante a fuga para o Egito

Meditar nas seguintes passagens:

“Com a morte de Herodes, o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, no Egito, e disse: “Levanta-te, toma o menino e sua mãe e retorna à terra de Israel, porque morreram os que atentavam contra a vida do menino”. José levantou-se, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Ao ouvir, porém, que Arquelau reinava na Judeia, em lugar de seu pai Herodes, não ousou ir para lá. Avisado divinamente em sonhos, retirou-se para a província da Galileia .e veio habitar na cidade de Nazaré, para que se cumprisse o que foi dito pelos profetas: Será chamado Nazareno.”
(Mt 2, 19-23)

“O menino ia crescendo e se fortificava: estava cheio de sabedoria, e a graça de Deus repousava nele.”
(Lc 2, 40)

ORAÇÃO:
Ó anjo na terra, glorioso São José, que cheio de pasmo vistes o Rei do Céu submisso aos vossos mandatos, se a vossa consolação, ao reconduzi-lO do Egito, foi turbada pelo temor de Arquelau, filho de Herodes, contudo, sossegado pelo anjo, permanecestes alegre em Nazaré com Jesus e Maria.

Por esta dor e por este gozo, alcançai-nos a graça de desterrar do nosso coração todo temor nocivo, de gozar a paz de consciência, de viver seguros com JEsus e Maria, e também de morrer assistidos por eles.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!


Sétimo Domingo

Jesus no templo

Meditar nas seguintes passagens:

“Seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa. Tendo ele atingido doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem. Pensando que ele estivesse com os seus companheiros de comitiva, andaram caminho de um dia e o buscaram entre os parentes e conhecidos. Mas não o encontrando, voltaram a Jerusalém, à procura dele. Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. Todos os que o ouviam estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas. Quando eles o viram, ficaram admirados. E sua mãe disse-lhe: “Meu filho, que nos fizeste?! Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição”. Respondeu-lhes ele: “Por que me procurá­veis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?”. Eles, porém, não compreen­deram o que ele lhes dissera.”
(Lc 2, 41-50)

ORAÇÃO:
Ó exemplar de toda a santidade, glorioso São José, perdestes sem culpa o Menino Jesus, e para maior angústia houvestes de buscá-lO por três dias, até que, com sumo júbilo, gozastes do que era vosso vida, achando-O no templo entre os doutores.

Por esta dor e por este gozo, vos suplicamos com palavras saídas do coração, que intercedais a nosso favor para que nunca nos aconteça perder a Jesus por algum pecado grave. Mas, se por desgraça O perdermos, fazei com que O procuremos com tal dor que não tenhamos sossego até encontrá-lO, benigno, especialmente na hora da nossa morte, para podermos glorificá-lO no Céu e lá cantarmos eternamente suas divinas misericórdias.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

V. São José,
R. Rogai por nós!

Oração a São José

Ó Deus, que com inefável providência Vos dignastes eleger São José esposo de vossa santíssima Mãe, fazei que mereçamos ter no Céu a intercessão daquele que veneramos na terra. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.


CONHEÇA MAIS ORAÇÕES CATÓLICAS
ACESSE A PÁGINA ORAÇÕES

1 comentário

  1. Bênção de Deus tenho muito amor p sao jose é i explicável mas agradeço a Deus p esse canal de graça na nossa vida espiritual que tbm se chama José 🙏🙏🙏atravez da nossa novena vocacional de São José já alcancei várias graças materiais pagamento de dívidas antigas, entre libertação de um parente que estava na droga, e na minha casa quem pinta tidos os anos é são José ele que vem e traz os ajudantes fica bonita e duradoura a pintura são fora as graças espirituais pois gosto de pefir a intercessão dele p amar Jesus como ele amou são José rogai por nos 🙏🙏🙏🙏😁😁

Escreva seu comentário